Flávio Gomes

17 de Março de 2016

Siga o pedalinho

De Demetrio Maglioli, em “O Globo”: “Lula deixou a Presidência, mas não o poder, o que pode ser verificado pelas quedas sucessivas dos ministros Aloizio Mercadante, Joaquim Levy e José Eduardo Cardozo. O Instituto Lula e a empresa que agencia as palestras do ex-presidente receberam R$ 56 milhões em quatro anos. Lula tornou-se, ao lado de Bill Clinton, o palestrante mais caro do planeta. Sem o BNDES, tais feitos seriam impossíveis… Num país tão carente em infraestrutura e saneamento básico como o Brasil, falta uma justificativa plausível para o direcionamento de capitais escassos ao metrô de Caracas, ao viaduto monumental do Panamá, ao Porto de Mariel ou às múltiplas obras do regime cleptocrático angolano… Num país sério, os pedalinhos, esses singelos presentes aos netinhos de Lula, poderiam ser ignorados por policiais, procuradores e juízes. Mas, no Brasil, onde o ‘governo popular’ dedicou-se à modernização das mais tradicionais práticas patrimonialistas, a Polícia Federal tinha o dever de formular as perguntas que provocaram a indignação de Lula. Os pedalinhos não são patrimônios, mas indícios. Seguindo as delicadas ondulações causadas pelo movimento deles, chegamos a um projeto internacional que associa poder e dinheiro: a geopolítica do lulismo.”

Estrela

Nas reuniões de governadores e secretários estaduais da área econômica para discutir o ajuste fiscal um personagem festejado é Renan Filho, pelos resultados que conseguiu no primeiro ano de gestão, em termos de economia e aumento de arrecadação. Muito do que foi feito nessas áreas estará no plano geral, para todos os Estados.

Maldades

Essa proposta que está sendo elaborada é muito forte em termos de cortes de despesas. Um dos principais alvos é o funcionalismo. Há uma tendência de reajuste salarial zero para os servidores. E também para contratação de pessoal terceirizado, no que puder. Cogita-se ainda para, em longo prazo, acabar a estabilidade no serviço público.

Revide

Revela Ricardo Mota, em seu blog, no Tudo na Hora, que os Renans Calheiros (senador e governador), romperam com o PDT do deputado federal Ronaldo Lessa. Daí Rafael Brito, indicado pelo partido, estar deixando a secretaria estadual do Trabalho. Seria represália ao acerto político entre o PDT e o PSDB do prefeito Rui Palmeira.

Fato novo

Desprezado pelo grupo da prefeita Célia Rocha e rejeitado pela oposição, o deputado estadual Tarcizo Freire, que lidera as pesquisas para prefeito de Arapiraca, deixou o PSD, controlado por Renan Calheiros, e se filiou ao Partido Progressista. Conquista do senador Benedito de Lira, presidente estadual do PP.

Neo tucanos

Kelmann Vieira, presidente da Câmara Municipal de Maceió, sair do PMDB dos Renans Calheiros para o PSDB foi a maior surpresa nas recentes mudanças de partido Outros reforços do PSDB na Câmara: Eduardo Canuto, ex-PV e líder do prefeito Rui Palmeira na Câmara, Guilherme Soares (ex-Pros) e Simone Andrade (ex-PTB).

Explicação

A propósito de nota dando conta que a prefeitura cobra R$ 160,00 para realização de procissão em Maceió, o secretário de Comunicação, Clayton Santos, diz que a taxa é prevista em lei e se refere a “eventos de rua que contam com apoio em serviços do município”. E que a prefeitura pensa em isentar eventos sem fins lucrativos.

Aperreio

Jornalista Merval Pereira: “Lula no ministério é um abraço de afogado com a presidente Dilma. Ela tentando chegar ao fim de seu governo e ele fugindo do juiz Sergio Moro. É uma decisão política de desespero do PT e, a cada delação premiada, piora a situação dos dois. No desespero eles podem tomar medidas completamente absurdas para retomar a popularidade.”

 

*Do ex-presidente Lula ao negar, em depoimento, a compra de apartamento no Guarujá: “O prédio era inadequado porque além de ser pequeno, um triplex de 215 metros, é um triplex ‘Minha Casa, Minha Vida”. Além de muito esperto, ele é um eterno gozador.

*O município de Porto Calvo recebe hoje, pela segunda vez, o programa Moradia Legal II, do Tribunal de Justiça, contemplando 300 moradores com escrituras gratuitas de imóveis. A solenidade será às 10 horas, no Centro Comunitário Calabar, no Centro.

*A secretaria do Planejamento, Gestão e Patrimônio confirma que os atendimentos do Procon realizados na Central JÁ! do Maceió Shopping, em Mangabeiras, acontecerão hoje das 10 às 22 horas, em um espaço diferenciado, em frente à loja Renner.

*A Galeria de Artes do Complexo Cultural Teatro Deodoro recebe, a partir de hoje e até 7 de abril, a exposição “A Praia é Nossa”, com os 30 trabalhos finalistas do I Concurso de Fotografia Ambiental, promovido pelo Instituto do Meio Ambiente de Alagoas.

*A Eletrobras Alagoas recebe, só até hoje, inscrições para a seleção de novos jovens aprendizes, com vagas de assistente administrativo e operação de suporte técnico em TI, em Maceió. As inscrições podem ser feitas pelo sitewww.msconcursos.com.br .

*A Ufal, em parceria com a Academia Brasileira de Neurologia e a Sonoclin, promove atividades pelo Dia Mundial do Sono. Hoje, no Hospital Universitário, será distribuído material informativo sobre transtorno do sono associado ao trabalho em turnos.

*Já estão à venda ingressos para o amistoso entre as seleções olímpicas do Brasil e da África do Sul, dia 27 de março, no Trapichão. Através do site “Meu Bilhete” e, a partir de hoje em dois pontos físicos – no Parque Shopping e na loja Carajás/Tabuleiro.

 

“No Brasil é assim: quando um pobre rouba, vai para a cadeia; quando um rico rouba, vira ministro”.

De Luiz Inácio Lula da Silva

Milionário, acusado de corrupção e novo ministro da Casa Civil, em frase de 1988, quando era pobre