Flávio Gomes

27 de dezembro de 2015

O Brasil na 2ª divisão

Do jornalista Carlos Alberto Sardenberg: “O governo está tomando mais impostos, gastando mais e, ainda assim, quer mais dinheiro. Simplesmente isso, mais dinheiro. E consegue, porque deputados e senadores acabam pensando do mesmo modo. Ninguém ali sequer pensa em fazer, digamos, uma grande auditoria para saber como se gasta o dinheiro do contribuinte. Nas universidades, nos hospitais, nas diversas repartições, ninguém fala em reforma administrativa, busca de eficiência e produtividade. Em trabalhar mais, por que não? Em mérito. Em pagar mais para quem trabalha mais e melhor. Ou ainda, não se discute sobre quais serviços o governo deve ou não prestar. O que deve ser de graça? O que se deve cobrar? O economista Ricardo Paes de Barros foi direto ao ponto em entrevista na ‘Folha’, no último dia 14: não dá para oferecer serviço de saúde grátis para todo mundo; ou faculdade de graça para quem pode pagar, isso é burrice. Não é por acaso que o Brasil cavou de novo um buraco nas contas públicas. O país ficou a vida toda na segunda divisão mundial. Com o real, a lei de estabilidade fiscal, os seguidos superávits primários, a redução da dívida pública, o Brasil tornou-se grau de investimento em 2008, por três agências. Primeira divisão. Apenas nove anos na primeira. O governo Dilma terminou de estragar tudo.”

Na muda

O ex-governador Téo Vilela adotou o silêncio neste ano. Desde que passou o cargo a Renan Filho, em janeiro, só se manifestou publicamente em setembro, quando assumiu a presidência do PSDB/AL. Ele, que foi senador e presidiu o partido em nível nacional, optou por ficar à margem da turbulência nacional.

Dito e feito

Renan Filho anuncia para 18 de janeiro as obras da primeira etapa da duplicação da AL 101 Norte. O primeiro trecho, de 5,5 km, irá de Jacarecica a Garça Torta. O governador cumpre, assim, mais um compromisso de campanha. E começa de fato a executar o que foi prometido por alguns dos seus antecessores.

Previsão

O IPCA, que desde o segundo governo Téo Vilela é a base dos entendimentos para o reajuste salarial do funcionalismo estadual, ficará em torno de 10% para as negociações de 2016. Será impossível os servidores conseguirem isso. Renan Filho precisará de muita habilidade para evitar impasses em ano de eleição.

Razões

O deputado federal Cícero Almeida (PSD/AL) não nega o desconforto com o exercício do mandato. Chega a dizer que quando vereador se sentia mais útil à comunidade. Daí a decisão de tentar ser de novo prefeito de Maceió. Pensou também em Rio Largo e Marechal Deodoro, mas manteve o título na capital.

Competência

Líder do prefeito Rui Palmeira na Câmara Municipal, o vereador Eduardo Canuto (PV) diz que pela primeira vez em 31 anos o poder legislativo municipal encerrou suas atividades anuais no prazo certo. E mais, explica ele: “Com o orçamento aprovado e nenhuma pendência”.  Mérito, registre-se, da sua própria liderança.

“Deuses”

Diz um dito popular que para se conhecer alguém não lhe dê dinheiro, dê o poder. Isso se aplica a certos membros das equipes do governador Renan Filho e do prefeito Rui Palmeira. Essas figuras mudaram o comportamento e a personalidade, como acontecia com outros personagens, em gestões passadas.

Sortudos

De Murilo Ramos, na “Época”: “Servidores do Senado ganharão aumento de 21% e, de sobra, alguns móveis novos. As compras, que envolvem sofás, cadeiras, mesas, armários e gaveteiros, somam o valor de R$ 2,6 milhões. Contudo, com o recesso de fim de ano, os servidores só poderão desfrutar de seus ‘presentes’ em 2016.”

  

*O programa “Aplauso” de hoje homenageia Selma Reis, falecida no dia 19. Como cantora, dedicou-se à MPB; como atriz, fez vários trabalhos, como os de “Presença de Anitta”, “Páginas da Vida” e “Caminho das Índias”. Às 10 horas, na Educativa FM.

*A empresa de call center AeC Contact Center conclui HOJE a triagem das inscrições para a seleção de candidatos a mais 1.500 empregos na unidade de Arapiraca. Foi em 31 de outubro, nos festejos de 91 anos do município, que a empresa se instalou.

*O projeto “Giro dos Folguedos”, criação da Fundação Municipal de Ação Cultural, em parceria com o Ministério da Cultura, estará hoje, 15 horas, na Avenida Sílvio Viana, Ponta Verde. Vão se apresentar 20 grupos, com várias manifestações folclóricas.

*A cantora Ludmilla se apresenta hoje em Maceió, na festa “Funk You”. O evento terá também os DJs Rick Duílio e Gustavo Bartholo, além do VJ Raphael Assunção, com sucessos desde a década de 80. Às 20 horas, no Celebration Beach, Cruz das Almas.


“A oposição abandonou Michel Temer em 24 horas. A população percebe. Quem trai uma vez, trai 10.”

Jaques Wagner

Ministro da Casa Civil