Blog do Dresch

7 de julho de 2016

Ministro libera recursos para viaduto na capital

                   O chamado Viaduto da Polícia Federal ganhou um novo estímulo para sair do papel. O ministro dos Transportes, Portos e Aeroportos, o alagoano Mauricio Quintela, anunciou o repasse de R$ 17,6 milhões para o inicio das obras. O projeto está em fase final de análise pelos técnicos do Ministério e em seguida deverá ser licitado e as obras iniciadas. O ministro garantiu em redes sociais que o orçamento financeiro estava garantido para uma das obras mais importantes da capital.

Será que agora vai?

                   O governador de Alagoas, Renan Filho também demonstrou confiança na construção do viaduto. “A obra é fundamental para a mobilidade urbana da capital, melhorando o fluxo de pessoas e de veículos na região” defendeu Renan. O viaduto foi orçado em cerca de R$ 70 milhões e será construído com recursos federais, através de um termo de compromisso firmado entre o Governo do Estado e o DNIT. O projeto, idealizado pela Secretaria de Transportes e Desenvolvimento Urbano, já foi concluído e passa por análise e aprovação do órgão. A princípio, as obras deveriam ser iniciadas neste segundo semestre.

Temer esvazia pacote

                   O governo provisório brasileiro não esconde suas metas e objetivos. Após uma reunião com os líderes da base governista na Câmara dos Deputados, o presidente interino Michel Temer, decidiu retirar os requerimentos que solicitavam urgência nos projetos que compõem um pacote anticorrupção encaminhado pela presidente afastada Dilma Rousseff no vigor do seu mandato. O assunto, que deixará de trancar a pauta de plenário, tramitará em uma comissão especial que analisa dez medidas que são defendidas pelo Ministério Público no combate à corrupção. A justificativa foi dada pelo líder do governo na Câmara, André Moura (PSC-CE): “Ficou decidido que é mais apropriado que os projetos tramitem juntos, para fazer um debate mais amplo, com audiências públicas” argumentou. Segundo Moura “se não forem retiradas estas urgências constitucionais, não conseguiremos avançar sobre medidas que são importantes para o país, como na questão da governança dos fundos, por exemplo”. Como se o combate à corrupção não fosse importante. Entre as propostas do pacote de Dilma está a criminalização do caixa dois de campanha e a tipificação do enriquecimento de servidores públicos que não comprovem a origem do patrimônio, como crime. A decisão de Temer e dos líderes aconteceu após o procurador-geral da República, Rodrigo Janot ter solicitado ás lideranças mais celeridade na discussão do pacote defendido pelo órgão. Agora Janot já sabe quem não quer apressar o combate à corrupção.

 

Toma que o filho é teu                                                                           

                   A Odebrecht devolveu oficialmente o estádio do Maracanã ao governo do estado do Rio de Janeiro. A construtora detém 95% das ações a Concessionária Maracanã e a norte-americana AEG, 5%. O grupo alega que não houve acordo para rever o contrato da arena. Em 2013, o consórcio venceu a licitação para explorar o estádio por 35 anos. Poderia derrubar o parque aquático e o estádio de atletismo e construir um centro comercial e estacionamentos. Logo após a assinatura o governo proibiu a derrubada das instalações esportivas. A situação culminou com a saída do consórcio do negócio, e as empresas entregaram o estádio aos organizadores dos Jogos Olímpicos e não pretendiam retomar o controle da arena após o evento.

Toma que o filho é teu 2

                   Há três anos o grupo venceu a concorrência oferecendo R$ 5,5 milhões por ano como outorga. A única concorrente parou em R$ 4,7 milhões. A Odebrecht também tocou a reforma do Maracanã, em conjunto com a Andrade Gutierrez e gastou cerca de R$ 1,2 bilhão. Recentemente dirigentes da Odebrecht afirmaram a procuradores da lava Jato, em tratativas para negociar a delação premiada, que o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB) cobrou propinas em obras como o metrô e a reforma do Maracanã para a Copa de 2014. O Maracanã será palco da abertura dos Jogos Olímpicos 2016.

Olimpíadas sem terror

                   O Ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes, afirmou que não existe probabilidade de ocorrer um ataque terrorista no Brasil durante a realização dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos daqui a um mês no Rio de Janeiro. “A possibilidade de algum evento terrorista existe no mundo todo, mas não temos a probabilidade disso acontecer” disse Alexandre pedindo tranquilidade à população e aos turistas. Segundo Moraes todo o efetivo da Força Nacional, da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal estará a postos até o dia 24 de Julho.

Vacinação contra pólio

                   O Ministério da Saúde anunciou que a campanha de vacinação contra a paralisia infantil, este ano será feita em Setembro, em todo o país. A campanha vai imunizar crianças na faixa etária de seis meses a cinco anos de idade que não tenham completado o esquema vacinal, que agora passou a ser em três doses injetáveis, aos 2, 4 e 6 meses e mais duas doses de reforço com a chamada gotinha. Normalmente a campanha de vacinação acontece sempre no segundo semestre do ano. O Brasil não tem nenhum registro de vitimas da poliomielite há anos.

 

 

  • Um grupo de investidores chineses fechou a compra, na terça feira, do Milan um dos mais tradicionais clubes da Itália e do Planeta. O ex-dono do clube, Silvio Berlusconi fez o anuncio oficial da negociação.
  • Os chineses adquiriram o Milan por 400 milhões de euros (R$ 1,46 bilhão) que pagarão em dois anos.
  • O clube tem sete títulos da Liga dos Campeões da Europa, e venceu o mundial de Clubes em quatro oportunidades. Foi campeão italiano 18 vezes.
  • Alguns dos maiores jogadores do mundo vestiram sua camisa como Ronaldinho Gaúcho, Rivaldo, Ronaldo e Kaká. E ainda Baresi, Van Basten, Gulit e Frank Rijkaard entre muitos outros craques.
  • No mês passado, outro grupo chinês adquiriu 70% das ações da Internazionale (o maior rival do Milan) por 270 milhões de euros.
  • Outro grupo comprou 20% das ações do Atlético de Madri (45 milhões de euros) e outros chineses investiram na compra de 13% das ações do Manchester City um dos mais poderosos da Inglaterra.
  • Além desses investimentos os chineses também estão contratando grandes craques mundiais para desenvolver o futebol no país, que é o sonho do presidente Xi Jinping.
  • Recentemente o clube Shanghai SIPG comprou o passe do atacante brasileiro Hulk do Zenit da Rússia por 55 milhões de euros (R$ 201 milhões).