Flávio Gomes

28 de agosto de 2016

Prejuízo aos aposentados

Por Geralda Doca, em “O Globo”: “O governo interino pretende acabar de vez com a paridade entre servidores ativos e inativos, que assegura o mesmo reajuste salarial para todos e na mesma data. A medida consta da proposta de reforma da Previdência que está sendo desenhada e afetaria todos os funcionários que ingressaram no serviço público antes de 2003 e que ainda não se aposentaram, tanto da União quanto de estados e municípios. Esses trabalhadores passariam a ter direito somente à reposição da inflação (medida pelo INPC), no momento de reajustar o benefício. O mecanismo já vigora para quem entrou depois de 2003, desde a reforma feita no governo de Luiz Inácio Lula da Silva. Para trabalhadores do setor privado, a ideia é desvincular o piso previdenciário da política de reajuste de salário mínimo, que permite ganhos reais e exerce forte pressão sobre as contas da Previdência. Para os aposentados que ganham acima do mínimo, o valor do benefício já é corrigido pela inflação — conforme determina a Constituição, a fim de assegurar o poder de compra. Segundo técnicos envolvidos nas discussões, o fim da paridade dos servidores teria impacto pouco relevante a curto prazo, porque não há perspectiva de ganhos reais para esses trabalhadores. Ao contrário, o que se busca é fixar um teto para os gastos públicos. Mas, a médio e longo prazos, a medida representaria uma sinalização positiva para o mercado, além de evitar impactos de eventuais reajustes para o regime de aposentadoria.”

 

E o aumento?

O tempo passa, o tempo voa, como dizia a propaganda do finado Bamerindus, e não há uma definição do governo estadual para o reajuste dos servidores públicos.  A data base é maio, estamos chegando a setembro e nada. O governo tem contado, até agora, com a tolerância do funcionalismo, com algumas raras exceções.

Mea culpa

“Há 30 dias o presidente do Senado Federal conseguiu, no Supremo Tribunal Federal, desfazer o indiciamento da senhora e de seu esposo”. Ao dizer isso em resposta a Gleise Hoffman, senadora do PT, o presidente do Congresso, Renan Calheiros, confessou tráfico de influência junto à mais alta corte jurídica do país.

No limbo

Depois de muitoanos, Aldo Rebelo está sem mandato e sem cargo. Alagoano de Viçosa, sua carreira política se iniciou como vereador em São Paulo e, depois, obteve vários mandatos de deputado federal, sempre pelo PC do B. Presidiu a Câmara dos Deputados e foi ministro da Defesa e da Ciência e Tecnologia.

 

Fim de linha

A médica Célia Rocha vai encerrar a carreira política ao concluir o atual mandato de prefeita de Arapiraca, cargo que ocupa pela terceira vez. Pelo menos foi o que disse em entrevista ao “Jornal de Arapiraca”. Além de prefeita, Célia foi também vereadora e deputada federal. Acaba, assim, uma liderança política do Agreste.

Agenda

O senador pernambucano Armando Monteiro Neto, ex-presidente da CNI e ex-ministro de Dilma, será um dos participantes do Seminário de Promoção às Exportações, dia 22 de setembro, em Maceió, iniciativa da Federação das Indústrias de Alagoas. Inscrições em  www.sempex.com.br. Contato: 2121.3071.

SOS Lixo

A população de Maceió agora pode solicitar coleta do lixo volumoso (eletrodomésticos e móveis velhos, por exemplo) à prefeitura, sem nenhum custo. Basta entrar em contato com a Slum, através do telefone gratuito do Disque Limpeza: 0800 082 2600. Para pedir outros serviços de limpeza pode utilizar 3315.2600.

Efeito

Do jornalista Kennedy Alencar: “No médio prazo, esse indiciamento por corrupção ativa, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro cria mais um desafio para Lula. Como o TRF de Porto Alegre tende a confirmar as sentenças de Moro, Lula seria enquadrado na Lei da Ficha Limpa e ficaria impedido de disputar a sucessão presidencial de 2018.”

 

*Em parceria com a Apala, o Parque Shopping recebe neste sábado, das 12 às 22 horas, o “Mc Dia Feliz”, promoção anual do Instituto Ronald McDonalds. A iniciativa visa arrecadar fundos para beneficiar crianças com câncer e são atendidas pela Apala.

 

*Leo Fressato, cantor e compositor, faz show neste sábado em Maceió. No repertório, valsa, balada, baião e outros gêneros. No Centro Cultural Arte Pajuçara, a partir das 19h30m. O ingresso custa R$ 25,00. Informações e vendas em even.tc/leofressato.

 

*Os shoppings de Maceió abrirão em horário normal neste sábado, apesar do feriado da Padroeira da cidade, Nossa Senhora dos Prazeres, segundo a Fecomércio. No Centro, as lojas terão abertura facultativa. As que abrirem funcionarão das 8 às 13 horas .

 

*O programa “Aplauso” deste final de semana será uma reprise com a obra da cantora Maria Alcina, uma das vozes mais peculiares da música brasileira. Neste sábado, das 14 às 15 horas, na Difusora AM 960; no domingo, às 10 horas, na Educativa FM.

*O filme “Brasil S/A” entra em cartaz neste domingo em Maceió. O longa metragem trata  da vida de um cortador de cana que sofre bastante com a chegada das máquinas e do progresso e tem a direção do cineasta Marcelo Pedroso. No Cine Arte Pajuçara.

*O Museu Théo Brandão promove neste sábado, a partir das 15 horas, uma oficina de coco de roda e de samba de roda, no centro de candomblé Ilê Nifé Omi Omo Posú Betá, que fica na Rua Dr. Luiz Campos Teixeira, 290, Ponta da Terra. A entrada é franca.

*O CSA inicia neste sábado o “mata mata” com o Ituano, de São Paulo, para definir quem sobe da Série D para a Serie B do Brasileiro. Às 16 horas, em Itu. Pela série C, o ASA enfrenta domingo o Cuiabá, no Mato Grosso, às 17 horas ,tentando ficar no G4.

 

 

“Quem tem que pedir desculpas é quem está inventando acusações”

 

Luiz Inácio Lula da Silva

 

Ex presidente da República, Indiciado pela Polícia Federal por corrupção ativa, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro