cotidianoativo

1 de Março de 2016

Otimismo emagrece?

– Olá, amigo leitor, amiga leitora. Eu fico bastante alegre em saber que você despertou interesse neste espaço em que pretendo reunir ideias, dicas e interpretações sobre o que vem a ser o nosso Cotidiano Ativo. A partir de hoje, com novas postagens a cada terça-feira, falarei sobre qualidade de vida, bem-estar e comportamento. Espero poder contar com a sua leitura, afinal, a partir dela, poderei saber se estou no caminho certo, cativando sua atenção e o mais importante – sua crítica – tudo isso buscando sempre preservar a liberdade para o diálogo. 

Para começar, a primeira provocação quando surgiu a ideia do Cotidiano Ativo foi justamente pensar nossa rotina e nosso cotidiano cheios de horários e compromissos diários. Compromissos esses que, em muitos casos, já foram preestabelecidos dias ou até mesmo semanas atrás, antes de fazermos qualquer coisa. Tudo isso parece trazer certa dose de sofrimento e de pressão sobre nossas vidas. Eu não gosto dessa ideia – quanto mais dispostos, mais atentos nos descobrimos no dia a dia, e pensando nisso, não tenho como não recorrer à palavra ativo pela força de comando: ser ativo é ter capacidade para agir.

Percebe comigo a audácia do título do blog? Cotidiano Ativo como alternativa à aparente contradição: descobrir-se diferente todos os dias. Espero corresponder a essa expectativa com a sua ajuda, aliás, vamos ao primeiro assunto.

 

Otimismo emagrece?

Quando acordamos, tomamos café, deixamos os filhos nos colégios e seguimos para o nosso trabalho, sempre temos as companhias de um bom dia e de um sorriso, não é mesmo? Certa vez, há pouco mais de dois dias, numa academia em que malhava, um amigo me perguntou: – Você tá sempre alegre, mesmo quando está suando e fazendo força para levantar os pesos da sua série. Nas corridas é a mesma coisa, as chegadas são sempre sofridas e você sempre aparenta estar feliz. O segredo é ser otimista e estar de bem com a vida, é isso?

Naquele momento eu respondi, completando a lista do amigo:

– Praticar atividades físicas me faz feliz sim, mas existem outras coisas: estar com os meus meninos (tenho dois filhos) e minha esposa me deixa feliz e otimista diante da vida. Poder almoçar aos domingos com minha família e sair com meus amigos também. Trabalhar, ser produtivo e poder contribuir para melhorar a vida de alguém também são fontes de prazer e otimismo.

Foto: Divulgação/Google

Eu sempre soube que ser otimista, ser positivo, gera boas energias e bons resultados em nossas vidas, porém, confesso que não sabia da relação íntima entre a atividade física, saúde e bem-estar com o fato de ser otimista. Os otimistas têm menos propensão a problemas de saúde, tais como obesidade e ansiedade.

Acabei descobrindo que ter uma atitude positiva ao superar uma série de exercícios contribui não somente para o condicionamento, mas também fortalece nossa resistência e proteção a doenças. Otimistas têm a certeza de que apesar das próprias limitações vão superá-las, pois sabem do seu potencial, seja para perder os quilinhos a mais ou para se blindarem de comentários desmotivadores.

Faz muito sentido pensar assim, inclusive, acho que a questão central é assumir essa postura diferenciada.  Adaptações trazem sempre aquela sensação inesperada do “será que vou conseguir”? É mesmo difícil olhar para um pedaço de bolo de chocolate e trocar por uma barra de cereal ou por uma fruta.

Ainda bem que podemos manter os nossos objetivos bem claros de emagrecer ou melhorar nossa saúde, e para isso devemos ter ciência do sacrifício e do esforço que serão necessários, mas que valerão a pena no final. Lembre-se disso quando acordar amanhã e se olhar no espelho. O otimismo ajudará e fará você perceber o momento em que precisa mudar seus hábitos e o espaço a sua volta.

Sorria para você mesmo, comemore cada “vitória” no restaurante, retribua aquele bom dia, boa tarde ou boa noite com ainda mais otimismo e nunca, nunca mesmo, se esqueça dos almoços em família e de estar cercado por quem te faz bem.

Até a próxima, pessoal.

* Antonio Moura é secretário municipal de Proteção ao Meio Ambiente de Maceió. É graduado em Administração e Marketing com pós-graduações em Docência do Ensino Superior e em Gestão de Pessoas.