Flávio Gomes

6 de Abril de 2016

O país fede

Do jornalista Jorge Oliveira: “Se a ciência tivesse descoberto a fórmula do cheiro para a escrita em papel, certamente você estaria lendo esse artigo de nariz tampado. O Brasil, coitado!, está fedendo, apodreceu depois que a quadrilha do Lula dilapidou o nosso patrimônio e atiçou o seu exército vermelho e seus capachos, que vivem às custas do contribuinte, a irem às ruas defender o indefensável: o governo da Dilma, um dos mais incompetentes e desmoralizados da nossa história. Dói à democracia assistir o STF de quatro, subjugado aos arroubos do Lula e sua parceira. É triste, muito triste, quando assistimos os ministros da principal corte do país travando debates públicos fora dos autos. Engalfiam-se nos argumentos divergentes do impeachment como se não tivessem que decidir em plenário sobre a ordem jurídica constitucional… Para o Palácio do Planalto é importante a decadência das instituições porque todos vão se misturar à pocilga e se sujar na mesma lama. Não à toa, a Dilma transformou o salão nobre do Palácio em um palanque de exaltados sindicalistas que a todo momento prometem atear fogo ao país sob às vistas complacente da presidente… Conduzidos em ônibus até Brasília pela centrais sindicais, recebem marmitas e um pequeno cachê para formarem a coreografia  dos insatisfeitos e falarem as palavras de ordem de ‘não haverá golpe’, ‘abaixo a TV Globo’.”

Posição

Do senador Renan Calheiros: “Não podemos deixar de discutir nenhuma alternativa. Nem de eleição geral e nem de uma revisão no sistema de governo. Eu acho que a antecipação da eleição presidencial é outra coisa. A tese da eleição geral que está sendo defendida é uma tese, sem dúvida nenhuma, mais ampla e pode significar uma resposta da política ao Brasil.”

Explicação

O secretário da Fazenda, George Santoro, diz que o acordo de repactuação da dívida dos Estados junto à União não impede reajuste salarial para servidores. “Também não impede contratações para as áreas da saúde, educação e segurança pública”, alega. E nega que tenha feito o texto da lei: “Apenas colaborei”.

O bloco cresce

Em entrevista ao programa Conjuntura, na TV Mar, o deputado federal Paulão (PT) disse que da bancada alagoana no momento só ele e Givaldo Carimbão (Pros) estão fechados contra o impeachment de Dilma. E acredita que Cícero Almeida (PMDB) deverá ser o terceiro: “Acho que o bom senso dele prevaleça”.

Declarado

Circula nas redes sociais que ao participar, anteontem, de um evento na Cooperativa dos Produtores de Leite de Alagoas o deputado federal Givaldo Carimbão dissera que não tinha medo de declarar apoio a Dilma Rousseff. E que os movimentos sociais têm direito de fazer invasões. “É guerra de pobre contra rico”, teria dito.

S.O.S.

Têm acontecido com certa intensidade assaltos a residências em Maceió, tanto em áreas centrais quanto em bairros da periferia. É a maior manifestação de insegurança para o cidadão: ameaçado pela violência urbana, não pode nem ficar em casa para se proteger. E cada vez mais estabelecimentos comerciais são gradeados.

Tobogã

A Prefeitura de Maceió precisa tomar uma providência em relação à Rua Quintino Bocaiúva (fundos do Bompreço da Ponta da Terra) e seu prolongamento, com a Rua Mascarenhas de Morais. Os buracos e as constantes ondulações danificam veículos e atrapalham o tráfego, que é opção do trajeto Praias-Centro.

Opinião

De Edilson Machado, um dos coordenadores da Frente Cearense pelo Impeachment: “Dilma já infringiu a lei e já confessou o crime ao dizer que cometeu as pedaladas para conceder o Bolsa Família. Quem não quer cumprir a Constituição são eles (o governo). Quem não cumpre a Constituição é golpista.”

 

*Anteontem, o ministro da Justiça, Eduardo Cardozo, ocupou um bom tempo do “Jornal Nacional”, da TV Globo. Como a “Folha” tem sido simpática às causas do governo, quem sabe ambos não integrem mais a “imprensa golpista”, como os rotulava o PT.

*O Instituto Euvaldo Lodi lança hoje, em Maceió, o Programa Jovem Aprendiz IEL, com a palestra “Eu, e aí? Caminhos possíveis para uma carreira”, ministrada pela estagiária do IEL Jésina Silva. Às 14 horas, no Cone Art Pajuçara. Contato: 2121.3017.

*Um trecho da BR-101 em Flexeiras, trajeto Maceió-Recife, continua interditado pela Polícia Rodoviária Federal até hoje, das 12 às 17 horas, para obras de duplicação da rodovia. Opções: BR 104, por União dos Palmares, ou AL 101 Norte, via litoral.

*A cidade de Palmeira dos Índios recebe hoje serviços do Conselho Regional de Administração de Alagoas, no prédio do Cesmac Campus Sertão, sob comando da presidente do CRA, Carolina Simon. As atividades integram o projeto de interiorização.

*Até 18 de abril Maceió recebe o projeto Palco Giratório, que integra a Rede Sesc de Artes Cênicas, com programação de espetáculos culturais, inclusive para o público infantil. No Sesc Centro. Informações: 3326.3133/ www.sescalagoas.com.br.

*Duas estréias de clubes alagoanos, hoje, pela Copa do Brasil, ambas fora de casa: o CRB pega o Invinhema, às 21h30m, no interior do Mato Grosso do Sul; o ASA enfrenta o Genus, às 21h30m, em Porto Velho, capital de Rondônia. Duas pauleiras.

 

“Lula não governará no lugar de Dilma, pois ela é voluntariosa” 

 Marco Aurélio Mello

Ministro do STF, que deve à Presidente da República o favor da nomeação de uma filha para o cargo de desembargadora federal