Flávio Gomes

7 de julho de 2016

Reforma, já

De Carlos Fino, jornalista da televisão pública portuguesa RTP: “… É dura a lei do chamado ‘presidencialismo de coalizão’, facilitado pela fragmentação artificial do sistema partidário, que pelo menos desde Fernando Henrique Cardoso tem mantido os presidentes do país reféns de maiorias parlamentares conjunturais, formadas mais em torno de interesses corporativistas do que de princípios políticos ou ideológicos. Tudo isto num quadro de grande instabilidade, em que sucessivas operações policiais e consequentes delações para salvar a pele vão revelando novos escândalos, implicando tudo e todos ou quase todos, numa espécie de vórtice que ameaça arrastar a generalidade dos partidos e das principais figuras políticas, para o buraco negro do descrédito. Entre eles, presumíveis candidatos às presidenciais de 2018, como o líder do PSDB Aécio Neves, que viu o seu nome ligado a mais do que um caso de corrupção e também a líder da Rede, a mais que discreta e séria Marina Silva, com denúncias sobre financiamento ilegal de campanha. Lula, por seu turno, viu os processos em que está citado remetidos do Supremo para o juiz Sérgio Moro, da Lava Jato, em Curitiba, o que aumenta a possibilidade do ex-presidente poder vir a ser detido… À primeira vista, o regresso da antiga resistente ao poder não parece plausível. Mas a instabilidade é tal que nem isso pode ser excluído. Em qualquer dos casos – afastamento de Dilma e confirmação de Temer ou regresso momentâneo de Dilma baseado num compromisso de referendo abrindo espaço para novas eleições – o sistema político do país (e nisso todos concordam) precisa de urgente reforma.”

 

Boa prática

Desde que assumiu o Ministério dos Transportes o deputado federal Maurício Quintella veio a Alagoas seis vezes em viagem particular. E usou aviões de carreira, dispensando aeronave da FAB. Para se ter ideia da economia ao erário, cada viagem de jatinho no percurso Brasília-Maceió sai por R$ 180 mil.


Defesa

Renan Calheiros, presidente do Senado, defende proposta do senador Fernando Bezerra (PSB/PE), de taxação de heranças e doações: “É muito importante para o Brasil num momento em que vivemos uma crise fiscal e que temos que deliberar sobre matérias impopulares, mas necessárias para o Brasil e que precisam ser enfrentadas”.


Concorrência

O deputado federal Marx Beltrão (PMDB/AL) não está só na ideia de ser Ministro do Turismo. Outros três deputados, seus colegas de partido, também disputam a indicação: Newton Cardoso Júnior, Saraiva Felipe e Leonardo Quintão. A única certeza, até ontem, é que o Turismo seria entregue ao PMDB.


Acomodação

As ruínas do Alagoas Iate Clube continuam enfeiando as belas Praias de Pajuçara e Ponta Verde. Os R$ 8 milhões conseguidos pelo senador Benedito de Lira para a implantação de um marco turístico não foram usados porque nem Téo Vilela nem  Renan Filho deu a contrapartida. Hoje, a obra é estimada em R$ 20 milhões.


Nos trilhos

Marco Fireman, que trocou, ontem, a presidência da CBTU pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, disse que sai hoje o resultado da licitação do trecho Centro-Jaraguá da expansão do VLT. E estima que a implantação esteja concluída até o final deste ano.


Solidariedade

A jornalista Eleida de Góis ministra palestra hoje sobre “Telejornalismo na prática: da redação a situações de rua”, 19 horas, na unidade Cesmac da Rua Ângelo Neto (onde funcionou o Colégio Guido). O ingresso custa R$ 20,00 e a renda será para o tratamento de saúde dos jornalistas Carlos Miranda e Olívia de Cássia.


Opinião

Do juiz Sérgio Moro: “Uma das causas prováveis do agravamento e da proliferação de práticas corruptas entre nós talvez tenha sido a falta de tomada, como regra geral, de medidas mais sérias para preveni-­las, entre elas a prisão preventiva, quando presentes boas provas de autoria e materialidade de condutas criminais graves”.

 

 

* Do jornalista Cláudio Humberto Rosa e Silva, em sua coluna, no portal “Diário do Poder”: “Os governos Lula e Dilma garantiram apoio da UNE (e seu silêncio, no mensalão e no petrolão), que levou ao menos R$ 44 milhões públicos.”

 

* “O papel da inovação para o desenvolvimento regional” é o tema do XXII Fórum Banco do Nordeste de Desenvolvimento, que ocorre hoje e amanhã, na sede da instituição, em Fortaleza. As inscrições podem ser feitas pela internet.

 

*O I Encontro de Pesquisas Judiciárias, com o tema “Poder Judiciário: Estrutura, Desafios e Concretização dos Direitos”, acontece hoje e amanhã, na sede da Escola Superior da Magistratura de Alagoas (Esmal). A abertura é às 19 horas de hoje.

 

 

*A 17ª edição da Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte) tem início hoje e vai prosseguir até 17 de julho, no Centro de Convenções de Pernambuco. O estande de Alagoas, organizado pela Sedetur, terá 12 artesãos, selecionados através de edital.

 

* O Projeto Dedicar, que atua pela melhoria de vida em comunidades carentes, realiza campanha para arrecadar agasalhos, cobertores, moletons e outros itens que ajudem a enfrentar o frio. Contato: rosalice@bnb.gov.br / 99947.0077 / 98707.7042.


* O Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Alagoas, em parceria com o Tribunal de Contas, realizará no dia 25 de julho, no auditório do TCE, um seminário para orientar secretários e assessores sobre o fechamento das contas do exercício 2016. 


*Rodada do final de semana para os clubes alagoanos no Brasileiro: sábado, Série B, 16 horas, Náutico x CRB; domingo – Série C, 16 horas, Botafogo PB x ASA; Série D – 16 horas, Murici x Fluminense de Feira; 19 horas, Guarani de Juazeiro x CSA.

 

“O povo brasileiro não aguenta mais que agentes públicos flertem, namorem ou casem com a corrupção”

 

Roberson Henrique Pozzobon

 

Procurador da República