Edmilson Teixeira

24 de agosto de 2016

Matriz de Camaragibe , eleição 2016

Próximo domingo a partir das 16h, uma grande mobilização partidária vai tomar conta das ruas de Matriz. Trata-se de uma mega carreata de apoio a reeleição do prefeito Marquinhos (PSD), cuja coligação conta 11 partidos. “O Marquinhos é um dos poucos prefeitos em Alagoas, que nos orgulha pelo seu jeito de trabalhar e de fazer a coisa acontecer; razão de o nosso governo ter se empenhado para sempre manter uma parceria de trabalho, sobretudo para o bem de Alagoas”, comentou numa gravação de vídeo, o governador Renan Filho (PMDB), oportunidade em que convoca o povo de Matriz, a fazer parte do evento azulado que acontece no domingo.

Pilar

Garra e determinação; assim tem sido os trabalhos da equipe de campanha do prefeito Carlos Alberto Canuto (PMDB) que vai para a sua reeleição, sobretudo na tentativa de chegar a um quarto mandato à frente da Prefeitura; que se reeleito, passa a obter tal  virtude jamais alcançada por outro candidato pilarense. Nas redes sociais, os cabos eleitorais têm explorado o possível  em termos de divulgação, sobre as caminhadas  que estão sendo feitas em torno da campanha. A  ordem é manter a paz e a felicidade entre todos, principalmente depois que alguns tiros foram disparados no último final de semana, durante um evento do candidato oposicionista Douglas Barros (PP).

Colônia Leopoldina 

A colunista social Aninha Monteiro afirma que seu filho, Tide vai disputar uma vaga no Legislativo de Colônia, vestindo a camisa do PMDB. “É um jovem do campo, com muitas ideias e com um verdadeiro trabalho à frente do povo” disse. Tide faz parte do time da prefeita Ana Rocha que vai para a reeleição, tentando impedir para que o ex-prefeito Manuilson Andrade (PSDB), alcance um terceiro mandato, já que ele aparece como seu principal adversário nessa batalha eleitoral.

Rio Largo

No seu histórico de eleição, Rio Largo apresenta um recorde de candidatos inscritos para concorrer a Prefeitura este ano. São cinco que já entraram em plena atividade na busca do voto, entre eles o forasteiro deputado Marcelo Victor (PSD). A relação se completa com a ex-prefeita Vânia Paiva (PMDB), Pedro Victor (PSC), o ex-deputado Gilberto Leôncio (PP), o vereador Mima (Psol) e Alex Fernandes (PSL). 

Rio Largo 2

“Este ano bateu uma grande vontade de administrar  meu município, sobretudo pelo fato de viver constrangido com a situação vivenciada pelo nosso povo, que ao longo dessas últimas décadas  não teve sorte alguma com seus administradores públicos. Como todos sabem, quando o assunto é política, Rio Largo vira  motivo de chacota, por conta  de sucessivos casos negativos que foram estampados em tudo quanto é órgão de comunicação” relatou o candidato Pedro Victor. Acredita que seu perfil familiar e empresarial  será peça-chave, para o eleitor que busca um candidato limpo e com vocação de empreender para o bem de todos.  

Traipu

Domingo último o PSDB do candidato Eduardo Tavares arrastou multidões durante uma carreata, que partiu da cidade até o povoado São José, quando lá aconteceu o primeiro comício da campanha. O bloco de apoio conta com a participação de 12 partidos, cuja  coligação por conta das desavenças praticadas no passado pelos opositores, foi denominada de:  “Justiça com Traipu, coragem para mudar”. Eduardo Tavares já foi vereador  em Traipu, mas se projetou na vida pública como procurador de Justiça e secretário de Estado no governo passado de Téo Vilela. A disputa pela Prefeitura será contra Erasminho, atual vice-prefeito, hoje rompido com a prefeita Conceição Tavares.

Traipu 2

“Nunca mais mascote, caetés, sanguessuga, carranca, tabanga ……. E aí vai Traipu não queremos isso de volta, estes sim são forasteiros que a anos vivem levando nosso município para as páginas de jornais de todo país e querem plantar a volta de tudo isso. Sabemos o que é melhor para nossa gente! O povo não é bobo! Sabemos o que houve por trás da suposta união! Trocar merenda escolar por ração de cachorro já era! Essa vitória é nossa! E crimes de mando um dia tem solução à justiça divina nunca falha!” detonou nas redes sociais a prefeita Conceição Tavares, em recado direcionado aos adversários.

Atalaia

Chico Vigário (PMDB) tem um grande aliado como cabo eleitoral nessa sua campanha, que tenta retornar ao comando da Prefeitura. Trata-se do artilheiro  Aluísio Chulapa, orgulho dos atalaienses, tido como a maior representatividade daquele povo, assim como o rei do futebol Pelé é para a cidade de Três Corações/MG. Chulapa passou por grandes clubes do planeta, inclusive da Europa, mas o destaque foi  no São Paulo, onde foi campeão mundial em 2005 no Japão. Domingo último Aloísio subiu no palanque do primeiro comício de seu candidato. Quando prefeito na gestão passada, Chico Vigário colocou na BR 316, atravessando de um lado pra outro, uma enorme placar que até hoje permanece com os dizeres: “Atalaia, terra de Aluísio Chulapa”

 

São Miguel dos Campos

Secretaria Municipal de Cultura, em parceria com as escolas públicas e privadas do município, iniciou há oito dias, o Festival Estudantil de Teatro Miguelense. O evento que se estende até amanhã, reúne 10 escolas, divididas em duas categorias: Infantil e Infantojuvenil. “As apresentações  têm atraído vários espectadores, entre alunos, professores, pais, e a comunidade em geral, levando a cultura da arte cênica do nosso município a um nível bem mais elevado”, comentou Gleyton Oliveira, coordenador do Festival.

Saúde- SUS

As dificuldades enfrentadas pelos gestores municipais para o custeio de ações e serviços em saúde foram discutidas em assembleia, na manhã de segunda-feira (22), no Conselho Regional de Medicina de Alagoas (Cremal), no Pinheiro, pelos secretários da pasta. Em unanimidade, eles votaram por encaminhamentos – coordenados pela Diretoria do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Alagoas (Cosems) – para solucionar os problemas que afetam a assistência prestada aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) e põem na berlinda o fechamento de contas dos gestores no fim do ano.

 

Saúde- SUS – 2

 

Foram discutidos, entre outras pendências que afligem a categoria, o não repasse financeiro dos programas da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), a exemplo do Prohosp, Promater, Provida e Invig; extinção do Prosaúde; contrapartida estadual do componente básico da assistência farmacêutica; aquisição de tiras e lancetas destinadas aos portadores do Diabetes Melittus e a falta de oferta de aproximadamente 30 itens pelo Componente Especializado de Assistência Farmacêutica (Ceaf).