Roberto Baia

12 de Março de 2016

Dia festivo

O prefeito Audálio Holanda e o vice-prefeito Maurício Holanda realizaram durante esta sexta-feira, a cerimônia festiva de aniversário de 54 de Emancipação Política de Chã Preta. Durante a manhã ocorreu a cerimônia de hasteamento dos pavilhões nacional, estadual e municipal, ao som do grupo de flauta Sol Maior, formado por crianças do Programa Mais Educação da Escola Municipal Amélia Vasconcelos.

 

Inaugurações

Audálio e Maurício Holanda aproveitaram a festividade de Emancipação Política para realizar a inauguração da UBS Celso Rebêlo, localizada na região da Serra Lisa, da pavimentação Rua Antônio Medeiros Brandão, e visitaram obras de pavimentação, de construção de casas e ainda realizaram o encerramento do primeiro Torneio Intermunicipal de Futebol de Campo.

 

Tratamento de Resíduosa

O prefeito Yale Fernandes, acompanhado do secretário de Meio Ambiente, Ivens Leão, visitou a área onde será construída, nos próximos dias, a Central de Tratamento de Resíduos (CTR), entre as cidades de Arapiraca e Craíbas. A obra é uma parceria da Prefeitura de Arapiraca com a prefeitura de Craíbas e conta com o apoio do governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos.

 

Consorcio

CTR vai atender 20 municípios da região. Na próxima quarta-feira (16) haverá audiência pública na Câmara de Vereadores de Craíbas, a partir das dez horas, para que a população tire suas dúvidas e apresente sugestões para destinação correta e tratamento dos resíduos sólidos das cidades que fazem parte do consórcio.

 

Avanços nas obras

“Estamos avançando na execução dessa obra, com a realização da audiência para que toda população conheça com mais profundidade a proposta e possa participar ativamente dessa nova realidade para a destinação dos resíduos sólidos de nosso município e região”, destacou o prefeito Yale Fernandes. 

 

Fazendo acrobacias

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu um adolescente, de 16 anos, que estava fazendo acrobacia em um ciclomotor enquanto trafegava pela BR 104, em Rio Largo/AL. Outro jovem maior de idade, já identificado, fugiu, mas também deverá ser responsabilizado pela conduta ilegal.

 

Alta velocidade

Os motoqueiros trafegavam em alta velocidade, faziam acrobacias e exibicionismo, quando ultrapassaram um veículo da PRF descaracterizado, cujo condutor era um policial rodoviário federal que fazia o deslocamento de uma unidade operacional para outra. Ao notar o perigo das manobras, o PRF deu voz de parada para ambos os motociclistas, mas um deles fugiu por uma passagem na mureta divisória da rodovia. Já o adolescente, foi apreendido e entregue aos familiares.

 

Perigo na estrada

Em 2016, de 1º de janeiro a 22 de fevereiro, a PRF registrou, nas sete rodovias federais que cortam Alagoas, 143 acidentes. Cerca de 22% desses acidentes, pelo menos um dos veículos envolvido era motocicleta, motoneta ou ciclomotor. Entre os acidentes com veículos automotores de duas rodas, 81% foram considerados acidentes graves, que são aqueles que tiveram pelo menos um morto ou um ferido grave. As principais causas dos acidentes envolvendo motocicletas foram: falta de atenção (28,1%), desrespeito à sinalização (15,6%) e embriaguez ao volante (9,4%).

 

Foi impedido

Um oficial de justiça foi até a ALE para notificar sobre a nova decisão judicial proferida pelo desembargador Fábio Bittencourt determinando que a análise dos vetos governamentais deveria ser feita de forma aberta. Mas o oficial de justiça foi impedido de entrar porque estaria interrompendo a sessão ordinária. O documento só foi oficialmente recebido porque o deputado Rodrigo Cunha (PSDB) recebeu a notificação e fez questão de ler o documento no plenário. 

 

Votação Secreta   

De acordo com o deputado Rodrigo Cunha (PSDB) a nova decisão torna sem efeito o despacho anterior do presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, desembargador Washington Luiz, que determinava que a votação no parlamento deveria ser secreta. “A justiça está do nosso lado, mas a maioria dos deputados insiste em entrar com recursos na justiça para que a votação seja secreta”.

 

… Ainda segundo Cunha a novidade nessa última decisão judicial é que cada parlamentar que descumprir a decisão e votar secretamente deverá pagar individualmente uma multa de R$ 100 mil. Nas decisões anteriores a mesa diretora era quem seria penalizada com multas, mas agora a punição tornou-se individual.

 

…Segundo o deputado isso é um fator positivo, porque agora o descumprimento vai afetar diretamente o bolso de cada parlamentar. Além disso na nova decisão judicial também consta que poderá ser usada a força coercitiva caso o parlamentar desrespeite a decisão e continue votando secretamente.

 Sidinéia Tavares_ interina

…Cunha acredita que na próxima terça-feira (15) onde acontece a sessão ordinária na ALE cada deputado possa realizar a votação dos vetos governamentais abertamente cumprindo o que determina a justiça. “ O parlamentar deve honrar cada voto que recebeu e agir com clareza e transparência em seus atos, não há embasamento jurídico nem justificativa alguma para votar secretamente”, finalizou Cunha