Blog do Dresch

9 de agosto de 2016

OAB atinge metas do primeiro semestre

                   Para a presidente da Ordem dos Advogado do Brasil, seccional Alagoas, Fernanda Marinela, os primeiros seis meses na nova gestão da Ordem podem ser considerados positivos tendo em vista as dificuldades econômicas e políticas do país. “Mesmo enfrentando problemas de toda a ordem, conseguimos efetivar nossos projetos, ampliando nosso horizonte de trabalho. Estamos inaugurando o novo auditório na sede e também equipamos a sala de peticionamento para atender a jovens advogados e a outros que trabalhavam sem as devidas condições” explicou a presidente.

OAB faz balanço positivo 2

                   Na entrevista concedida à Rádio Gazeta, Marinela citou também o alto índice de inadimplência enfrentado pela ordem (chega a 55%), mas que isso também não impede a consolidação dos projetos. Ela diz que outra meta a ser colocada em prática neste segundo semestre a estruturação das salas de advocacia dos fóruns do interior do estado, também para atender aos advogados em geral. A presidente da Ordem aproveitou também a oportunidade para fazer um convite a todos os advogados filiados a OAB para participarem da festa da categoria, nesta quinta-feira, na Acrópole, a partir das 21h.

Delação abate mais gente

                   Mais uma cacetada atinge o governo interno de Michel Temer, desta vez com as delações premiadas de funcionários da Odebrecht, segundo vazamento obtido pela Folha de São Paulo e pela revista Veja. Foram citados na delação os ministros José Serra (das Relações Exteriores) e o da Casa Civil Eliseu Padilha. Os funcionários da construtora disseram que a empresa doou a campanha de Serra à Presidência em 2010, R$ 23 milhões por meio do caixa dois. Também o presidente da construtora, Marcelo Odebrecht, participou em 2014 de um almoço no Palácio Jaburu com Temer e Padilha no qual o presidente interino teria pedido “apoio financeiro” às campanhas do PMDB, com uma doação de R$ 10 milhões em dinheiro vivo, entregues entre Agosto e Setembro do mesmo ano. A oposição já encaminhou pedido de afastamento dos dois ministros citados na delação premiada. Os ministros negam a acusação. Michel Temer confirmou que se encontrou com Marcelo Odebrecht em 2014 para discutir o financiamento eleitoral, mas todas as doações, segundo ele, foram declaradas no Supremo Tribunal Federal. Com estas novas denúncias, o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) pediu a suspensão do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, uma vez que as denúncias mudam o clima político no país.

 

Cirurgião X Robôs

                 Um estudo realizado por pesquisadores do Royal Brisbane & Women’s Hospital, da Austrália, tentou dar uma versão definitiva para um dos principais temas da urologia moderna: a cirurgia robótica, surgida nos anos 2000 é superior à cirurgia aberta convencional para tratar câncer de próstata? Segundo os autores do estudo a resposta é: não. Após três meses das cirurgias, os pacientes que se submeteram ás duas técnicas tinham resultados semelhantes, principalmente em relação ´continência urinária e função erétil. O estudo dividiu aleatoriamente os pacientes dos dois grupos, que lhe garantiu idoneidade e credibilidade.

Cirurgião X Robôs 2

                   Nos últimos tempos, a cirurgia tradicional praticamente sumiu dos hospitais, já que os médios consideram a prática robótica muito superior. O estudo teve início em 2010 e os pacientes foram operados até 2014. No final, 121 pacientes submetidos a cirurgia aberta e 131 realizaram a robótica. Cada g rupo foi operado por um mesmo cirurgião experiente. Os resultados funcionais depois de três meses foram similares. Para os especialistas ouvidos, o estudo foi muito bem conduzido, porém não vai acabar com o debate, que tem sido o principal assunto dos congressos de urologia pelo mundo.

Protestos contra privatização

                   Trabalhadores alagoanos vinculados à Eletrobrás Distribuição Alagoas, à Companhia de Abastecimento de Saneamento de Alagoas (Casal) e Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos protestaram na orla marítima de Maceió no último Domingo contra o processo de privatização desenhado pelo governo federal. Os trabalhadores sabem que com uma possível privatização das estatais, deverá acarretar uma redução dos serviços oferecidos e uma piora na qualidade dos mesmos.

Protestos contra privatização 2

                   “Estamos unindo a classe trabalhadora da Eletrobrás, Casal e Correios para lutar pela mesma causa. A decisão do governo de estudar o processo de privatização é uma ameaça para as categorias” defendeu um diretor do Sindicato dos Urbanitarios. Também o presidente do Sindicato dos Correios, Altannes Holanda condenou a possibilidade de privatização dos serviços, porque tem certeza que a qualidade dos serviços vai cair drasticamente. “A privatização somente vai piorar o serviço, aumentar as tarifas e fechar agências do interior” justifica ele.

 

 

  • O Governo de Alagoas e o Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas (IHGA) assinaram ontem um termo de cooperação para pesquisar, recuperar e digitalizar o volume V dos Atos Governamentais estaduais.
  • Estes atos foram editados entre 1903 e 1905 e por isso mesmo ainda são desconhecidos do público em geral porque não existia ainda o Diário Oficial do Estado, e são importantes para a história polícia e administrativa do estado.
  • O termo de cooperação foi assinado pelo governador Renan Filho e pelo diretor-presidente do IHGA, professor Jaime de Altavilla.
  • Oito motoristas foram presos, e outros 59 autuados por embriaguez ao volante na noite de sábado e madrugada de Domingo, em blitz da Operação Lei Seca, realizada em Marechal Deodoro, e no bairro do Farol, em Maceió.
  • Além disso, 13 veículos foram recolhidos ao pátio do Detran, 136 autos de infração de trânsito foram aplicados e 52 carteiras de habilitação foram recolhidas.