Olívia Cerqueira

19 de novembro de 2015

Banda decana do rock alagoano, Som de Vinil desfila clássicos dos anos 1960, 1970 e 1980 no Fidel

A banda Som de Vinil – uma marca de rock rock’n’roll clássico da cidade – tocará sucessos antológicos de bandas como Pink Floyd, Led Zeppelin, Beatles e Black Sabbath no show que fará nesse sábado (21), no bar e restaurante Fidel Cozinha Boêmia. Além dessas bandas míticas do rock inglês, o grupo desfila um repertório nacional de rock e pop, de artistas como Raul Seixas e Cazuza e de bandas dos anos 1970 e 1980 (Secos & Molhados e Barão Vermelho entre elas).

“A ideia sempre foi tocar esse repertório da época do vinil”, explica o vocalista Phillipe Seixas, líder de outra banda rock’n’roll muito amada do público alagoana, que é a Cachorro Urubu, que abraça a trajetória do maior roqueiro deste país, Raul Seixas (1945-1989). “A Cachorro Urubu já tem 15 anos. A Som de Vinil, formada há 13 anos pela mesma galera, veio preencher essa vontade que a gente tinha de tocar músicas clássicas do rock”, diz Phillipe.

Além de Phillipe no vocal, atualmente a Som de Vinil é formada pelo guitarrista e violonista Vítor Lira, o guitarrista Ricardo Lopes (também tocando violão), o baixista Júnior Beatle e o baterista Walter Jr. “É um som bem cru”, diz o vocalista, afirmando que, em alguns “barzinhos” que eles tocam até fazem um “som mais light”, privilegiando os anos 1980 e bandas como o grupo californiano de country rock Creedence Clearwater Revival.

“Nesses locais, a gente faz um som mais calmo, digamos assim. Então, depende do ambiente e do público. Mas a gente gosta mesmo é de tocar os clássicos, Led, Black Sabbath, Deep Purple.”

Para o show de sábado no Fidel, espere, entre os inúmeros sucessos do rock’n’roll eterno de todas essas bandas que compõem o arsenal do Som de Vinil (o show dura “umas duas horas e meia”, mas o público pode pedir um bis e outro bis…), espere rocks eternos como “Wish You were Here”, do Pink Floyd, e “Black Dog” e “Rock’n’Roll”, do Led Zeppelin. “A gente gosta de tudo o que tocamos”, diz Phillipe Seixas, tentando se esquivar de apontar rocks insuspeitos que, ano a ano, o público não permite que saia do repertório da banda.

“O Raul tem de tocar, não tem jeito, especialmente porque está ligado a nossa outra banda, a Cachorro Urubu. Então qualquer uma de Raul Seixas está bom, a gente toca pouco. Os Beatles, também, são muitas músicas. Entre o público, cada um pede uma coisa. Barão Vermelho, Cazuza, a galera pede muito… Às vezes, tocamos mais Black Sabbath, às vezes mais Deep Purple.”

Bem, então você já sabe. Sábado é dia (noite) de rock’n’roll no Fidel. Não economize no fôlego e aproveite o máximo dessas feras do Som de Vinil. Ah, dos Secos & Molhados – conta Phillipe –, a banda sempre toca, a pedidos, “Fala” e “Sangue Latino”.

 

AO VIVO NO FIDEL – Quinta-feira (19, véspera de feriado), às 20h30, Raul Viana; sexta-feira (20, feriado ‘Dia da Consciência Negra’), às 22h, show “Viva Chico!”, com Luiz Pompe interpretando repertório de Chico Buarque – abertura às 20h com Itamar Orla; sábado (21), às 23h, Som de Vinil – abertura às 20h30 com Raul Viana.

FIDEL COZINHA BOÊMIA – Rua Sargento Jayme Pantaleão, 291, bairro do Prado, região central de Maceió. Tel. (82) 9 9686 3710. Aceita todos os cartões – aberto até o último cliente.

 

Assessoria de Imprensa

Urupema Comunicação e Jornalismo Ltda.

Jorge Barboza: tel. (82) 3023 1357/ 9 9135 2449/ 9 9906 4971