Roberto Baia

14 de Abril de 2016

Minador do Negrão

A partir de denúncias, o Ministério Público Estadual de Alagoas (MPE/AL), através da Promotoria de Justiça de Cacimbinhas e do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público, irá instaurar dois inquéritos civis contra a Prefeitura de Minador do Negrão, na pessoa da prefeita Socorro Cardoso (PSDB).

 

Improbidade e Nepotismo

O MPE investiga denúncias de irregularidades no Instituto Próprio de Previdência do Município de Minador do Negrão, fatos que podem configurar atos de improbidade administrativa, e a contratação de parentes da prefeita Socorro Cardoso (PSDB) para trabalhar em órgãos da Prefeitura, o que configura prática de Nepotismo.

 

Prefeitura notificada

As informações estão em duas portarias que autorizam a abertura de inquéritos civis públicos, publicada na edição de quarta-feira, 13, do Diário Oficial do Estado. Para dar prosseguimento às investigações, a Promotoria de Justiça expediu ofícios à Prefeitura de Minador do Negrão requisitando informações e documentos sobre os fatos apontados nas duas representações.

 

Arapiraca e Craibas

O Conselho Estadual de Proteção Ambiental (Cepram) realizou uma reunião para discutir e aprovar os processos ambientais, dentre eles estava a aprovação da construção do Aterro Sanitário, a ser construído na Vila São José, entre as cidades de Arapiraca e Craíbas, AL 115. Os trabalhos foram presididos pelo secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Alexandre Ayres.

 

Por unanimidade

Os conselheiros do Cepram aprovaram por unanimidade a implementação do aterro sanitário com uma área de 81 hectares e com vida útil de 20 anos. O aterro irá receber lixos domiciliares, comerciais e da construção civil.  O processo aprovado está disponível no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira. 

 

Outras autorizações

O Cepram também autorizou a instalação de um laticínio na fazenda Juazeiro, no município de Batalha, localizado no Sertão; a licença de operação para uma indústria de cabo de fibra ótica em Marechal Deodoro; além de uma autorização prévia para atividade de extração de petróleo e gás natural em Passo de Camaragibe.

 

Sem acordo

A audiência entre a Prefeitura de Maceió e o Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió (Sindspref), com intuito de resolver o impasse sobre o reajuste salarial da categoria, terminou sem acordo. A sessão foi conduzida por conciliadores nesta quarta-feira ,13, no Tribunal de Justiça de Alagoas. 

Greve continua

Por isso ainda está longe de acabar a greve dos servidores municipais, pois o processo voltará a ser analisado pelo Tribunal, para que haja uma decisão, sem data definida. O procurador Geral do Município, Estácio da Silveira Lima, afirma que a Prefeitura não tem como atender todas as demandas. “Estamos no limite da Lei de Responsabilidade Fiscal. Não podemos exceder o valor de 3%, essa é a proposta que cumpre a lei”, explicou o procurador.

Reivindicações

Os servidores públicos do Município de Maceió paralisaram as atividades no último dia 22 de fevereiro. A categoria pleiteia, além do reajuste salarial, pedidos como a implantação do Plano de Cargos e Carreiras e pagamento do adicional noturno e de insalubridade para diversas categorias. 

 

Chã Preta

O prefeito de Chã Preta, Audálio Holanda, juntamente com o vereador Victor Canuto, se reuniu com o presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, Desembargador Washington Luiz, para pleitear, perante o Judiciário, o Projeto Moradia Legal. Segundo Audálio Holanda, o Projeto em Chã Preta irá beneficiar centenas de famílias chã-pretenses já que o Moradia Legal oferece documentação para moradores que não possuem escritura de suas residências.

 

… A estudante arapiraquense, Nicolle Gabrielle Lima recebeu medalha de bronze na Olimpíada Brasileira de Química Júnior. A disputa ocorreu em 2015, mas a jovem e a escola que representou, Colégio Santa Esmeralda, ficaram sabendo da premiação apenas nesta quarta-feira, 13.

…O professor da Ufal, Vinícius Del Colle, foi até a escola de Nicolle para entregar à aluna o certificado de participação e a medalha. Para participar da Olimpíada a estudante Nicolle Gabrielle recebeu orientações do Professor José Ricardo, representante da cadeira de Química e Física do 9º ano do EF II.

… A Olimpíada Brasileira de Química Júnior é destinada aos alunos do 8º e 9º ano do ensino fundamental e visa estimular o interesse pelas Ciências da Natureza, de modo especial a química, contribuindo assim na melhoria do ensino e identificando jovens talentos com aptidão para as Ciências da Natureza.