Flávio Gomes

5 de julho de 2016

O voto e a corrupção

De Ricardo Noblat, em seu blog: “Ao preço de queimar a língua ou os dedos, digo que a corrupção política deverá ceder um pouco, mas não muito, tão logo a Lava-Jato se torne de uma vaga lembrança. Para que não fosse assim, o Congresso deveria aprovar uma abrangente reforma política capaz de aproximar a vontade do eleitor ao votar e o resultado final das eleições. Bastaria? Certamente que não. Mas sem dúvida seria um passo adiante. Mas com este Congresso? Com este governo que deixará de ser interino, mas que nem por isso deixará de ser conservador? Sempre que se reclamava da má qualidade do Congresso ao deputado Ulysses Guimarães, condestável da República nos anos que se seguiram ao fim da ditadura militar de 64, ele respondia: “É porque vocês ainda não viram o próximo”. Estava certo. A política entre nós degradou-se desde então.  E faltam sinais convincentes de que se recuperará. Estreitou-se no parlamento o espaço para a discussão de ideias. Ele abdicou da tarefa de propor leis. Limita-se a dizer sim ou não às que emanam do Executivo. Política virou um negócio para enriquecer os que a praticam. O Judiciário ganhou um protagonismo excessivo e perigoso.

Contestação

O presidente do Senado, Renan Calheiros, quer dar andamento a projeto que pune abuso de autoridade de delegados, promotores, procuradores, juízes, desembargadores e ministros de tribunais superiores. O senador Cristovam Buarque (PPS/DF) protesta: “É estranho que este assunto seja colocado na pauta agora. Passa a impressão de que o Senado quer barrar a Lava Jato”.

 

A festejar

Renan Filho comemora a redução no número de homicídios em Maceió: do primeiro semestre de 2014 ao de 2015 houve menos 48% de assassinatos; entre 2015 e 2016, também comparando o primeiro semestre, a redução de homicídios foi de 27%. “Isso é uma revolução”, disse ontem em conversa com jornalistas.

A lamentar

A cada semana acontecem em Maceió, em média, 12 assaltos contra taxistas, segundo o sindicato da categoria. Isso significa, pelos cálculos do Sintaxi/AL, que esse tipo de crime aumentou em 98%, em comparação com 2015, quando as ocorrências eram duas por semana. Trabalhar com medo tem sido uma constante.

Herdeiro

O desembargador João Luiz Azevedo Lessa, primeiro vice-presidente, assumiu ontem a presidência do Tribunal de Justiça, em função do afastamento do presidente Washington Luiz Damasceno Freitas, determinado pelo CNJ. O pai do atual presidente do TJ era também magistrado: o juiz Raimundo de Azevedo Lessa.

Proposta

De Rosinha Cavalcante Estrela, ex-secretária estadual da Mulher e dos Direitos Humanos, ao assumir a Secretaria Nacional da Pessoa com Deficiência: “Todos os meus esforços serão para avançarmos no processo de inclusão, principalmente em políticas públicas efetivas que visem a saúde, a educação e a capacitação”.

Plano

Tadeu Fragoso (PSL), prefeito de Coqueiro Seco, trabalha este ano com a possibilidade de eleger um candidato à sua sucessão e também no vizinho município de Santa Luzia do Norte. Se der certo, terá uma boa base eleitoral e passará a cogitar a hipótese de disputar uma vaga na Assembleia Legislativa.

Mundo da lua

A perda do poder está afetando notórios petistas. É o caso da filósofa Marilena Chauí, para quem o juiz federal Sergio Moro foi treinado pelo FBI para conduzir o caso: “Ele recebeu um treinamento que é característico do que o FBI fez no Macarthismo [política de perseguição anticomunista adotada pelos EUA nos anos 1950] e fez depois do 11 de setembro que é a intimidação e a delação”.

 

*Um dos ícones do jornalismo alagoano, ontem Aílton Vilanova comemorou 75 anos de idade. Dono de uma bela voz, foi por muitos anos noticiarista da Rádio Gazeta e um dos pioneiros da TV Gazeta. Atualmente integra a equipe desta Tribuna Independente.

*Daniele Novis, diretora do Maceió Convention & Visitors Bureau, festeja a captação, para 2018, em Maceió, do 70º Congresso da SBPC – Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, com 15 mil participantes. É o maior evento científico do Brasil.

*A cantora Naná Martins é a atração de hoje, 19 horas, do projeto Teatro Deodoro é o Maior Barato, com o show “Nada por Mim”. Participação de Elaine Kundera, Irina Costa, Coletivo Afro Caeté e Centro de Formação e Inclusão Inaê. Ingresso: R$ 20,00.

* As inscrições para o 1º Encontro de Piano, promovido pela Escola Técnica de Artes da Ufal estão abertas, com vagas limitadas: 12 para executantes e 20 para ouvintes. O evento será de 12 a 15 de Julho, das 8 às 17 horas, no Espaço Cultural, Praça Sinimbu.

* A secretaria estadual da Assistência e Desenvolvimento Social abriu inscrições para a edição 2016 do Encontro Intersetorial de Ações Estratégicas do Peti, em 13 de julho, no Centro de Convenções de Maceió. Informações: www.seades.al.gov.br. 

* O Senac abriu vagas para o curso Primeiros Passos na Culinária, para crianças de 7 a 12 anos, e  o Chef Teens, para os jovens de 12 a 16 anos, além de oficinas de idiomas para aperfeiçoamento em inglês, francês e espanhol. Contato: 2122.7858 / al.senac.br.  

*A torcida do CRB está se organizando para prestigiar o clube no jogo de sábado contra o Náutico, sábado, às 16 horas, na Arena Pernambuco. O Náutico tem quatro pontos a menos que o CRB, que nos confrontos de 2015 ganhou em Maceió e empatou no Recife.

 

“Não tenho medo da prisão”

 Luiz Inácio Lula da Silva

 Ex-presidente da República, em entrevista à revista alemã Der Spiegel