Blog do Dresch

24 de Maio de 2016

Criada a comissão do bicentenário da emancipação

 Foi instalada oficialmente a comissão mista especial, que vai coordenar as ações relacionadas ás comemorações relacionadas ao bicentenário da Emancipação Política de Alagoas em 2017. Caberá ao secretário-chefe do Gabinete Civil, Fábio Farias, a coordenação da Comissão, que vai estudar e propor as ações comemorativas á data ao governador Renan Filho. Também foram nomeados, Osvaldo Batista Acioly Maciel como representante da Universidade Federal de Alagoas; Jayme Lustosa de Altavilla do Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas e Alberto Rostand Fernandes Lanverly, da Academia Alagoana de Letras.

Comissão do Bicentenário 2

De acordo com o coordenador da Comissão, ela terá a missão de desenvolver ações voltadas ao contexto do significado histórico da data, além da identidade cultural que o estado passou a ter dentro dos traços de seu povo e das suas tradições. A Comissão conta ainda coma participação do Secretário de Comunicação, Ênio Lins, da Secretária da Cultura, Melina Freitas, do Secretário de Educação, Luciano Barbosa, e do Reitor da Universidade Estadual de Alagoas (Uneal) Jairo Campos. Os membros da comissão não serão remunerados, sendo a mesma considerada como de serviço relevante prestado ao Estado.

 

Protesto na Argentina

                   Na primeira viagem oficial como ministro das Relações Exteriores, o chanceler brasileiro José Serra foi alvo de um protesto na noite de Domingo, ao chegar à embaixada brasileira em Buenos Ayres. Dezenas de manifestantes receberam Serra com bolinhas de papel, lembrando um episódio da campanha presidencial de 2010 quando ele relatou uma “agressão” após ser atingido por uma bolinha de papel durante uma caminhada. Os manifestantes contrários ao impeachment da presidente Dilma Rousseff atiraram as bolinhas contra o carro de Serra, chamando-o de golpista e colaram cartazes com a foto do chanceler sob a inscrição de “procurado”. “Também não aceitamos o rápido reconhecimento dado pelo governo argentino a Michel Temer” afirmou uma manifestante. A manifestação foi encerrada uma hora após a chegada da comitiva à embaixada, com todo o material sendo recolhido, inclusive as bolinhas de papel. Mas os manifestantes garantiram que seguiriam o chefe do Itamaraty nas suas andanças na capital argentina. Serra foi recebido ontem pela chanceler Susana Malcorra, na sede da diplomacia argentina, o Palácio San Martim. As relações como país vizinho, anunciadas na sua posse na semana passada, foram consideradas fundamentais. Para Serra, a importância das relações bilaterais são de maior importância que o Mercosul. José Serra também tem um encontro agendado com o ministro da Fazenda da Argentina, Alfonso Prat-Gay e poderá fazer uma visita de cortesia ao presidente Macri.

 

Cultura é estratégica

                   Transformado em ministro, com a recriação do Ministério da Cultura, Marcelo Calero afirmou através de nota que o ministério “é eixo estratégico para o desenvolvimento do Brasil”. A posse de Calero como ministro da Cultura acontece hoje (24) em Brasília. “É preciso compreender a cultura dentro de uma visão democrática e inclusive, valorizando a diversidade de nossas manifestações, especialmente as que surgem em nossas periferias. A cultura, que representa o próprio lastro da nossa identidade como nação, deve ser compreendida como eixo estratégico para o desenvolvimento do Brasil” disse Calero.

Cultura é estratégica 2

                    Para ele “a recriação do Ministério da Cultura indica o protagonismo do setor na sociedade brasileira e reforça o compromisso do presidente Michel Temer com a área” bajulou o ministro. Disse ainda que espera que a sua trajetória no Itamaraty e na Secretaria de Cultura da Prefeitura do Rio de Janeiro, “possa contribuir com a construção de políticas públicas consistentes e duradouras” afirmou. Como sua primeira missão após a posse hoje, Calero terá de dialogar com os manifestantes que pretendem manter a ocupação das sedes estaduais do Ministério da Cultura e nas do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Transplante de pênis

                   Um americano de 64 anos tornou-se semana passada, o primeiro homem a passar por um transplante de pênis bem sucedido nos Estados Unidos. Thomas Manning submeteu-se a cirurgia na cidade de Boston, em Massachussets, e que durou cerca de 15 horas. Foi a terceira operação do gênero a ser feita no mundo. O novo membro foi doado anonimamente pela família de um homem de tipo sanguíneo e cor da pele compatíveis com Manning, que teve o seu pênis amputado em função de um câncer em 2012. Ele agora se recupera do procedimento e já comemora o sucesso da cirurgia.

Transplante de pênis 2

                   O objetivo da operação era devolver o aspecto natural do orgão, além de recuperar o uso normal para urinar e potencialmente, obter funcionalidade sexual. O sucesso da cirurgia foi comemorado no Centro de Transplantes e do Departamento de Cirurgia Plástica e Reconstrutiva do Massachussets General Hospital. A primeira cirurgia deste tipo aconteceu na China em 2006, mas não foi considerada bem-sucedida, já que o orgão foi removido pouco tempo depois. O primeiro procedimento bem-sucedido aconteceu em 2015 na África do Sul. O orgão doado foi reimplantado em um jovem de 21 anos que havia perdido o pênis em uma circuncisão mal feita.

 

 

  • O novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ministro Gilmar Mendes, se disse surpreso (ficou mesmo?) com a informação de que em alguns municípios de Alagoas, o número de eleitores supera o de habitantes.
  • Ele foi comunicado do absurdo, pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que solicitou a realização de uma revisão no eleitorado, a fim de corrigir as irregularidades.
  • Foram detectadas irregularidades no comparativo dos dados obtidos pelo Tribunal, com os números levantados pelo IBGE no último Censo.
  • Os municípios que apresentaram problemas na contagem do numero de eleitores foram Limoeiro de Anadia, Barra de São Miguel, Minador do Negrão, Belém e Jundiá.
  • Final de semana marcado por acidentes terríveis como o ocorrido em Colônia de Leopoldina com cinco vitimas fatais (três irmãos entre eles) e quatro feridos, sendo dois de natureza grave (um menino, filho de um dos mortos e o motorista do veículo apontado como causador do acidente).
  • Mas teve ainda muito tiro, facada, porrada, socos e pontapés.
  • O pessoal do Hospital Geral do Estado teve de se desdobrar para atender 803 pessoas, com 131 feridos em acidentes, a maior parte, claro, de moto.