Flávio Gomes

22 de dezembro de 2015

Carnaval de vergonha

Do jornalista Flávio Faveco Corrêa: “Até parece carnaval o que está acontecendo na política brasileira. Alguns jovens como eu hão de se lembrar da famosa marchinha de 1950 ‘Daqui não saio, daqui ninguém me tira’. Parece que a Dilma e o Eduardo Cunha estão aí para protagonizar esta moderna e infeliz ópera bufa, este circo, no qual os palhaços somos nós que temos que assistir as barbaridades perpetradas por esta senhora e por este senhor que menosprezam nossa inteligência. Ainda que não tenham pulado nas ruas 66 anos atrás, Dilma e Cunha sabem a letra de cor e a transformaram em seu hino de guerra, que provavelmente cantam todos os dias na frente do espelho imitando os Vocalistas Tropicais. Como tudo no Brasil é carnaval, é bom lembrar que antes de 50, mais precisamente em 1937, Carmen Miranda havia imortalizado a marchinha de Jararaca e Vicente Paiva ‘Mamãe eu quero, mamãe eu quero mamar’,retrato do Brasil moderno. O carnaval de 2015 ainda não terminou. Não querem perder a boca nem deixar de mamar nas tetas gordas da nação. Segundo as pesquisas de opinião, a maioria dos brasileiros quer o impedimento de Dilma e a saída de Cunha da presidência da Câmara. A primeira, acusada de pedaladas fiscais e o outro de ter contas secretas na Suíça para esconder os milhões que recebeu do esquema do petrolão…”

Voto antecipado

O presidente do Congresso, Renan Calheiros, justificou a intelectuais porque é contra o impeachment de Dilma: “O que não é constitucional é você botar para andar processo de impeachment cuja caracterização do crime de responsabilidade não existe, não tem sequer uma franja, um indício, uma evidência, uma prova, nada.”

Baixa

A saída de Joaquim Levy do Ministério da Fazenda enfraquece George Santoro, secretário estadual da Fazenda, junto ao governo federal. Santoro foi indicado a Renan Filho por Levy, com quem trabalhou por muitos anos, em Brasília e no Rio de Janeiro. A relação agora passa a ser mais profissional do que pessoal.

Obstáculo

A ação civil pública por improbidade administrativa impetrada pelo Ministério Público contra Téo Vilela e dois ex-secretários da Educação poderá ser empecilho legal à candidatura do ex-governador ao Senado, em 2018. Algo como o que aconteceu com Ronaldo Lessa, em 2012, na disputa à Prefeitura de Maceió.

Duas frentes

A propósito de Educação, o Sinteal vai hoje à Assembleia Legislativa com objetivos opostos: lutar pelo o projeto de rateio de verbas do Fundeb e contra a aprovação de projeto que prevê a contratação de Organizações Sociais pelo Estado. As OSs, alega a entidade, irão ocupar funções de servidores efetivos.

Liderança

Afrânio Lages Filho, eleito recentemente presidente do Sindetur/AL, além de integrar o conselho fiscal da Associação Brasileira de Agências de Viagens foi escolhido pelos colegas de ABAV para diretor da entidade no Nordeste. E é, também, diretor para o Nordeste da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa).

Sugestões

Aldo Ivo, decano do nosso jornalismo, acha que o CRB deveria denominar o seu CT de Miguel Rosa, homenageando o zagueiro que em 1950 não foi para o Botafogo por amor ao clube. Já o jornalista Bernardino Souto Maior defende que o homenageado deveria ser Severiano Gomes Filho, que dava nome ao antigo estádio.

Opinião

De Jorge Oliveira, no semanário “Extra”: “Sou golpista porque não considero o impeachment um ato antidemocrático, já que a Constituição legaliza o impedimento de um presidente que quebra o juramento de zelar pelo país e pelo seu povo. De um presidente corrupto, incompetente e insano que leva o país à bancarrota.” 

 

*O prefeito Rui Palmeira retorna hoje de licença já inaugurando o Centro de Referência de Assistência Social de Fernão Velho. A unidade beneficiará 5 mil famílias dos bairros de Fernão Velho e Rio Novo, que passarão a usufruir de um espaço mais confortável.

*Começou domingo, 20, o recesso do Poder Judiciário de Alagoas, e vai até o dia 31. O retorno é em 4 de janeiro. Prazos, intimações, audiências e julgamentos colegiados ficam também suspensos entre 4 e 20 de janeiro, a pedido da OAB/AL.

*Desde ontem o vereador Wilson Júnior, que apresenta programa diário na TV Mar, canal 25 da Net, passou a apresentar “Gazeta Manhã”, das 7 às 9 horas, na Rádio Gazeta. Na reportagem ele conta com Denis Melo, Odivar Santos e Paulo Lira.

* O projeto Giro dos Folguedos, iniciativa da Fundação Municipal de Ação Cultural levará hoje grupos folclóricos ao Calçadão do Comércio, no Centro, a partir das 15 horas. Domingo, no mesmo horário, estará na Avenida Sílvio Viana, em Ponta Verde.

* A Diteal e a Pró-reitoria de Extensão da Ufal realizam, hoje, um concerto com o grupo “Contrabaixos da Ufal”, às 19h30m. A entrada é um quilo de alimento não perecível. O “Contrabaixos da Ufal” tem como madrinha a pianista Selma Britto.

*O Jaraguá Tênis Clube definiu sua prévia do Carnaval 2016: o baile “Vermelho e Preto” será em 16 de janeiro, intitulado“Capiba, Menestrel do Frevo”, com a Orquestra Alafrevo, de Almir Medeiros, e Sambassim, de Wilma Araújo. Contato: 3231.2538.

*Como esperava a diretoria do clube, a torcida do CSA deu demonstração de força ao comparecer em grande número ao Trapichão, domingo, na vitória de 2×0 sobre o Porto, de Caruaru. Ou seja, está correspondendo aos investimentos feitos para 2016.


Não cabe qualquer consideração sobre a possibilidade de Michel Temer assumir o governo”

Eduardo Suplicy

Ex-senador do PT, argumentando que Dilma Rousseff ganhou a eleição de forma legitima