Edmilson Teixeira

10 de Abril de 2016

Paulo Jacinto, eleição 2016

O radialista Paulo Henrique, que há mais de 10 anos lida com um programa radiofônico de uma emissora comunitária de Paulo Jacinto, está empolgado para disputar a Prefeitura local. “Seus admiradores, entre eles os ex-prefeitos Neulivan Vasconcelos e Elma Cassiano, já manifestaram interesses em apoiar  sua candidatura, assim como muitos ouvintes que no dia-a-dia têm lhe acompanhado no Rádio, onde tem desempenhado um papel fundamental para a população paulojacintense, sobretudo levando informação e opinião abalizada dos fatos corriqueiros vivenciados não somente no município, mas no mundo geral” revelou um comerciante, que pediu  para manter em sigilo seu nome.  

Paulo Jacinto – reverter

 

“Filiado no Partido Verde (PV)  o PH  como é conhecido Paulo Henrique, surge como novidade no campo político de Paulo Jacinto, cujo propósito é o de reverter o atual momento vivenciado pelo povo daquela terra, que tenta descobrir um gestor habilidoso, capacitado e com o perfil de ficha limpa, a fim de tocar o desenvolvimento da região, coisa que não se ver há muitos anos naquela Prefeitura”, é o que opina o tio, o pastor evangélico e também radialista, Ildo Rafael, que por sua vez, está se articulando também para disputar uma cadeira no Legislativo de Maceió.

Paulo Jacinto – bagagem

 

Ildo Rafael confessa que o sobrinho  PH  ganhou conceito e credibilidade política, atuando à frente da Secretaria Municipal de Cultura de Paulo Jacinto, durante as últimas três gestões. “Com trânsito livre em todas as correntes partidárias, PH se destaca na formação de um grande bloco de partidos, sobretudo  agregando mais de 90% dos novos pré-candidatos a vereador, razão de ter somado nos últimos dias, apoios internos e externos à sua chegada à Prefeitura, num bloco de manifesto que reúne empresários locais, funcionários públicos e donas de casa que são suas  ouvintes” disse.  

 

Livro

 

Os indígenas representam um dos elementos mais ricos da cultura alagoana: o povo. Para retratar o índio da época do descobrimento e o de hoje, além das influências e contribuições indígenas em Alagoas, os professores Douglas Apratto Tenório e Jairo Campos desenvolveram o livro ‘Alagoas – A Herança Indígena’. A obra foi lançada na noite de terça-feira, no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em Jaraguá. A solenidade reuniu professores, doutores, pesquisadores, estudantes e grupos indígenas de diversas partes do interior alagoano.

 

 

São Miguel dos Milagres

Depois da cidade de Belem no último sabado, agora será a vez de São Miguel dos Milagres. É que duranmte o dia de hoje, o projeto “Expresso Mulher” mantido pela deputada Jô Pereira, estará com seu ônibus equipado para realizar consultas médicas e exames de ultrassonografia, citologia, eletrocardiograma, exames laboratoriais, verificação de pressão e glicemia, testes rápidos de HIV, sífilis e hepatite.

São Miguel dos Milagres- outros 

O ônibus estará instalado na praça Nossa Senhora Mãe do Povo, localizada na rua Vigário Belo, da 8 às 17 horas. Também serão realizados procedimentos odontológicos em crianças, apoio jurídico e entregas de medicamentos totalmente gratuitos, além de atividades físicas, ações de beleza e recreação.  

Prefeitos – lamentações

Tristeza para os prefeitos alagoanos que passaram o dia de ontem lamentando muito o valo do repasse do 1º decêndio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) do mês de abril. É que em termos reais teve uma queda de 11,98%. Segundo a Confederação Naciona dos Municípios (CNM), em comparação ao primeiro decêndio do mesmo mês em 2015, houve uma queda de 4,8% em termos nominais, ou seja, comparando os valores sem considerar os efeitos da inflação.

 

Prefeitos- apelo

 

No acumulado de um ano, ou seja de abril de 2015 até agora, o FPM está 13,42% menor.  O fundo soma nominalmente R$ 24,515 bilhões frente aos R$ 25,772 bilhões no mesmo período do ano anterior. Situação preocupante, que vem se repetindo ao longo dos anos. Para tentar pressionar o governo Federal por melhores repasses, os prefeitos alagoanos vão se reunir mais uma vez na XIX Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, entre os dias 9 e 12 do mês que vem.

 

Ângulo

 

Para a CNM, a situação de queda nominal dos repasses realizados ao FPM é extremamente preocupante. Quase 5% a menos no bolo do Fundo prejudica ainda mais as finanças municipais, deixando os gestores em uma difícil situação: menos recurso para custear o aumento de obrigações a ele imposta e o aumento de preços 

 

Agricultrura

Dirigentes de entidades representativas de agricultores de Alagoas estiveram em Brasília na quarta-feira. Foram recebidos pela bancada alagoana e pela ministra do desenvolvimento Social,Tereza Campello. Na pauta, a manutenção do recurso repassado pelo Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). A delegação foi composta de representantes da Cooperativa de Produção Leiteira de Alagoas (CPLA), da União das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes), Cooperagro, Cooplal, Cobapi e Pindorama.

Palmeira dos Índios- saúde

A redução dos serviços na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Palmeira dos Índios foi o destaque da sessão da Câmara esta semana. Há três semanas o secretário de Saúde, Glifson Magalhães, afirmou que o município está devendo cerca de R$ 2,5 milhões à UPA, obrigando a empresa gerenciadora do serviço diminuir as atividades, que atualmente funciona apenas com 30% de sua capacidade. “É muito grave o que vem acontecendo, podendo desencadear ações de improbidade administrativa e ação civil pública”, alertou o vereador Júlio Cezar

 

Palmeira – colapso

 

Entende Júlio Cezar que sem estes recursos a UPA palmeirense praticamente “fechou” porque médicos e outros profissionais estão sem receber seus salários faz meses. “O ‘motim’ dos trabalhadores tem levado ao colapso um serviço de fundamental importância para a população palmeirense e os municípios da microrregião porque é reguladora da porta de urgência e emergência” disse.

 

Violência  – transporte

Um veículo complementar da linha União dos Palmares/Maceió tomado em assalto no começo da noite quarta-feira, nas imediações da Universidade Federal de Alagoas (Ufal),  foi localizado minutos depois pelo Sistema de Monitoramento de Transporte (SMT) da Agência Reguladora de Serviços Públicos (Arsal) e recuperado pela Polícia Militar. Foi o segundo caso desta natureza dentro de uma semana. O outro foi um carro lotação de Matriz, achado no dia seguinte em Fleixeiras, pela Arsal.