29 de junho de 2016

Vivendo e aprendendo 2.

Você acha algo esquisito? Ou alguém esquisito?

Já procurou saber o significado da palavra? Então. Temos várias inclusive a que mais utilizamos e sabemos.

Vejamos: encontrado com dificuldade, raro, precioso, desconhecido, exótico e estanho.

Encontrei outro dia um amigo antigo. Roberto Jackson. Médico otorrinolaringologista. Ou só especialista em ouvido e garganta. Sempre sorridente externando uma alegria que contagia. Não possui carro há muitos anos. Muito antes da lei seca. Um pouco mais velho que eu já havia aposentado do emprego e só mantinha o consultório privado.

Falou para mim: fechei o consultório!

Fiz porque não estava mais sentindo satisfação em ir ao mesmo! Cinco minutos de conversa e um ensinamento para a vida inteira.

Quando você não estiver tendo satisfação no que faz, mude de atividade. Se for possível, deixe de realiza-la com o meu amigo!

Outro dia fui a um “lava a jato” (nada com a operação – risos). Lavar o meu automóvel. Logo em seguida que entrei um carro rebaixado e com som alto e duvidoso chegou. Coloquei o meu embaixo das engrenagens e os funcionários iniciaram o trabalho. O outro com o motorista ao volante estacionou bem perto, quase colado ao meu. Achei estranho e mais ainda que o condutor não saia do mesmo. Foi logo sendo lavado também. A máquina quando ligada fez o trabalho nos dois carros. Fiquei mais interrogativo e preocupado.

Terminada a lavagem do meu fui para a fase de enxugar e aspirar. O outro também e o motorista ao volante não descia. O trabalho foi feito mais rápido que o meu! E aí aconteceu: ao abrir a mala para a secagem vi uma cadeira de rodas. Em seguida ao fechar a mala um logo de deficiente físico!

Então aprendendo mais uma vez! Os pensamentos voam e muitas vezes para longe e sem a devida correção. Nunca tenha pensamentos incorretos sem conhecer os dois lados da moeda!