Roberto Baia

8 de Janeiro de 2016

Um mau exemplo

Traipu, que continua no epicentro dos municípios alagoanos que registram atos de corrupção, segue como um mau exemplo de gestão pública. E o que é pior: os servidores foram abandonados até pela oposição que, como diria o poeta, “de repente  não mais que de repente”, abriu os braços e o “coração” para a atual prefeita Conceição Tavares.

 

Uma vergonha

Para se ter uma ideia do caos na cidade banhada pelas águas do Velho Chico, os servidores da saúde estão com salários atrasados e sem ver a cor do salário. O mais absurdo é que as autoridades que receberam dossiês denunciando a atual administração está “agindo” lenta, mais muito lentamente.  Quanto à oposição, que vergonhosamente calou-se, carregava um cartaz de “vende-se” e ao que parece  já recebeu o carimbo de “vendido”.

Pode uma coisa dessas????!!!!

 

 

Trabalhos escolares

Como parte do Projeto de Leitura e Escrita, a 5ª Gerência Regional de Educação (Gere), localizada em Arapiraca, vai apresentar, no próximo dia 15 deste mês de janeiro, uma exposição de trabalhos escolares produzidos pelos alunos das escolas da rede pública estadual de ensino.

A mostra ocorrerá no auditório da Casa da Cultura e na Tenda Cultura, na Praça Luiz Pereira Lima, no centro da cidade de Arapiraca,

 

 

Leitura e escrita

De acordo com a gerente da 5ª Gere, Wilany Félix Barbosa, a exposição será a culminância do Projeto de Leitura e Escrita: Uma Forma de Repensar Conceitos.

Ela adiantou que os trabalhos serão coordenados pelas técnicas da 5ª Gerência Regional de Educação Leônia Oliveira, Edilma de Mendonça e Égide Amorim.

 

Melhores trabalhos

Cada escola selecionou os melhores trabalhos realizados por centenas de estudantes, após a prática em sala de aula.

“Esse projeto tem como propósito incentivar a produção textual, o gosto pela leitura e provocar uma reflexão crítica acerca dos que eles leem e escrevem”, salientou Wilany Félix, destacando o apoio do secretário de Educação, Luciano Barbosa, e também de sua equipe técnica.

 

Aprendizagem

Ainda de acordo com a gerente da 5ª Gere, o projeto tem como uma de suas principais metas promover o desempenho da aprendizagem escolar e, dessa forma, melhorar os índices das unidades de ensino no Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

 

Maragogi

Na quarta-feira (06), o Prefeito Henrique Madeira esteve reunido com uma equipe de técnicos da Secretaria Municipal de Saúde, para definir os últimos ajustes para a abertura da Unidade de Pronto Atendimento de Maragogi. 

 

Instalações da UPA

Além de visitar as instalações da UPA, o gestor determinou que testes de abastecimento elétrico e hidráulico sejam realizados no decorrer da semana. “Vamos realizar todos os testes para que a unidade abra as suas portas com condições técnicas de realizar os atendimentos de urgência e emergência com qualidade, não somente para a população de Maragogi, mas de toda a região”, enfatizou Madeira.

 

Capacitação

No encontro também ficou definido, que a partir da próxima semana, os cerca de 250 funcionários de diversas áreas da saúde, passarão por uma capacitação que priorizará a excelência no atendimento e serviços. Já em conversa por telefone com o Prefeito, o Governador Renan Filho reforçou o intuito de acelerar a ativação da unidade que funcionará em regime de 24 horas, durante os sete dias da semana, com atendimento para urgências de pequena e média complexidade.

 

Peixamento

No próximo domingo, 10 de janeiro, em meio às comemorações da 132ª Festa do Bom Jesus dos Navegantes de Penedo (AL), diversas espécies nativas da bacia hidrográfica do rio São Francisco serão inseridas pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) no tradicional peixamento realizado na festa secular. Xira, matrinxã e pacamã são algumas das espécies que serão utilizadas no repovoamento do “Velho Chico”. O peixamento ocorrerá às 8h saindo do Porto das Balsas de Penedo.

 

Soltura dos peixes

As espécies nativas serão soltas em dois momentos do peixamento. No primeiro, será utilizada uma balsa para se deslocar até três prontos de soltura dos peixes. O primeiro será em frente ao Mirante da Rocheira.

 

 

 

… O segundo ponto será no meio do rio entre Penedo (AL) e Neópolis (SE). Já o terceiro ponto será em frente à Prainha de Penedo, formado pelo rio São Francisco.

 

 

… Para este peixamento, a Codevasf irá inserir peixes juvenis das espécies matrinxã, conhecido no Baixo São Francisco como xira, pacamã, piau, curimatã-pacu e curimatá-pioa.

 

 

… As espécies são produzidas no Centro Integrado de Aquicultura e Recursos Pesqueiros de Itiúba (Ceraqua São Francisco), um centro tecnológico e científico da Codevasf em Porto Real do Colégio (AL), que atua na revitalização da ictiofauna da bacia hidrográfica do “Velho Chico”