Blog do Dresch

1 de setembro de 2016

Os nanicos chegam aos debates na TV

                A Rede TV realiza o debate com os candidatos à prefeitura de São Paulo nesta sexta feira, e já convidou a candidata Luiz Erundina, do Psol para participar. É o resultado prático da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que estendeu a participação dos partidos de menor representação no Congresso, nos debates, com o convite sendo feito pela emissora. No Rio de Janeiro, o candidato Marcelo Freixo, e em Porto Alegre, com a candidata Luciana Genro, ambos do Psol e bem colocados nas pesquisas eleitorais, igualmente poderão debater suas ideias com os demais candidatos. Todos ficaram de fora do debate promovido pela Rede Bandeirantes, antes do Supremo mudar a legislação.


Câmara aprova renegociação

                   A Câmara dos Deputados aprovou na noite da última terça feira, o projeto de Lei Complementar que trata da renegociação da dívida dos estados. O texto do relator prevê o aumento do prazo adicional de 20 anos para o pagamento dos débitos com a União, além do desconto das parcelas do serviço da dívida até o final deste ano. Também ficam estabelecidos descontos escalonados e decrescentes das parcelas até Junho de 2018 e o pagamento de débitos consequentes das liminares concedidas pelo Supremo Tribunal Federal, a alguns estados, inclusive Alagoas. Os deputados também derrubaram destaques que elevariam em 2% o FPE dos estados, que beneficiariam diretamente os estados do Norte e do Nordeste. A votação do projeto de renegociação da dívida dos estados teve um sem número de propostas. A equipe econômica do governo teve de negociar diversas situações, a maior parte delas em relação à Lei de Responsabilidade Fiscal que o governo queria impor mais rigor na contabilidade de despesas dos estados e nas negociações com servidores. O acordo aprovado no Senado será analisado pelo Senado, mas naquela Casa conta com o apoio das lideranças partidárias.


Sefaz recupera R$ 110 mi

                   Um estudo que durou oito meses, feito por um grupo de auditores da Secretaria de Estado da Fazenda juntamente com a assessoria da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, proporcionou a recuperação de cerca de R$ 110 milhões em impostos não recolhidos nos últimos cinco anos. O grupo utilizou um sistema de auditoria eletrônica cedido pela Secretaria da Fazenda de Minas Gerais, além de análise de dados e visitas de campo a empresas de petróleo, gás e combustíveis. Com estas ferramentas, que auxiliaram na sistematização e consolidação das informações necessárias para a recuperação do tributo não recolhido.

Privatizar creches, presídios…

                   Ao voltar da viagem à China, o presidente interino Michel Temer deve anunciar algumas medidas para a abertura do capital privado, não somente na área da infraestrutura, mas em todos os setores governamentais possíveis. Deve ser lançado um programa de concessões em parcerias com os Estados, voltado para áreas essenciais como hospitais, creches, presídios e saneamento. O objetivo é acabar com o conteúdo nacional exacerbado, que só traz superfaturamento. Só será mantido o que for competitivo, disse um auxiliar do governo Temer.

…saneamento básico, hospitais

                   O auxiliar disse ainda que a ideia é fazer Parcerias Público-Privada (PPPs) para esgoto, penitenciárias, hospitais e creches, comprando vagas para as crianças. Em Setembro o presidente interino deve lançar um programa voltado para 4 milhões de crianças de 0 a 4 anos do Bolsa Família. Elas passarão a ter acompanhamento multidisciplinar semanal nos primeiros mil dias de vida, e quinzenal a partir dessa idade. Também haverá um pente fino no Programa Bolsa Família. Atualmente 14 milhões de famílias integram o cadastro do Programa.

A população alagoana

                   Os dados mais recentes levantados pelo IBGE e publicados no Diário Oficial da União, mostram que a população do estado de Alagoas atingiu a 3.358.963 pessoas. Desta forma Alagoas aparece em 17º lugar entre os estados brasileiros. O mais populoso é São Paulo com 44,7 milhões, e o menos é Roraima com 514 mil habitantes. Maceió tem uma população estimada de 1.021.709 habitantes, seguida de Arapiraca com 232.671 e de Palmeira dos Índios com 74.049 habitantes. O município com menos habitantes em Alagoas é Pindoba com 2.954, seguido por Mar Vermelho (3.600 habitantes) e Jundiá com 4.249. O Brasil tem hoje, segundo o IBGE 206.081.432 habitantes.

Uma descoberta importante

                   A existência de um exoplaneta, com tamanho semelhante ao da Terra e localizado a uma distância adequada do seu sol para permitir a existência de água e consequente possibilidade de vida, está sendo considerada uma das descobertas astronômicas mais importantes do século. Ele fica a uma distância de 7 milhões de quilômetros da sua estrela, a Centauri e recebeu o nome de Próxima B. Não se sabe se o planeta tem atmosfera. O fluxo de raios-X emitidos pela estrela é 400 vezes maior do que a Terra sofre, o que pode ser um obstáculo á existência de atmosfera. A possibilidade de vida no local, pode aumentar as chances de ser este um lugar óbvio para a nossa civilização migrar, em caso do nosso Sol se extinguir dentro de 5 bilhões de anos.

 

 

  • Os bancários de Alagoas realizam hoje uma assembleia geral na sede de seu sindicato, decididos a rejeitar formalmente a proposta apresentada pela entidade representativa dos bancos, a Fenaban para a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho.
  • Com a rejeição, já encaminhada aos estados pelo Comando Nacional dos Bancários, a categoria deve deflagrar a greve geral a partir do dia 6 de Setembro.
  • O Comando considerou insuficiente a proposta da Fenaban que é de um reajuste salarial de 6,5% mais um abono de R$ 3 mil, mantendo as demais cláusulas do acordo inalteradas.
  • Os bancários de Alagoas e de todo o Brasil querem um reajuste salarial de 14,78% (inflação de 9,57% mais um aumento real de 5%). Participação dos Lucros de três salários bases mais R$ 8.317,90.
  • E mais o piso salarial de R$ 3.940,24, vale-refeição de R$ 40 por dia, vale alimentação de R$ 880, 14º salário, auxílio educação, fim das demissões e prevenção contra assaltos e sequestros.