Flávio Gomes

8 de junho de 2016

O impacto do asteroide

Do jornalista, escritor e ex-deputado federal Fernando Gabeira: “… Ao que me parece, o PMDB compreendeu que o eixo do poder se deslocou e tratou de arrastá-lo de novo para sua posição original. E recolocou, em outro nível, a pergunta tradicional: Quem fala com quem? Era preciso cativar os juízes do Supremo, seduzir os grandes órgãos da imprensa, só assim o poder se reinstalaria em Brasília e o País voltaria à normalidade. Tentativa também fracassada… O velho Sarney sabe que nem tudo terminou e prevê um assalto final com a ‘metralhadora ponto 100’: a delação de Marcelo Odebrecht e dos executivos de sua empresa. Quase nada ficará de pé. Neste momento, denunciar e punir talvez não tenha mais a urgência dos tempos que se encerram. Definidas as responsabilidades individuais, será possível explorar o campo do sistema político em que tudo aconteceu, e a fantástica reação humana diante de um mundo que desmorona. Faltam ainda dezenas de gravações, depoimentos, acareações. Se o tempo permitir, voltarei a elas com uma curiosidade diferente. Não mais saber quem vai ou não ser preso. O universo político brasileiro sofreu o impacto semelhante ao dos asteroides que destruíram os dinossauros. Mas como é diferente quando se trata da história humana. Os dinossauros não tiveram escolha, não buscaram o contato desesperado entre si, não delataram nem gravaram escondidos as conversas mais reservadas. Políticos são humanos. Muito humanos.”

Reação

De nota do presidente do Congresso, Renan Calheiros, sobre o pedido de prisão contra ele, feito pela Procuradoria Geral da República: “O senador relembra que já prestou os esclarecimentos que lhe foram demandados e continua com a postura colaborativa para quaisquer novas informações. Por essas razões, o presidente considera tal iniciativa, com o devido respeito, desarrazoada, desproporcional e abusiva”.

Será?

A questão, para Renan, José Sarney e Romero Jucá, os outros atingidos pelo pedido do PGR Rodrigo Janot, é que pelo mesmo motivo – tentativa de obstrução à Justiça – o agora ex-senador Delcídio Amaral foi preso no pleno exercício do mandato e acabou cassado. No Brasil, a lei, pelo menos no papel, é para todos.

Grandeza

O deputado federal Paulão (PT) andou acusando usineiros e hoteleiros pelo fechamento do Produban. E citou, dentre eles, os Hotéis Maceió Mar e Ponta Verde. Ao saber que ambos nada tiveram em relação à quebra do banco se desculpou com o empresário Mauro Vasconcelos. E ficou de se explicar, inclusive nas redes sociais.

Cenário

O prefeito Rui Palmeira disputará a reeleição em ano muito difícil para a economia, com reflexos na gestão pública. Para piorar, três dos seus concorrentes são deputados federais: Cícero Almeida, Paulão e João Henrique Caldas. E seria justamente a bancada federal que poderia ajudá-lo a obter apoio da União.

Quem é quem

Da Câmara dos Deputados Rui Palmeira conta com Ronaldo Lessa, Arthur Lira, Pedro Vilela e Maurício Quintella (licenciado para ser ministro dos Transportes). Givaldo Carimbão está preocupado com sua candidatura a prefeito de Delmiro Gouveia. Marx Beltrão dá apoio à candidatura de Cícero Almeida.

Agenda

Será aberto hoje, 19 horas, no Maceió Atlantic Suítes, o Fórum Nacional dos Juizados Especiais, presidido pelos desembargadores Jones Figueiredo Alves, do TJ/PE, e Washington Luiz Damasceno Freitas, do TJ AL. O juiz Ricardo Chimenti, de São Paulo, falará sobre “Os Juizados Especiais, o processo e o diálogo das fontes”.

Opinião

Do jornalista Jorge Oliveira: “Confesso, com muita humildade, a minha ignorância em não entender até agora a aprovação do aumento do servidores públicos (Parlamento, Justiça e Executivo), que vai levar o país a gastar 59 bilhões de reais até 2019, quando a previsão é de um rombo nas contas públicas para este ano de 176 bilhões.”

 

*Durante todo o processo de impeachment, Dilma Rousseff e seus aliados insistem em dizer que ela é honesta. As denúncias que agora surgem contra ela, principalmente a do empresário Marcelo Odebrecht, deixam claro que ela de inocente não tem nada.

*Hoje, 19 horas, o Coretfal (Coral do Instituto Federal de Alagoas) participa do projeto “Teatro Deodoro É o Maior Barato”, com o espetáculo “Cantotempo” – que celebra os 40 anos do grupo e homenageia a regente fundadora, Maria Augusta Monteiro.

*De hoje ao dia 22 de junho acontece a edição 2016 do Festival Varilux de Cinema Francês, no Cine Arte Pajuçara, este ano com programação ampliada em uma semana. Interessados em saber detalhes devem acessar http://festivalvarilux.com.br/.

*O Espaço Cultural da Ufal vai sediar, hoje e amanhã, uma oficina de Fanzine, um tipo de publicação relacionada às artes, ao cinema, à música, aos quadrinhos, à poesia e à literatura. Inscrições devem ser feitas na Pró-reitoria de Extensão (Proex).

 

*O cantor e compositor Tunai é a atração de hoje na série de shows nacionais de MPB promovidos pela Comedoria Gourmet, na Jatiúca. “Tunai Eternamente” começa às 20h30m e inclui jantar, a R$ 120,00. Reservas: 99332.4004/3325.7537.

 

* A NBA, liga de basquete dos Estados Unidos, tem agora Arnon de Mello Neto como vice-presidente na América Latina. Ex-presidente do CSA e filho do senador Fernando Collor, Arnon vai supervisionar negócios da NBA em toda a América Latina e Caribe.  

 

“A falta de estadistas entre nossas lideranças políticas explica”

Paulo Guedes, O Globo

Articulista de “O Globo”, ao comentar por que a sucessão de eventos políticos continua dirigida pelo Ministério Público, Polícia Federal e Judiciário