Flávio Gomes

15 de dezembro de 2015

Podridão e esperança

Do jornalista Carlos Alberto Di Franco: “… O escândalo da Petrobrás, pequena amostragem do que ainda pode aparecer, é a ponta do iceberg de algo mais profundo: o sistema eleitoral brasileiro está bichado e só será reformado se a sociedade pressionar para valer. Hoje, teoricamente, as eleições são livres, embora o resultado seja bastante previsível. Não se elegem os melhores, mas os que têm mais dinheiro para financiar campanhas sofisticadas e milionárias. Empresas investem nos candidatos sem qualquer idealismo. É negócio. Espera-se retorno do investimento. A máquina de fazer dinheiro para perpetuar o poder tem engrenagens bem conhecidas no mundo político: emendas parlamentares, convênios fajutos e licitações com cartas marcadas. Recente decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) reduzindo a indecorosa promiscuidade entre empresas e candidatos foi um passo importante. Mas a criatividade da bandidagem não tem limites. Impõe-se permanente vigilância das instituições. O Brasil depende – e muito – da qualidade da sua imprensa e da coerência ética de todos nós. Podemos virar o jogo. Acreditemos no Brasil e na democracia.”

 

Registro

 Ontem fez 12 anos que Heloísa Helena foi expulsa do PT. E lembrou, no Facebook: “De lá pra cá sofri perseguição implacável de quem ousou achar que poderia me domesticar e soterrar minha consciência! Tenho cicatrizes das batalhas tão desiguais? Muitas!!! Cicatrizes abençoadas que são tributos aos que seguem as suas jornadas”.
 

Lições

 Por proposta do seu presidente, desembargador Sebastião Costa Filho, o TRE/AL recebe hoje, 15 horas, crianças carentes para comemorar o Natal. Além de ganharem presentes, as crianças assistirão a uma peça teatral orientando-as contra a corrupção eleitoral. Em 2016, a peça estará em escolas públicas e particulares.
 

Chabu

 

O fracasso do ato “Fora Dilma”, no domingo, era algo bem previsível. Repetindo o que foi dito aqui, repetiram-se erros de mobilização e de divulgação. Não souberam traduzir em pessoas nas ruas o sentimento da maioria dos brasileiros, pelo impeachment. E há, em Alagoas, conflito de vaidades no comando do movimento.

 

Exemplo

 

Um homem de bem, profissional exemplar e grande companheiro de trabalho. Assim era Waldemir Rodrigues. Falo por ciência própria. Conheci-o em 1974, quando trabalhávamos na Rádio Gazeta, e convivemos ainda na Gazeta de Alagoas, na Tribuna, no Jornal de Alagoas, na TV Assembleia e na ACDA. (FGB)

 

Agenda

 

Um dos profissionais mais conceituados da nossa imprensa, responsável por dar feição a tantos trabalhos alheios, decidiu também ser escritor: o jornalista Esdras Gomes lança hoje “Pequeno Dicionário do Nordestês” e “Podes crer! O cumpade me contô”. Às 19 horas, no Hotel Ponta Verde. A cultura alagoana agradece.

Direito

O procurador Gabriel Ivo, coordenador do Centro de Estudos da Procuradoria Geral do Estado, lançou, no XII Congresso Nacional de Estudos Tributários, em São Paulo, uma obra em parceria com outros juristas: “Direito Tributário e os Novos Horizontes do Processo”. E participou de debate sobre “Construtivismo Lógico Semântico”.

Opinião

Jornalista Augusto Nunes: “Não vai sobrar luar para dilmas e cunhas no Brasil que vai brotar das cinzas do lulopetismo. Eles não passam de figurantes. Acabarão confinados em asteriscos nas páginas escritas por milhões de indignados. Esses sim são os reais protagonistas da história. E sabem que o fim da era da canalhice começa pela remoção do poste que Lula instalou no coração do poder.”

 

*A Academia Alagoana de Letras empossará hoje, 19 horas, Jorge Luiz Soares de Melo na cadeira 40, anteriormente ocupada pelo escritor e também médico José Medeiros. A saudação ao novo acadêmico será feita pelo consócio Cláudio Antonio Jucá Santos.

*Acontece hoje, 20 horas, no Hotel Radisson, a 3ª edição do Prêmio Gentileza Urbana Maceió, iniciativa do Instituto de Arquitetos do Brasil, com apoio da Prefeitura de Maceió. Objetivo: incentivar intervenções que visam melhoria na qualidade de vida.

*A Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas realiza hoje o seminário “Desafios para o uso das Tecnologias, Informação e Comunicação aplicadas à educação e saúde”. No auditório da Uncisal, no Trapiche, a partir das 8 horas.

*Hoje e amanhã, às 20 horas, o Coretfal retorna ao Teatro Deodoro com o espetáculo “Cantotempo”, iniciativa da Fundação Municipal de Ação Cultural e apoio do IFAL O evento celebra 40 anos do grupo e o bicentenário de Maceió.

*A Associação dos Artistas Visuais de Alagoas transferiu para 11 de janeiro, às 19 horas, no Complexo Cultural Teatro Deodoro, o “2º Salão de Arte Contemporânea de Alagoas”. As inscrições estão abertas até o dia 3 de janeiro.

 

“A situação de Dilma é tão crítica que o governo agora ‘molha a mão' dos próprios líderes aliados, liberando suas emendas parlamentares, para garantir a presença deles nas reuniões de articulação política.”

Cláudio Humberto Rosa e Silva

Jornalista