Blog do Dresch

27 de dezembro de 2015

O verão em Maceió é uma festa

                   A estação mais quente do ano mal começou, mas as perspectivas do setor turístico são as melhores possíveis. A capital alagoana esta se preparando para receber 500 mil visitantes neste verão, estima Jair Galvão, secretário da Promoção do Turismo de Maceió. “A Prefeitura têm trabalhado em diversas frentes de articulação com companhias aéreas e operadoras parceiras e os resultados começam a aparecer” explica Galvão ressaltando que a cidade esta recebendo 26 novos voos fretados de diferentes operadoras. Soma-se a isso um voo diário ligando Maceió a Buenos Ayres, voos charters de todo o Brasil e ainda os cruzeiros marítimos que vão ancorar no Porto de Maceió até Março.

O verão é uma festa 2

                   O secretário municipal de turismo ressalta ainda a divulgação das belezas naturais da capital alagoana em diversos eventos nacionais e a parceria com vários segmentos do setor. “O voo da Gol Linhas Aéreas ligando Maceió a Buenos Ayres, sinaliza um impulsionamento do mercado sul-americano, que já representa mais de 71% do fluxo internacional para Alagoas” argumenta Jair Galvão, que atribui o aumento do fluxo è redução da tributação sobre a querosene de avião, que colocou Alagoas em uma posição mais atrativa para as companhias aéreas. Estima-se ainda que a taxa de ocupação hoteleira neste verão deve superar os 92% em Maceió.

Eliminando a papelada

                   Estima-se que mais de 90 toneladas de documentos serão eliminadas nas operações de exportação e importação no Brasil, depois que todos os orgãos envolvidos no comércio exterior aderiram à ferramenta de Anexação Eletrônica disponibilizada pelo Portal Único de Comércio Exterior. Também devem aderir ao procedimento a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o Ministério da Agricultura, e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), fazendo com que 95% dos processos de autorização para exportação e 97% para importação sejam feitos por meio eletrônico, reduzindo custos e prazos nas operações de comércio exterior.

Eliminando a papelada 2

                   O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e a Receita Federal calculam que cerca de 19 mil documentos já são apresentados diariamente por meio eletrônico, mas com a entrada dos demais orgãos no sistema, a avaliação do governo é que os números cresçam á medida que os operadores de comércio exterior intensifiquem seu uso. Segundo o Ministério, a eliminação do papel nas operações de comércio exterior é uma das metas previstas no Plano Nacional de Exportações, lançado em Junho deste ano e que permitirá o uso de um fluxo mais moderno e simplificado de exportação já em 2016.

Tratamento de varizes

                   Um novo tratamento para varizes que une três tecnologias promete resultados mais rápidos e eficazes. A técnica é conhecida como CLACS, combina o resfriamento da pele à aplicação do laser transdérmico e à escleroterapia química. É indicado para tratar desde casos mais severos, com risco de feridas, até vasinhos mais finos e superficiais, e pode ser aplicado em todo o corpo, das pernas até a face. Os especialistas defendem que o cuidado com as varizes deve começar o mais cedo possível, antes que os sinais da gravidade surjam e comprometam o tratamento. Estima-se que 70% da população brasileira sofra com algum grau do problema.

Tratamento de varizes 2

                   O tratamento começa com o resfriamento da pele a uma temperatura de -20ºC, que ajuda a diminuir a dor no local das aplicações. Em seguida é usado o laser, que emite pulsos de luz que atravessam camadas mais superficiais da pele e alcançam os vasos, provocando seu fechamento sem causar danos ao tecido cutâneo. No caso de alguma veia permanecer dilatada após a aplicação, usa-se uma substância esclerosante com uma seringa. Isso potencializa os resultados. O principal fator de risco para a doença é a predisposição familiar, com maior incidência entre as mulheres. Isso porque os hormônios femininos diminuem a força das paredes das veias, deixando os vasos mais fracos.

 

 

  • Até esta terça feira (29) fotógrafos amadores ou repórteres fotográficos podem inscrever trabalhos no I Concurso de Fotografia Ambiental, que tem o tema geral “A Praia é Nossa”.
  • O edital com todas as informações sobre o concurso pode ser acessado no site do Instituto do Meio Ambiente (IMA) onde o mesmo esta publicado (www.ima.al.gov.br.).
  • A ideia do concurso é estimular reflexões sobre a relação entre o homem e o seu ambiente, através de uma linguagem fotográfica. O projeto objetiva mostrar a biodiversidade existente em toda a costa alagoana, além das diversas formas de integração dos usuários com este ambiente.
  • Os temas estabelecidos pela organização do concurso são: paisagem, biodiversidade, ações de preservação e usos diversos. Os trabalhos inscritos e que estiverem em desacordo com os temas citados poderão ser desclassificados.
  • Serão escolhidos dois trabalhos vencedores na categoria profissional e três na categoria amador.
  • Os prêmios variam entre R$ 1 mil a R$ 4 mil e serão entregues em evento especial dia 17 de Fevereiro. Os 15 melhores trabalhos de cada categoria farão parte de uma exposição e de um catálogo.