Flávio Gomes

4 de agosto de 2016

O sol e a peneira

De Kennedy Alencar: “Diante do volume de revelações da Lava Jato, o PT precisa parar de tapar o sol com a peneira. O partido está preso a uma versão que já foi desmontada pelos investigadores. O relato do executivo da Andrade Gutierrez é mais um dos que mostram que houve um esquema para legalizar propina de obras federais por meio de doações eleitorais – isso sem falar do que foi passado ao partido via caixa 2, sem registro oficial. Nas delações da OAS e da Odebrecht, que estão em negociação, virão mais revelações sobre esse esquema. Insistir nessa versão lembra o que aconteceu no mensalão, quando o PT tentou circunscrever as acusações de corrupção a caixa 2 de campanha. Os fatos apurados até hoje pela Lava Jato são muito contundentes. Manter a versão de que o partido só recebeu doações eleitorais legais sugere tentativa de acobertar crimes. Para ter autoridade a fim de cobrar investigação sobre a corrupção em outros partidos, como casos que envolvem o grande rival PSDB, o PT precisa fazer uma autocrítica sobre seus erros como partido e sobre os crimes de dirigentes. Como ficou no poder durante 13 anos, o partido pagará a maior parte da conta das estripulias apuradas pela Lava Jato. Ao defender o indefensável, corre o risco de jogar fora todas as ações positivas de seus 36 anos de existência que mudaram o Brasil para melhor, inclusive as medidas que levaram o combate à corrupção a uma patamar nunca visto antes na história do país…”

Nova ordem

O presidente do Senado, Renan Calheiros, agora está interessado em agilizar o processo de impeachment: “Se for necessário vamos ouvir testemunhas, sexta, sábado e domingo, inclusive a própria presidente Dilma. Farei tudo, tudo que for possível, dentro das regras e respeitado o estado de direito, para que a votação termine até o final do mês.”

O que vale

No fechamento de algumas coligações no interior, para a disputa das eleições deste ano, nem sempre o senador Renan Calheiros tem concordado com o governador Renan Filho. Mas, ao final, tem prevalecido o interesse maior: os acertos políticos para 2018, quando os Renans, pai e filho, serão candidatos à reeleição.

Aperto

Renan Filho já demitiu 38 servidores efetivos, por faltas injustificadas ao trabalho. O secretário do Planejamento, Gestão e Patrimônio, Christian Teixeira, justifica: “As demissões incluem a reprovação do Estado à ociosidade,  falta de zelo e negligência e põe em prática a punição aos atos de improbidade administrativa”.

 

Raridade

A vereadora Heloísa Helena, que não vai concorrer à reeleição, é muito criteriosa nos elogios a alguém. Mas não economizou adjetivos ao colega Eduardo Canuto (PSDB), líder do prefeito na Câmara, em pronunciamento no plenário. “Educado”, “sensato” e “sem instransigência” foram algumas das referências.

Merecimento

A professora Arísia Barros, coordenadora do Instituto Raízes de Áfricas, recebeu, em Belo Horizonte, homenagem na terceira edição do evento “Destaque Mulher Negra”, em evento na Assembleia Legislativa. Ela foi indicada pelo Fórum Estadual de Mulheres Negras de Minas Gerais, por sua ação em Alagoas.

Maratona

O mês de agosto tem tudo para passar muito rápido, em função de diversos fatores simultâneos: fase final do impeachment de Dilma Rousseff, expectativa de cassação do deputado Eduardo Cunha, Jogos Olímpicos e início oficial da campanha eleitoral. Não é a toa que muitos já dizem que 2016 praticamente acabou.

Diferença

Do jornalista Cláudio Humberto Rosa e Silva: “Sempre que sabe da presença de político no Planalto, para conversar com algum ministro, o presidente Michel Temer faz questão de convidá-lo para meio dedo de prosa no gabinete. Dilma nunca fez isso, queria distância de todos, sobretudo dos políticos. Deu no que deu.”

 

*A Braskem realiza hoje, às 10 horas, entrevista coletiva para divulgação dos resultados obtidos no segundo trimestre de 2016. Interessados em participar via webcast devem acessar http://leobroswebcast.com.br/braskem/2T16/. Contato: 0800 726 5606.

* O professor Jorge Luiz Lopes, diretor do Museu de História Natural da UFAL, dará palestras hoje (10h30m, 16 horas e 19 horas), no espaço de exposições do Parque Shopping, em Maceió, sobre pesquisas paleontológicas no interior de Alagoas.

 

*A Prefeitura de Maceió lembra que serviços de coleta domiciliar de lixo e outras ações da SLUM podem ser solicitados pelo telefone 3315-2600 (de 2ª a 6ª, das 8 às 18 horas; aos sábados, das 6 às 18 horas). Contato:  www.maceio.al.gov.br/slum/fale-conosco.

 

* O projeto “Quinta no Arena”, da Diretoria de Teatros do Estado de Alagoas, apresenta hoje o show ‘Vinho Velho, Veste Nova’, com a banda Sinsinhor. A partir das 19h30m, no Teatro de Arena Sérgio Cardoso, na Praça Deodoro. Ingresso a R$ 20,00.

*O Ballet Eliana Cavalcanti fará apresentação no próximo sábado, à noite, no Teatro Deodoro, com “Abraços”, título de uma das nove coreografias do espetáculo, baseada em obra da poetisa alagoana Arriete Vilela. Contato: www.diteal.al.gov.br.

* O Ministério Público Federal abriu edital para seleção de quadro reserva de estagiários de nível superior, na área de Direito, para atuação nas Procuradorias da República no Estado de Alagoas/União dos Palmares e Arapiraca/Santana do Ipanema.

*O show “Samba 10”, com 10 dos melhores representantes desse ritmo em Alagoas, será realizado no dia 13 de agosto, véspera do Dia dos Pais, 16 horas, no Restaurante Namoa (antigo Bar do Alípio), no Pontal da Barra. Contato: 99981.4018. 

 

 

 

“Quem pagou o jatinho que conduziu Lula a Fortaleza para o lançamento da candidata do PT a prefeita?”

Ricardo Noblat

Jornalista, em seu blog