Blog do Dresch

13 de agosto de 2016

As mulheres em guerra contra Feliciano

                Parlamentares da bancada feminina da Câmara dos Deputados, apresentaram uma representação contra o deputado e pastor Marco Feliciano (PSC-SP). O documento, com 22 assinaturas pede que seja aberto no Conselho de Ética da Casa, um processo para apurar as denúncias de tentativa de estupro, praticadas pelo deputado. Para a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) as denúncias são graves e espera-se que sejam apuradas pela Câmara. “Não estamos prejulgando ninguém, mas a omissão da Casa não é aceitável” afirmou.

Mulheres contra Feliciano 2

              A deputada carioca disse ainda que a ação tem caráter apartidário e não deve abrir brechas para a culpabilização antes que os fatos sejam esclarecidos. O direito de defesa de Marco Feliciano também foi destacado pela deputada Érika Kokay (PT-DF), que apesar de defender todas as possibilidades de argumento lembrou que cinco crimes estão sendo denunciados. “Agressão sexual, agressão física, ameaça, tentativa de corrupção e cárcere privado. Tudo isso precisa ser apurado com rigor que a democracia exige. Denúncias de tamanha gravidade não podem ficar sem resposta desta Casa” afirmou Kokay.

O desmonte do ensino superior

                   Acha que tá ruim? Pois se segure que a tendência é piorar. Os recursos destinados ás universidades federais, previstos na Lei Anual Orçamentária para 2017, devem ser cerca de 31% menores do que o previsto para este ano. A previsão é de que haja uma redução dos investimentos de 45% e ainda de 20% nas despesas de custeio, quantia destinada a salários e a manutenção das Universidades. A decisão vai de encontro à solicitação da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior que pleiteia um aumento de recursos de 2,5% acima da inflação. O temor que é muitos dos programas das universidades devem sofrer descontinuidade e outros nem serão mais iniciados. Através de nota, o Ministério da Educação informou que a previsão do orçamento para o ensino superior no próximo ano é igual ao valor que será gasto neste ano, cerca de R$ 6,7 bilhões. A diferença, segundo o MEC, é que parte dos recursos para as universidades federais, foi contingenciada pelo governo nos primeiros meses do ano e cerca de 30% do previsto para 2016 não deve ser gasto. O Ministério garantiu que vai gastar todo o valor destinado para 2017. A Associação dos Dirigentes, que reúne os reitores dos Institutos de Ensino Superior do Brasil, diz que vai trabalhar para reverter a previsão do orçamento para a área em 2017, inclusive pressionando o Congresso Nacional.

 

IML devolvido á Ufal

               Após 63 anos, o prédio que abrigou o Instituto Médico Legal Estácio de Lima em Maceió, foi devolvido a Universidade Federal de Alagoas. O prédio faz parte do complexo onde funcionou a Faculdade de Medicina, inaugurada em 1951 e compõe o conjunto arquitetônico do Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde (ICBS), antigo CCBI. O local foi tombado como patrimônio histórico, artístico e cultural do Estado em 2010, e inscrito no livro de Tombos de Edifícios e Monumentos Isolados, pela sua relevância histórica e arquitetônica.

IML devolvido á Ufal 2

                A devolução do prédio foi feita formalmente, após uma vistoria realizada no prédio por integrantes da Perícia Oficial do Estado e da Universidade. O perito-geral da Perícia Oficial, Manoel Melo, agradeceu em nome da sociedade e dos servidores da Perícia Forense pelos anos em que o prédio abrigou a primeira unidade de medicina legal do Estado. Antes da entrega do prédio foi realizado um mutirão de limpeza na área interna e externa do local. O ossário que existia no local foi desativado e o material foi transferido para a atual sede, após catalogação.

Olímpiada movimenta US$ 1,8 bi

                   A Riotur (Empresa de Turismo do Município do Rio de Janeiro) estima que a cidade está recebendo 650 mil turistas nacionais e 350 mil estrangeiros no período dos Jogos Olímpicos. O evento deve injetar cerca de US$ 1,8 bilhão (cerca de R$ 5,6 bilhões) na economia da cidade. A Copa do Mundo, em 2014, que durou 31 dias movimentou aproximadamente R$ 4,4 bilhões. Já o Réveillon deste ano gerou US$ 686 milhões (cerca de R$ 2,2 bilhões). Uma pesquisa da ABIH (Associação Brasileira de Hotéis) registrou ás vésperas dos jogos uma taxa de ocupação de 84%.

Ministra assumirá STF

                 Pelos próximos dois anos, o Supremo Tribunal Federal será comandado pela ministra Carmen Lúcia, eleita esta semana. A partir do dia 10 de Setembro ela substituirá o ministro Ricardo Lewandowski. A eleição foi simbólica, uma vez que a ministra já ocupava o cargo de vice-presidente da Corte. Carmen Lúcia foi indicada ao Supremo pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e tomou posse em 2006. Ela é natural de Montes Claros (MG), e formou-se em direito pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, e será a segunda mulher a presidir o STF. A primeira foi a ex-ministra Ellen Gracie.

 

 

  • Um dos compromissos do governador Renan Filho em Brasília, na semana que passou, envolveu a discussão sobre a revitalização do Rio Francisco, promovido pelo Tribunal de Conta da União (TCU).
  • O evento, que contou ainda com a participação de especialistas, biólogos, gestores estaduais e municipais envolvidos com a questão, debateu propostas de implantação de projetos e um plano de ações sustentáveis voltado para a bacia hidrográfica do Rio São Francisco.
  • O governador alagoano participou do painel “Quais os desafios na gestão de recursos e na melhoria das condições socioambientais da bacia do São Francisco?”
  • O painel foi realizado no formato de talk-show com debate aberto entre os participantes e plateia.
  • Alguns dos assuntos discutidos foram a influência da conservação do solo na recomposição da mata ciliar, os impactos nas cidades ribeirinhas, o papel dos municípios na revitalização do rio, o saneamento e reuso da água, entre outras questões.