14 de dezembro de 2015

Por que estamos onde estamos?

A pergunta é geral. Não diz respeito a uma pessoa, conjunto de pessoas ou a uma população. Diz respeito aos humanos!

É o ruído do vizinho que faz festa e importuna toda a região do entorno. É o carro de venda de CD “genérico” que passa pela bela orla de Maceió e que põe o som no mais alto nível.

É o tabagista que está hospedado no hotel onde existem placas de não fumar nos corredores, porém ele passa pelo corredor dos quartos fumando até entrar na sua habitação.

É a jovem da área de saúde que ao entrar no estacionamento do Harmony Medical Center, mesmo tendo placas indicativas que tem que seguir o fluxo pela direita ela toma a direção da esquerda. A mesma pessoa ao chegar ao local onde tem outras pessoas aguardando o elevador não fala boa tarde!

São as várias pessoas que estão no citado elevador (maioria do sexo feminino) que não responde boa tarde quando entro e cumprimento a todos!

Para onde caminha a humanidade!

É o político que foi eleito para melhor desempenhar a sua função em qual cargo exerça e se achando não ouve as criticas e os rumores das ruas! E vai cada vez mais levando o país para um rumo incerto e não sabido.

Qual a razão de tudo?

A falta de respeito para com o ser humano que está ao lado. É a falta de respeito ao direito alheio. O direito de cada um vai até onde inicia o direito do outro!

A falta de educação. Os pais em casa educam. Os professores nas escolas e faculdade ensinam. Muitos não receberam nem uma nem outra. E os piores: receberam as duas, porém são prepotentes e só enxergam a ponta dos seus narizes!