Edmilson Teixeira

6 de Maio de 2016

Santa Luzia do Norte, vergonhoso!

Proprietária do local  onde funcionava a agência dos Correios de Santa Luzia do Norte, praticamente despejou a empresa do imóvel, por conta de sucessivos atrasos no pagamento do aluguel. “Estávamos  cansadas de tanto atrasos ao longo desses últimos quatro anos. Esse último se estendeu por seis meses”, disse  dona Nelina Mascarenhas, uma das herdeiras do imóvel, que para despistar dos “caloteiros”  teve que colocar uma placa de venda da casa, mesmo com o órgão em plena atividade, como forma de pressionar a empresa a desocupar o local.  

Santa Luzia do Norte – dupla ação

O clima de revolta na cidade é grande, sobretudo por parte da população, que não terá mais uma agência local para prestar serviços. Sem crédito na praça, principalmente pela vergonhosa situação de não cumprir o pagamento  mensal de apenas 400 reais, a gerência estadual dos Correios designou os funcionários de Santa Luzia para Coqueiro Seco, a fim de que a Agência daquela cidade possa atender os dois municípios.

Santa Luzia do Norte  – valor irrisório

 “Isso é um absurdo!” clamou o ex-vereador Pedro Soares, alertando a falta de um político de peso que tomasse à frente desses trabalhos, visto que a população a partir de agora, ficará subordinada a Agência dos Correios de Coqueiro Seco. “Pedão” como é bem conhecido, disse que vinha alertando as autoridades sobre a situação, mas que ninguém se manifestou em resolver o tal problema, já que segundo ele, isto é uma questão política. “Agora vergonhoso é uma empresa do porte dos Correios, passar por uma situação dessa natureza; ou seja; está nos deixando com fama de caloteira, por uma ‘merreca’ mensalidade de 400 reais. Isso é uma Vergonha!” desabafou.         

 

Arapiraca

Para celebrar o Dia das Mães, uma grande data para as famílias e para o calendário do comércio, os lojistas da Associação do Centro Novo (Acena) de Arapiraca estão preparando um dia de serviços e sorteios neste sábado, das 9h às 15h. O evento acontecerá nos três espaços que integram o Projeto de Revitalização dos Espaços Comerciais de Arapiraca – Rua Aníbal Lima, Praça Manoel André e Praça Bom Conselho.

Abelha

Partiu terça-feira de Alagoas, com destino a Fortaleza, 26 apicultores da Zona da Mata, Litoral e Sertão. Foram na missão  de prestigiar o XXI Congresso Brasileiro de Apicultura e VII Congresso Brasileiro de Meliponicultura, que ocorrem simultaneamente desde ontem,  no Centro de Eventos do Ceará. O intuito do encontro que termina amanhã, é o de preparar e capacitar os profissionais da cadeia produtiva do Estado.

 

Atalaia

Na terça-feira o Ministério Público do Trabalho flagrou a exploração do trabalho infantil no lixão de Atalaia. Dois adolescentes coletavam resíduos com outros catadores, junto a lixo hospitalar descartado de forma irregular. O órgão  notificou o Conselho Tutelar e o município a coibirem as irregularidades. 

 

Maragogi –

O secretário de Estado da Fazenda de Alagoas, George Santoro, preside, nesta sexta-feira em Maragogi, reunião do Fórum ‘A Sefaz e a Sociedade’. Lá vão estar integrantes da Associação dos Produtores de Coco de Alagoas (Prococo) para apresentação da minuta de decreto que busca tornar a produção de coco local mais atrativa.

 

Maragogi – indústria  

 

A reunião acontece no Hotel Praia Dourada, às 17h, e busca a discussão conjunta da norma que tem como propósito incentivar o consumo do coco produzido em Alagoas.  “Queremos fazer com que a produção local volte a ser atrativa para as indústrias que utilizam o coco como matéria prima. Para isso, temos dialogado com o segmento para entender melhor o cenário produtivo e apresentar a melhor alternativa para devolver competitividade aos produtores locais”, relatou o secretário Santoro.?

 

Porto Calvo

Como parte das ações do Governo Presente, a Secretaria de Ressocialização e Inclusão Social  promoverá nesta sexta-feira, o cadastramento de egressos e reeducandos dos regimes aberto e semiaberto para vagas nos convênios do setor de Reintegração Social. A ação acontecerá das 9h às 12h, na central JÁ! Porto Calvo, localizada na  AL-101 Sul, e visa atender custodiados dos municípios da região Norte.

 

Região Norte

O artesanato e filé produzidos em Alagoas são tidos como referência nacional. Materiais de palha, cerâmica, madeira, couro, casca de coco, fibra da bananeira e linha são transformado em verdadeiras obras de arte. É que hoje e amanhã, os moradores de sete municípios da região norte terão a oportunidade de conhecer os objetos da Fábrica da Esperança, produzidos com mão de obra carcerária alagoana, no sistema prisional.