Blog do Dresch

7 de Janeiro de 2016

Erundina cria a sua própria raiz

                   A deputada federal e ex-prefeita de São Paulo, Luiza Erundina (PSB-SP) vai comandar no próximo dia 22 de Janeiro a plenária de fundação do seu próprio partido, a Raiz Movimento Cidadanista. Em 2014, ela coordenou a campanha de Marina Silva à Presidência, quando substituiu o candidato Eduardo Campos, morto em acidente aéreo. O evento acontecerá durante o Fórum Social Mundial, em Porto Alegre. O movimento é inspirado em partidos de matriz socialista como o Podemos, da Espanha, e o Syriza, da Grécia, que despontaram na Europa nos últimos dois anos. Erundina já organizou diretórios em 21 estados e começará a coleta de assinaturas para conseguir o registro junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no encontro do Rio Grande do Sul.

A raiz de Erundina 2

                   Para conseguir o registro e tornar-se o 36º partido brasileiro, a Raiz Cidadanista precisa reunir 486 mil assinaturas. Sem tempo hábil para obter estas rubricas para a disputa das eleições municipais de 2016, a nova sigla vai pegar “carona” no PSOL e concorrer para Prefeito e vereador, seguindo o exemplo da “filiação democrática” feito entre o PSB e a Rede Sustentabilidade em 2014. Erundina foi isolada pelo PSB após o primeiro turno das eleições presidenciais de 2014, por se recusar a apoiar o candidato Aécio Neves (PSDB) á Presidência da República no segundo turno, e por isso resolveu seguir em busca de uma nova filiação partidária, explicou a deputada federal paulista.

 

Fim do auto de resistência

                   Inoportuna para alguns, inútil para outros, mas sem dúvida polêmica para a grande maioria, a resolução do Conselho Superior de Polícia que aboliu os termos “auto de resistência” e “resistência seguida de morte” ainda vai dar muito que falar. A resolução também é assinada pelo Conselho Nacional dos Chefes da Polícia Civil e retira os termos dos boletins de ocorrência e inquéritos policiais de todo o país. A medida foi aprovada em 13 de Outubro de 2015, entrando em vigor a partir da sua publicação no Diário Oficial da União, que aconteceu na última segunda feira e com o intuito de promover a uniformização dos procedimentos internos das policias judiciárias federais e civis dos estados nos casos de lesão corporal ou morte decorrentes de resistência a ações policiais. Segundo a nova norma, um inquérito policial com tramitação prioritária deverá ser aberto sempre que o uso da força por um agente do Estado resultar em lesão ou morte. O mesmo será encaminhado ao Ministério Público. Caberá ao delegado responsável pelo caso avaliar se os agentes envolvidos “se valeram, moderadamente, dos meios necessários e disponíveis para defender-se ou para vencer a resistência”. A partir de agora as ocorrências deste tipo devem ser registradas como “lesão corporal decorrente de oposição à intervenção policial” ou “Homicídio decorrente de oposição à ação policial”. O fim dos autos de resistência é uma antiga reivindicação dos grupos de defesa dos direitos humanos, sendo que uma resolução neste sentido havia sido recomendada em 2012 pelo próprio Conselho Nacional dos Direitos Humanos.

 

A inteligência artificial

                   O criador e proprietário do Facebook, o norte-americano Mark Zuckerberg, revelou que tem como prioridade neste ano de 2016, criar uma “assistente pessoal” que vai atuar com inteligência artificial. O equipamento controlaria tudo em sua casa e seria treinado para reconhecer a voz do presidente da rede social. Ele chegou a comparar seu intuito a exemplos já mostrados em filmes diversos, mas garantiu que vai dividir os resultados com a comunidade virtual e pretende usar a ideia para lançar novos produtos no mercado.

A inteligência artificial 2

                   Segundo afirmou Zuckerberg aos jornalistas “começarei explorando as tecnologias já disponíveis. Depois ensinarei o sistema a reconhecer minha voz para controlar tudo em casa – luzes, música, temperatura etc. – e depois o ensinarei a deixar entrar em casa os meus amigos que baterem à porta. E ainda quero que me deixe informado sobre o que ocorre no quarto do meu filho” explicou o criador do Facebook. Mark é conhecido pelas metas que estabelece a cada ano novo. Já prometeu ler um livro a cada duas semanas, aprender a falar mandarim e conhecer uma pessoa nova a cada dia.

O perigo do câncer de pele

                   Em dez anos, o número de mortes por câncer de pele cresceu 55% no País, segundo um levantamento feito pelo jornal Estadão em dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca). A exemplo da maior parte dos tipos de câncer, a cura para o de pele é grande se diagnosticado precocemente, porém, somente em 2013, último ano com dado disponível, a doença matou 3.316 brasileiros, uma média de uma morte a cada três horas. Dez anos antes, em 2003 foram registrados 2.403 óbitos. O envelhecimento da população, o descuido diante da exposição ao sol e a melhoria no sistema de notificação da doença, são os principais motivos do aumento do número de vitimas por causa deste tipo de câncer.

O perigo do câncer de pele 2

                   Oncologistas recomendam que além da proteção solar, é necessário fazer exame dermatológico periodicamente. A maior parte das pintas não é câncer de pele. As que devem causar maior alerta são assimétricas, com bordas irregulares, variação de cores, que apresentem evolução ou mudanças. O câncer de pele é dividido em dois principais tipos. Mais agressivo e letal, o melanoma surge, geralmente, a partir de uma pinta escura, Já os não melanomas, divididos em carcinoma basocelular, costumam aparecer sob a forma de lesões que não cicatrizam. 

 

  • Tem inicio hoje em Maceió, a campanha de combate ao mosquito transmissor da dengue, do zika vírus e da chikungunya, que já acontece desde a última terça feira em todo o Estado.
  • Na capital alagoana estarão trabalhando cerca de 80 agentes de endemias, auxiliados por soldados do Exército, homens da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros e outros orgãos de defesa da sociedade.
  • O mutirão é comandado pela Coordenação Estadual de Defesa Civil, que pede também o apoio da população para que a campanha alcance o êxito necessário para reduzir o numero de criadouros do mosquito Aedes aegypti.
  • A campanha será lançada ás 7h de hoje, na Praça do Skate, na Ponta Verde, e segundo a Defesa Civil, os trabalhos inicialmente se concentrarão nos bairros da região baixa de Maceió, que atualmente oferece maior risco á população.
  • Prédios públicos e comerciais também serão vistoriados. Os imóveis fechados serão levantados para que a Justiça conceda um mandado de busca no local.