Flávio Gomes

5 de Maio de 2016

Apesar do petismo

De José Aníbal, presidente do Instituto Teotônio Vilela: “… Os petistas e seus apaniguados já estão queimando papéis e preparando a mudança. Entretanto, pelo estrito seguimento da constitucionalidade do processo de impeachment, ainda tardará mais de duas semanas para o afastamento de Dilma. São apenas alguns dias. Mas certamente dias ruinosos para o crescente número de desempregados, para as empresas que estão quebrando, para sair da depressão na economia, para qualquer horizonte de esperança. O lulopetismo na sua recusa cega aos fatos não admite que esse tempo de dias de ausência de governo corre contra o Brasil. Não reconhecem que tem tudo a ver com o agravamento do difícil cotidiano dos brasileiros. Desacreditados e desmoralizados pelo estelionato eleitoral, a corrupção generalizada, a incompetência, as fraudes, a derrocada da economia e a repulsa que levou milhões de brasileiros às ruas nos últimos 15 meses, são incapazes de um gesto de arrependimento ou renúncia. Vão sair, mas querem punir. Querem o dilúvio. Não se sensibilizam com fatos impressionantes como o de um encontro marcado para acompanhar a votação do impeachment na Avenida Paulista reunir 300 mil pessoas. Combustão espontânea. O povo cansou. Quer a mudança já…”

Alerta

Recado de Renan Filho: “Tenho informações de que 11 estados não conseguiram pagar salários, inclusive com o mês de março em aberto e abril sem previsão. Aqui é o contrário. Estamos com salários em dia. Por isso precisamos ter serenidade e responsabilidade. É melhor ter um aumento possível do que atrasar salários”.

 

“Tô fora”

O presidente em exercício da Assembleia Legislativa, deputado Ronaldo Medeiros, deixou para a 2ª vice, Thaíse Guedes, a sanção da lei, de autoria do deputado Ricardo Nezinho, criando o Programa Escola Livre na rede estadual: “ Eu não gostaria de ter em meu currículo promulgar essa lei que sou totalmente contra”, alega.

Discordância

O deputado Francisco Tenório defende que Medeiros renuncie caso não promulgue a lei: “Não li de bom grado quando disse que não quer ficar com essa mancha no currículo, como se o parlamento tivesse cometido uma mancha. Mancha ficará no seu currículo se não promulgar. Não há amparo legal para que não promulgue.”

Descaso 

O senador Benedito de Lira voltou a criticar a Infraero por problemas no Aeroporto Zumbi dos Palmares. E mostrou, no plenário, imagem de um idoso que se feriu, há poucos dias, após cair da escada rolante e teve que esperar o Corpo de Bombeiros para receber socorro, pois não havia equipe médica no local.

Revide

Provocação do advogado alagoano Marcelo Lavenère ao senador Ronaldo Caiado, na comissão de impechment: “Senador, desafio o senhor a mencionar uma única instituição democrática que representa o povo que esteja apoiando este impeachment”. Resposta do senador Caiado, na bucha: “A sua OAB, senhor Marcelo”.

Tragédia

Segundo dados de registros do Detran, 39% dos mortos no trânsito em 2015 foram condutores ou passageiros de motos. Daí o empenho da autarquia com o Movimento Maio Amarelo, a ser lançado hoje no Planetário Casa de Ciência, em Arapiraca, e amanhã, a partir das 9 horas, no auditório da sede do órgão, em Maceió.

Embromação

Do ex-ministro Moreira Franco, presidente do Instituto Ulysses Guimarães e homem forte em eventual governo Michel Temer, contesta a presidente da República. “Dilma Rousseff insiste na manipulação e na propaganda enganosa: a proposta da Travessia Social (projeto do PMDB) é manter o Bolsa Família para todos”, diz.

 

* Dilma Rousseff é, certamente, um dos maiores exemplos de submissão na política brasileira. Na obediência cega ao seu mentor, Lula, ela se sujeita a qualquer coisa. Até mesmo até encurtar o mandato, antes da metade, para beneficiar o seu criador.

*A Braskem realiza hoje, às 10 horas, entrevista coletiva para divulgação dos resultados do primeiro trimestre de 2016. Participam o presidente Carlos Fadigas e o vice de Finanças e Relações com Investidores, Pedro Freitas. Contato: 0800 726 5606.

*De hoje até 15 de junho o Complexo Cultural Teatro Deodoro  recebe a exposição itinerante “Contabilidade, um Balanço da História”, sobre a história da Contabilidade no Brasil. Iniciativa da Controladoria Geral do Estado e do CRC. Abertura às 9 horas.

*Está anunciado para hoje o início do 22º Congresso Brasileiro de Trauma Ortopédico, que acontece até sábado, em Maceió. O evento é coordenado pela Sociedade de Ortopedia de Alagoas e terá convidados internacionais. Contato: (21) 98911.9461.

*O Instituto do Meio Ambiente alerta aos produtores rurais que o prazo final para efetuar o Cadastro Ambiental Rural termina hoje. Quem não tiver inscrito suas áreas poderá sofrer restrições junto às instituições financeiras de crédito rural.

*Está aberta até 12 de maio a exposição “Poesia em Foco: uma visão contemporânea de Maceió”, da Biblioteca Virtual, do Hospital Universitário, projeto da confraria “Nós, poetas” e da Diteal, em parceria com a Biblioteca Pública Estadual Graciliano Ramos.

*O ambiente no CSA está tranqüilo mesmo com a derrota, surpreendente para alguns, de 2×0 para o CRB no primeiro jogo da decisão do Alagoano e da vantagem do adversário. O treinador Oliveira Canindé lembra os 4×1 no clássico de dois meses atrás. 

 

“A organização criminosa jamais poderia ter funcionado sem ele”

Rodrigo Janot

Procurador Geral da República, ao justificar a denúncia contra o ex-presidente Lula por envolvimento no roubo à Petrobras