Futebol

10 de Março de 2016

Rescisão de Marcinho Guerreiro gera polêmica

A passagem do meio-campista Marcinho Guerreiro nesta temporada pelo CSA segue gerando um turbilhão de complicações. O jogador está no time azulino desde o início dos trabalhos de pré-temporada e só conseguiu até o momento atuar em uma partida amistosa contra o Itabaiana SE. De lá para cá, o jogador frequentemente esteve entregue ao departamento médico impossibilitando sua inclusão na lista dos relacionados para as partidas.

Contudo, sem ter o profissional à disposição do técnico Oliveira Canindé para os jogos, nessa quarta-feira (09), a direção executiva teve a iniciativa de rescindir o contrato com jogador. O contrato tem vigência até o final de novembro do corrente ano.

Ao ser comunicado oficialmente da dispensa, Marcinho Guerreiro foi à sede da Federação Alagoana de Futebol (FAF) e solicitou uma cópia do seu contrato e disse que só aceita a rescisão se o pagamento for integral. Ou seja, o mesmo não concorda em receber apenas o mês trabalhado.

De acordo com informações recebidas, o CSA tem uma despesa de R$ 12 mil mês, sendo 10 mil de salários e dois mil de ajuda moradia.

Por telefone, o blog entrou em contato com Fabiano Melo, um dos integrantes do departamento de futebol profissional marujo e questionou o mesmo sobre o posicionamento do jogador.

Fabiano Melo disse que a direção do time não quer prejudicar nenhum jogador  e que todas as obrigações estão sendo mantidas em dia e que o jogador vai se reunir como departamento jurídico do clube.

“O Marcinho vai ter uma reunião com o doutor Ricardo Omena, nosso vice-presidente jurídico para tentar um entendimento amigável. Infelizmente ele não conseguiu jogar, passou a maior parte do tempo no departamento médico e sempre recebeu os salários em dia mesmo sem jogar”, afirmou o dirigente.

Enquanto não resolve esse novo imbróglio, a direção segue correndo contra o tempo em busca de reforços para sequência do campeonato. A qualquer momento pode ser divulgado a contratação de mais um atacante e um volante.