Flávio Gomes

12 de dezembro de 2015

O impeachment é legal

Do jornalista Reinaldo Azevedo: “… O PT e esquerdas agregadas chamam o eventual impeachment de golpe. É claro que eles sabem ser uma mentira. Então por que o fazem? Resposta: estão querendo obter uma licença prévia para cometer novos crimes…  Pensemos nas implicações dessa consideração: quer dizer que, se Dilma for impedida, o governo a assumir é ilegal e ilegítimo? Por ilegal e ilegítimo, estará, então, sujeito à sabotagem daqueles que se colocarão como defensores da legalidade? A resposta é óbvia. Vocês já se deram conta de que, ao tachar de golpista uma alternativa que é constitucional e legal, o partido está avisando que está pronto para o tudo ou nada caso a presidente seja impichada? Vocês já se deram conta de que, ao tachar de golpista uma solução que é constitucional e legalmente regulamentada, o PT está a dizer que só aceita seguir as leis com as quais concorda? Vocês já se deram conta de que, obviamente, essa é a perspectiva verdadeiramente golpista? Que os petistas façam isso, vá lá. É coisa de irresponsáveis, mas ainda se pode ser tolerante. Que seja a própria presidente e alguns de seus ministros a fazê-lo, bem, meus caros, aí não dá. Trata-se de mais uma evidência que a inabilita a exercer o cargo que ocupa. Então ela tem de desocupá-lo para que outro possa exercê-lo. Um outro que respeite o Estado de Direito.”

 

Pendência

Do portal “Diário do Poder”: “O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), investigado há 9 meses pela Polícia Federal e o Ministério Público Federal no âmbito da Operação Lava Jato, será investigado por mais 60 dias, até 7 de fevereiro, segundo decisão do relator do caso no Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki.”

Defesa

O senador Fernando Collor festejou o cancelamento, pelo Senado, da sustação, por quatro meses, do seguro-defeso, que beneficia pescadores de 16 Estados: “É hora de criar um entendimento consensual que reconheça ao máximo a imutabilidade dos direitos alcançados e coloque o trabalhador brasileiro como prioridade”.

Rayol

Acontece hoje, a partir do meio-dia, a confraternização anual da “Confraria da Praça Rayol”, organizada pelo presidente do grupo, Marcos Antônio Duarte. O homenageado do dia será Murilo da Rocha Mendes, ex-deputado federal e ex-secretário da Educação, com o lançamento da sua biografia, elaborada por Mário Lima.

Oportunidade

Qualquer cidadão pode participar, hoje, da terceira audiência pública para revisão do Plano Diretor de Maceió, que acontece das 8 às 17 horas, no auditório do Senai, na Rua Pedro Américo, Poço. É uma rara ocasião para pessoas físicas e entidades apresentarem propostas para o ordenamento urbano da cidade.

Presença

A Associação Brasileira das Agências de Viagem faz eleição, hoje, para escolha de nova diretoria. Foi registrada apenas uma, liderada por Edmar Bull, da Copastur, de São Paulo, atual vice-administrativo. Afrânio Lages Filho, da Aeroturismo, é o único de Alagoas na nova diretoria, compondo o conselho fiscal.

A pulso

Uma força-tarefa, com previsão de presença de cinco mil pessoas, fará varredura hoje em todos os bairros de Arapiraca, em combate ao aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e febre Chikungunya. O juiz Alberto Almeida autorizou acesso às residências mesmo se houver oposição dos moradores.

Opinião

Glauco Fonseca, no site “Diário do Poder”: “Por Cunha ter encaminhado o pedido de impeachment da pior presidente que um país poderia ter, por Cunha ter tido o peito de enfrentar a canalha nacional, por Cunha ter tido mais ‘cojones’ do que mil Aécios, eu o saúdo e agradeço. Não o absolvo, não o perdoo. Apenas reconheço e agradeço.”

 

*De Paulo Câmara (PSB), governador de Pernambuco, mais um a defender a legalidade do processo de impedimento da presidente Dilma Rousseff: “Impeachment não é golpe. Pelo contrário, impeachment é um processo que existe na Constituição”,

*Mais uma alteração no tráfego de veículos na parte baixa de Maceió, por conta de obras de saneamento: a Rua Santo Ferraz, no Poço, entre a Praça da Maravilha e a Rua Zeferino Rodrigues, na Pajuçara, está interditada por pelo menos 30 dias.

*Amanhã, dia 13 de dezembro, se comemora o nascimento de Luiz Gonzaga “O Rei do Baião”. Por conta disso, o programa “Balançando o Ganzá” de hoje apresentará grandes sucessos da música nordestina. Às 14 horas, na Educativa FM, com Ivan Barsand.

*O cantor Marcos Assunção faz hoje o show “Azul”, à base de muita MPB, a partir das 21 horas, no restaurante “Paris VIII”, na Gruta de Lourdes. Com ele se apresentam também Jimmy e Antônio Lopes Rodrigues. Informações: 99979.5959.

*Às 20h30m de hoje o Teatro de Arena Sérgio Cardoso recebe o show “Florir”, com Renata Finotti e direção musical é de Dudu Athayde. O repertório prevê a apresentação de sucessos da Música Popular Brasileira num estilo diferenciado.

*O CRB está liberando praticamente de graça duas de suas promessas, crias da base: Maxwell, por R$ 200 mil, e Bruno Nascimento, por R$ 50 mil. São valores insignificantes no mercado. Para se ter ideia, R$ 50 mil era o salário de Zé Carlos.

 

“No governo Itamar não teve uma crise, um escândalo de corrupção. Ele lançou o Real, fez o Brasil mudar.”

Pedro Simon

Ex-senador e um dos ícones do PMDB, ao dizer que Michel Temer faria um governo de união nacional, como Itamar Franco