Roberto Baia

20 de dezembro de 2015

Alento aos comerciantes

A liberação do 13º salário dos servidores municipais de Arapiraca e, também, por parte do governo estadual injetou mais de R$ 30 milhões no comércio local.

Os mais de quatro mil servidores da Prefeitura receberam o décimo terceiro esta semana, o que trouxe um novo ânimo para os lojistas e empresários de Arapiraca.

Segundo o secretário municipal de Finanças, Lucas Leão, foram colocados em circulação R$ 16 milhões na cidade.

 

Conselho Universitário

Foi divulgado, quarta-feira, 16, no Diário Oficial do Estado, a convocação da sessão do Conselho Universitário da Uneal, que foi aconteceu no dia seguinte.

Na pauta, a criação do curso de direito em Maceió.

 

Contra o curso

Os estudantes são contra a criação do curso de direito em Maceió, pois consideram que não é o momento de expansão, já que o curso passa por situações de precariedade como a carência de professores, inexistência de biblioteca setorial e falta de estrutura tanto no campus de Arapiraca quanto no da capital.

 

Precariedade

De acordo com o coordenador do Centro Acadêmico, Kelven Muniz, a precariedade do curso se arrasta há anos, mas a gestão fecha os olhos para a situação.

Documento ao MP

Orientados pela OAB, no início do mês, os discentes também levaram um documento ao Ministério Público Estadual, expondo toda situação da Universidade.

 

Xô, mosquito

Uma reunião de ajustes no plano de ação para os casos suspeitos de Zika e microcefalia criado pela Secretaria de Estado da Saúde  foi realizada com superintendentes do órgão.

Nele, estão contidas informações sobre o atendimento à população em Alagoas.

 

Exames recomendados

Para os 111 casos suspeitos já notificados de microcefalia, a indicação é que todos façam tomografia computadorizada de crânio no Hospital Geral do Estado, que realiza seis exames por dia.

Também está recomendada a coleta de sangue periférico nas unidades sentinelas.

 

Lacen é capacitado

O Ministério da Saúde capacitou o Laboratório Central de Alagoas (Lacen) a realizar o diagnóstico do Zika vírus. Incluindo Alagoas, o país passa a contar com 16 centros para identificar a doença.  

A técnica para diagnosticar a doença é o PCR (Biologia Molecular). O aumento do número de laboratórios capacitados amplia a capacidade e garante maior agilidade na detecção do vírus.

Alta tecnologia

A tecnologia é feita pelos laboratórios de referência da Fiocruz, localizados no Rio de Janeiro, Paraná, Pernambuco, São Paulo e no Pará.

 

– Investimentos realizados pela Casal, na instalação de novos conjuntos motobombas, nas estações de captação e  de água, têm garantido melhorias no abastecimento do Sertão.

 

– É o caso de Delmiro Gouveia, Pariconha e Água Branca, onde alguns investimentos chegam a R$ 37 mil.

 

– Na instalação de uma estrutura para captação no Canal do Sertão, a companhia investiu R$ 250 mil e retira de lá cerca de 250m³ de água por hora.

 

– Com essa medida, o abastecimento de Olho d’Água do Casado e do povoado Piau, em Piranhas, ocorre 24h por dia.