Flávio Gomes

14 de julho de 2016

Fundo do poço?

De Pedro Luiz Rodrigues, no portal “Diário do Poder”: ” Há otimistas que acham que o Brasil já bateu com os pés no fundo do poço e que por isso nossa situação – política, econômica e social – não pode piorar. Estão enganados, infelizmente! Os pés do Brasil não encontraram terra firme, apenas se enfiaram no topo de uma espessa e visguenta camada de lama, de profundidade desconhecida. Na esfera econômica é certo, como observa o professor Yoshiaki Nakano em recente artigo, que alguns indícios positivos já despontam: a queda dos estoques pode prenunciar uma certa reativação da produção; as demissões perdem ritmo, o câmbio assegura alívio no flanco externo. Estaríamos no limiar de um novo ciclo virtuoso? Mas o próprio Nakana mantém-se cauteloso: essa ainda é uma questão aberta, sobre ela pairam algumas dúvidas! No âmbito da política a situação continua também cheia de incertezas. A cada dia mais e mais políticos de alto coturno vão sendo trazidos como nos quadros de Giovanni Canavesio e lançados na cloaca máxima da corrupção na vida pública. Serão podres os indivíduos, ou será podre o sistema? A saída claramente estará em se afastar os frutos estragados e se proceder a uma mudança das regras de nosso fazer político. Será isso factível?”

 

Bastidores

É grande a guerra de pesquisas internas na pré-campanha pela Prefeitura de Maceió. Nos últimos dias as informações e contra informações oscilavam entre uma vantagem de Rui Palmeira sobre Cícero Almeida e um empate entre eles. Em ambas as situações, João Henrique Caldas viria em terceiro, longe.

A conferir

Sobre João Henrique Caldas: também nos bastidores, há quem diga que é bem provável a sua desistência na disputa pela prefeitura. O deputado federal do PSB estaria próximo de negociar o seu apoio, com compromisso de ser retribuído na reeleição, em 2018. E o mais provável é apoiar a candidatura de Cícero Almeida.

Melindre

O clima entre partidários de Rui e de Cícero está mais acirrado do que possa imaginar quem não acompanha a política local mais de perto. No final de semana passado um dos principais assessores do prefeito fez críticas, pelas redes sociais, a um dos responsáveis pela coordenação do PMDB local. E foi cobrado por isso.

Argumento

Do senador Fernando Collor, sobre projeto que define crimes de abuso de autoridade: “Aos que defendem cega e irrestritamente os métodos investigativos do Ministério Público, e que afirmam não haver excessos, porém reclamam do projeto de lei, há de se perguntar então: qual o receio de se aprovar uma lei que pune o abuso de autoridade?”

Novo Chico

O senador Benedito de Lira (PP/AL) manifestou apoio à iniciativa do governo federal de investir, nos próximos 10 anos, R$ 6,7 bilhões na revitalização do Rio São Francisco, segundo planeja o presidente Michel Temer. “A situação atual é lastimável, de dar dó. Podemos dizer que o rio está morrendo de sede”, disse Lira.

Produban

Núcleo Alagoano pela Auditoria Cidadã da Dívida Pública promove hoje o seminário “Produban: Os impactos de sua liquidação na Dívida e serviços públicos de Alagoas”. Das 14 às 18 horas, no auditório do Sindicato dos Bancários de Alagoas, em Maceió. Ramiro Chimuris, do Uruguai, é um dos palestrantes.

 

Opinião

De Josias de Souza, sobre a eleição na Câmara: “O Planalto talvez tenha de borrifar cargos e verbas sobre seus aliados, para extinguir eventuais incêndios. Nessa hipótese, o contribuinte é quem se queimará. Como já foi exaustivamente demonstrado na Lava Jato, as queimaduras podem ser de primeiro, de segundo ou de terceiro escalão.”

 

*Do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do alto da sua arrogância: “O PT tem quadros muito bons e eu não preciso voltar. Agora, se o governo que está aí não sabe governar e precisa vender patrimônio público, eu digo: se vocês não sabem, eu sei.”

 

*O Plano Safra 2016/2017 será lançado hoje, às 10 horas, no Palácio República dos Palmares.  Uma iniciativa do Banco do Brasil, que tem o apoio, para o evento, da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura de Alagoas.


*Termina hoje, no Centro Xingó de Convivência com o Semiárido, em Piranhas, o curso de Gestão de Cisternas Escolares, para gestores escolares, a exemplo de diretores e merendeiras. O curso é custeado pelo Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza.


*O Ballet Maria Emília Clark apresenta hoje o espetáculo “Ollem”, às 19h30m, no Teatro Deodoro. A obra conta a trajetória do arqueólogo, historiador, jurista, músico e poeta, Jayme de Altavila (1895-1970). Ingressos a R$ 20,00. Contato: 3315.5665.


*A 12ª edição do projeto “Quinta no Arena” começa hoje com o espetáculo “Zelodaro Come Pano”do Grupo Cena Livre, baseado na obra de Luiz Sávio de Almeida. Às 19h30m, No Teatro de Arena Sérgio Cardoso, que hoje completa 44 anos de fundação.

 

*Está aberto o prazo, até 16 de setembro, para que Microempresas e Empresas de Pequeno Porte em Alagoas se submetam ao Edital Sebrae de Inovação, que oferece até R$ 120 mil por projeto. Informações: www.sebrae.com.br/editaldeinovacao

*O CRB tem hoje um daqueles jogos “chatos”: precisa ganhar, para assumir a vice-liderança da Série B do Brasileiro, e enfrenta o Tupi, de Juiz de Fora (MG), que está na parte de baixo da tabela. A partida começa às 21 horas, no Trapichão.

 

 “Vai ter abstinência, como eu também vou ter. Eu vou ter e elas não vão?”

Vadão

Técnico da Seleção Brasileira Feminina de Futebol que disputará a Olimpíada