Blog do Dresch

15 de Fevereiro de 2016

Ufal integra pacto contra Aedes

                   A Universidade Federal de Alagoas esta integrada ao pacto nacional de combate ao mosquito Aedes aegypti, segundo garantiu a Reitora Valéria Correia, que participou inclusive do encontro das universidades com o Ministro da Educação, Aloizio Mercadante. Também participam do pacto o Conselho Nacional dos Secretários de Educação, a União dos Dirigentes Municipais da Educação de entidades de estudantes, universidades, instituições de educação profissional e de escolas públicas e privadas.

Ufal na luta contra Aedes 2

                   Segundo destacou a reitora Valéria Correia, uma grande mobilização do setor educacional brasileiro esta marcada para o dia 19, envolvendo cerca de 60 milhões de estudantes, docentes e servidores. Ontem já foi realizada uma gigantesca ação nacional para conscientização e eliminação dos criadouros em 376 cidades com maior índice epidêmico. Participaram desta ação 220 mil militares das três forças, 260 mil agentes de saúde e 48 mil agentes da vigilância sanitária. A Ufal já dispõe de grupos de trabalho e pesquisa sobre a incidência dos casos de dengue, zika e chicungunya em Alagoas.

O desmanche da Petrobrás

                   Para amenizar o impacto causado pelo prejuízo nos seus ativos pela corrupção e pelo desgaste da imagem, a Petrobrás esta colocando a venda suas 21 usinas térmicas, gasodutos e terminais de regaseificação (por onde o gás chega em forma liquida, importado dos navios). O plano geral da Petrobrás para a venda de ativos, pretende alcançar no total US$ 57,7 bilhões (o equivalente a R$ 225 bilhões). Também estão sendo negociadas parcerias na BR Distribuidora, concessões para exploração e produção de petróleo e gás, uma fatia da petroquímica Braskem, fábricas de fertilizantes, terminais, dutos e navios, além das usinas. A informação é do Estadão. Segundo o jornal a Petrobrás pretende reforçar o caixa para poder explorar o pré-sal e aos poucos deixar o segmento de energia, presente do poço ao posto. O objetivo é consolidar-se como uma empresa produtora de petróleo. Ainda de acordo com o Estadão a Petrobrás enfrenta obstáculos em questões regulatórias e por isso, até para vender as termoelétricas a empresa terá de negociar com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) sobre a regulação dos gasodutos. Hoje a operação destes gasodutos é estatal. A Petrobrás tem capacidade de geração térmica de 6,14 megawatts, quase a metade no Rio de Janeiro. Há ainda usinas em oito estados, inclusive São Paulo. A rede de gasodutos se estende por mais de 9 mil quilômetros, parte ligada aos terminais de regaseificação na Baía da Guanabara e parte no porto de Pecém, no Ceará.

 

Barrar o impeachment

                   O ministro da Secretaria das Relações Institucionais, Ricardo Berzoini afirmou em entrevista ao portal “Congresso em Foco”,  que para barrar o processo de impeachment contra a presidente “é necessário apenas governar bem”. Responsável por representar o governo nas relações politicas com deputados e senadores, Berzoini diz que “governar bem” é dar sequência à agenda de governo, garantir os investimentos em logística sem atraso, executar a terceira fase do programa Minha Casa Minha Vida, além de melhorar a qualidade do crédito nos bancos públicos, entre outros projetos.

Barrar o impeachment 2

                   Para o ministro, não é suficiente apenas convencer o Legislativo que a Presidente Dilma não cometeu crime de responsabilidade. A ideia é superar a crise politica a partir de uma ampliação do apoio da base parlamentar no Congresso até o final do mandato em 2018. Essa solução de Berzoini atende a necessidade do governo em enfrentar outros problemas na agenda politica, como a votação de 16 medidas provisórias em tramitação, e, pelas regras do Legislativo, algumas estão no limite do prazo para a apreciação, trancando as votações de outros temas.

A disputa pelo PMDB

                   Os rumos que o PMDB pode tomar neste ano de 2016 na Câmara dos Deputados, vai depender, e muito, da eleição da sua liderança, quem acontece no próximo dia 17. O atual líder, Leonardo Picciani (RJ) conduz sua campanha para se manter no cargo, conversando com todos os parlamentares inclusive aqueles que pretendem uma mudança. Seu concorrente, Hugo Mota (PB) faz campanha nos estados sempre tendo como escudo principal, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, que é aclamado com a ala insatisfeita do partido em relação ao governo Dilma Rousseff.

 

 

A disputa pelo PMDB 2

                   O candidato Mota tenta minimizar a importância do apoio de Cunha, e aposta que ganha a eleição interna independentemente do apoio do Presidente da Casa e considera que dispõe de mais condições para unificar a bancada. Acredita que o seu desempenho na presidência da CPI da Petrobrás o credencia para isso. Picciani tem a simpatia do Planalto e obteve este apoio indireto após ter formulado uma lista alternativa com deputados aliados do governo para  a votação do impeachment. Ele chegou a ser afastado da liderança em uma manobra da ala insatisfeita, mas depois foi reconduzido ao cargo com a assinatura da maior parte da bancada.

 

 

  • Motoristas e pedestres devem aumentar os cuidados a circularem em Jacarecica a partir deste terça feira, no encontro entre o inicio da AL 101-Norte e a Avenida Pierre Challita.
  • Ali o trânsito vai sofrer uma modificação em função do inicio das obras da duplicação da rodovia estadual.
  • Haverá um trecho de desvio de aproximadamente 300 metros, onde será erguido um dos viadutos da duplicação da pista.
  • O local será sinalizado adequadamente, com isolamento do trecho em questão e com a presença de guardas da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) e funcionários do Departamento de Estradas de Rodagem (DER).
  • Em função do afastamento temporário do titular desta coluna para tratamento de saúde, Tribuna Livre ficará sob a responsabilidade e a competência do jornalista Wellington Santos.
  • A ele deverão ser encaminhados releases, comunicados, e demais informações de interesse dos leitores.
  • Desde já agradeço a compreensão de todos e à dedicação do companheiro.