Edmilson Teixeira

2 de dezembro de 2015

São Luiz de Quitunde, retratando

Para retratar publicamente o atual quadro encontrado na Educação, foi que na segunda-feira o prefeito Jilson Lima (centro) esteve em Maceió, na sede do Ministério Público Federal. Na pauta: uma reunião com a procuradora Raquel Teixeira (MPF/AL), o procurador Jorge Bezerra (MPE/AL), dois representantes do Sinteal do município, além do procurador municipal Gustavo Callado e o secretário da Educação, Thiago. O descaso do prefeito afastado, Eraldo Pedro na administração pública, conforme relatou Jilson Lima, resultou na paralização das aulas, visto que a categoria enfrenta defasagem salarial, além de vencimentos atrasados.   

 São Luiz de Quitunde- alívio  

“Nesta quarta a Prefeitura vai liberar o pagamento de novembro, porém vamos fazer uma assembleia junto com a categoria, a fim de negociar o encerramento da greve dos professores; mesmo devendo o mês passado, já que o dinheiro que veio para a Educação em outubro, o Eraldo Pedro achou por bem pagar os fornecedores, o que não é cabível”, disse Jilson Lima, que também vem sendo atarefado para resolver outras broncas na administração pública, face ao descaso que herdou.  

São Luiz de Quitunde – “P” da vida!                                                 

Por falar em São Luiz de Quitunde a filha do ex-prefeito Cícero Cavalcante, a Flávia que agora está à frente do Procon e que foi deputada durante dois mandatos, ao que parece  anda “emburrada” com esse colunista. É que na quinta-feira à noite, durante a Feira Internacional do Livro (Centro de Convenções de Maceió) ela só faltou quebrar o pescoço em duas oportunidades que me viu. Certamente não gostou de umas “tacadinhas” que foram publicadas aqui, sobre seu fracasso e o descaso do pai como prefeito.

Cacimbinhas

O candidato que tenta sequenciar o poder da família na Prefeitura de Cacimbinhas é o vereador Hugo Wanderley. É sobrinho do atual mandatário, Roberto Wanderley e filho do ex-vice-governador, José Wanderley. Hugo que também comanda a UVEAL, desfruta de um amplo apoio do PMDB alagoano, que tem como eterno “proprietário” o senador Renan Calheiros. O embate de Hugo nas urnas será contra o ex-prefeito Dr. Jorge, que na eleição passada não chegou a se eleger por conta de penas 26 votos. Ele teve 3.062 votos, contra 3.087 de Roberto.

São Miguel dos Campos

Foi consolidada na sessão de segunda-feira, na Câmara de Vereadores, a implantação do Plano de Cargo e Carreira, que vai atender a todos os servidores do município. “A atitude do prefeito George Clemente foi tida como ousada” comentou um sindicalista, sobretudo pelas condições econômicas que atravessa o país, onde a crise, segundo ele, raramente tem permitido que fato desta natureza aconteça, principalmente num município alagoano.  

Pilar

Sobre a implantação de uma empresa para o tratamento de lixo no município do Pilar, o presidente do IMA Gustavo Lopes disse que apesar de ser um empreendimento privado, gerido pela Alagoas Ambiental, do ponto de vista financeiro, os municípios não têm como assumir um aterro sanitário próprio, devido ao alto custo que provoca com gestão e manutenção. “A CTR (Central de Tratamento de Resíduos) levou cinco anos para ficar pronta, e o IMA acompanhou todo o processo de construção e liberação de licenças, até a definitiva. Se os municípios não quiserem optar por esta solução, não tem problema, desde que construa seu aterro. O que não se pode tolerar mais é a exposição dos resíduos, trazendo tantos malefícios ao meio ambiente”, ressaltou.

 

Maceió / Olho d’Água

 

Em Alagoas apenas os municípios de Maceió e Olho D’água das Flores possuem aterros sanitários. Construído por meio de consórcio, o aterro de Olho D’Água ainda não entrou em funcionamento. Segundo o presidente da Associação dos Municípios de Alagoas (AMA), Marcelo Beltrão, é preciso que exista um entendimento entre as esferas municipal e federal para se discutir de onde virá o financiamento para a construção e gestão dos aterros. “O Governo Federal diz “Faça”, mas de onde virão os recursos? Hoje os municípios não tem como arcar com mais esta despesa”, disse.

 

Satuba

Prefeito Paulo Acioli que chegou ameaçar não ir para a reeleição, ganhou ânimo para se manter no emprego. Disse que vai a luta, apesar das dificuldades econômicas que enfrenta para administrar seu pequeno município, com o pequeno repasse do FPM. Mas   Acioli desmente qualquer hipótese de disputar o cargo numa chapa formada com a presença do comunista  Marcelo Malta como seu vice. “Eu não sei de onde peste saiu essa história, que até chegou a ser publicada no jornal Extra”, bufou.   

 

Traipu

 

Prefeita Conceição Tavares reforçou sua equipe do governo, convocando a experiente Suely Galvão, a fim de ocupar a pasta da Pesca e Aquicultura. A jovem atuou recentemente na Secretaria de Estado da Pesca. Foi a responsável pela elaboração de ousados projetos implantados hoje em alguns municípios alagoanos. Esta semana, esteve com sua prefeita, durante um encontro em Arapiraca, com Luciano Chagas, o novo comandante da Codevasf em Alagoas. “Reivindicamos projetos de melhorias para Traipu. Breve teremos novidades com fé em Deus”, comentou.

  

BPC nas escolas

Uma oportunidade para os municípios alagoanos: está aberta a adesão ao programa Benefício de Prestação Continuada (BPC) na Escola. O programa é uma ação interministerial que envolve os ministérios da Educação, da Saúde e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, além da Secretaria Especial dos Direitos Humanos, em parceria com os municípios; estados e com o Distrito Federal. Seu objetivo é o de realizar o acompanhamento e monitoramento do acesso e da permanência na escola das pessoas com deficiência, beneficiárias do BPC, até 18 anos.