Flávio Gomes

12 de novembro de 2015

Golpe no Sistema S

De Luís Eulálio de Bueno Vidigal Filho, 76, Presidente Emérito da FIESP, no sit “Diário do Poder”: “Vi várias crises neste país, todas superadas com muito sacrifício dos setores produtivos e do povo. A atual, porém, apresenta contornos econômicos, políticos e jurídicos muito graves, permeados por equívocos e problemas como o aumento de impostos, clientelismo no Congresso Nacional e corrupção. Analistas internacionais consideram que o lado positivo é o fortalecimento de algumas instituições sérias e competentes. O Ministério Público, a Polícia e a Justiça Federal têm sido alvo de elogios e de manifestações de apoio pela persistente e apurada caça de malfeitores. Nesse rol de instituições idôneas incluo, sem hesitar, o Sistema S, sobre o qual posso falar, pois acompanho de perto a ação do Senai e do Sesi de São Paulo há pelo menos quatro décadas… Para surpresa e perplexidade geral, num conjunto de medidas para ajustar e reequilibrar as contas da União, parlamentares e o Governo Federal apresentaram a irracional proposta de confisco de mais de 30% da receita compulsória das instituições do Sistema S… Os prejuízos serão irreparáveis. O desenvolvimento nacional será comprometido de modo muito grave. Haverá forte redução dos serviços de assistência e formação técnica e escolar, com perda de profissionais qualificados e ociosidade da capacidade instalada. Os maiores ônus, entretanto, serão da sociedade, empresas, trabalhadores e do País…”

Tendência

Informação da revista “Época”: “Os advogados de Renan Calheiros estão esperançosos: têm forte convicção de que o desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, derrubará uma ação de improbidade contra o presidente do Senado. Ele é acusado de ter sido beneficiado pela Mendes Júnior.”

Semelhança

Renan Calheiros, presidente do Senado Federal, e Eduardo Cunha, presidente da Câmara, estão decididos a proibir que pessoas acampem em frente ao Congresso Nacional para realizar manifestações. Algo que lembra o general ditador João Figueiredo, que certa vez disse em alto e bom som: “Não gosto do cheiro de povo”.

Protesto

O senador Fernando Collor (PTB/AL) foi uma das poucas vozes a se insurgir contra a portaria do Ministério da Agricultura que suspende por quatro meses o benefício do seguro-defeso aos pescadores brasileiros: “Os pescadores necessitam que o benefício seja mantido. Eles não podem sofrer com a diminuição do rendimento mensal”.

Fapeal

A Fapeal organiza, hoje e amanhã, em Maceió, o último Fórum Nacional em 2015 do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa. A propósito, a instituição foi finalista do 6º Concurso de Ações Inovadoras, da Seplag, com o “Programa de Apoio à Pesquisa e Desenvolvimento das Políticas Públicas”.

No topo

O ranking 2015 do Carbon Disclosure Project, instituição que mede e incentiva, no mundo inteiro, empresas a divulgarem informações sobre impactos no meio ambiente, aponta a Braskem como melhor empresa brasileira em gestão de carbono – obteve 100 em transparência (em escala até 100) e A- em desempenho (de E a A+).

V Flimar

A programação de hoje da V Feira Literária de Marechal Deodoro será aberta, às 9 horas, no auditório do Espaço Cultural, com Jayme Lustosa de Altavilla e Edilma Bonfim falando sobre “O Poeta Jayme de Altavilla – 120 anos”. E se encerra, 15 horas, com o espetáculo “Caminho” – dança, poesia e canto gregoriano.

Gastança

Do jornalista Marcelo Loureiro: “A Petrobras gastou R$ 5,8 milhões na mudança dos diretores da sede para o prédio na Rua do Senado, Rio de Janeiro. É lá que os executivos ficarão provisoriamente até o espaço ocupado pelo grupo na Avenida Chile ser reformado. Foram reformados 4 mil m² na Rua do Senado.”

 

*O Movimento Brasil, que tem saído às ruas cobrando a saída da presidente Dilma Rousseff e protestando contra a corrupção, faz hoje o ato “Para Maceió- Impeachment já”. A concentração é às 14 horas, na Praça dos Martírios, no Centro.

* Hoje, às 9 horas, o prefeito Rui Palmeira entrega em Ipioca a Praça Nossa Senhora do Ó, o Mirante Floriano Peixoto e o canteiro central totalmente revitalizados. Orçada em mais de R$ 280 mil, a obra integra a programação dos 200 anos de Maeió

*A 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça realiza hoje, 19 horas, sessão de julgamentos em Arapiraca, na Uneal. Antes, 18 horas, o Procurador de Justiça Walber José Valente de Lima dá palestra sobre “O papel do Ministério Público no 2º Grau de Jurisdição”.

*O congresso Management Business Arapiraca (MBA) acontece hoje no Levino’s Hall, em Arapiraca. Serão debatidos os temas “Como Vender em Tempos de Crise”, com Cláudio Luvizzoti, e “Motivação: a Melhor Arma Contra a Crise”, com Alfredo Rocha.

*O Teatro Deodoro completa 105 anos domingo, 15. Por conta disso, será apresentado o espetáculo “Fritzmac”, com a Associação Joana Gajuru, às 17 horas de hoje, na Praça Deodoro. O espetáculo tem direção de Lindolfo Amaral. Aberto ao público.

*Às 19 horas de hoje, no Teatro de Arena Sérgio Cardoso, o projeto “Quinta no Arena” tem como atração “Poesia [A] literal” da confraria com o mesmo nome. Participam poetas e músicos que integram a nova geração de artistas alagoanos.

*O 2º Encontro Brasileiro de Claronistas da Região Nordeste será realizado, de hoje a domingo, em Maceió, no Espaço Cultural Universitário, na Praça Sinimbu, e no Teatro Jofre Soares, no Sesc Centro. Tema: “O clarone no Brasil: história e perspectivas”.

 

“A oposição precisa se alinhar às ruas, para não se misturar”

Mendonça Filho

Deputado federal do DEM/PE e líder do partido na Câmara, ao dizer que a insatisfação com a política é geral, mas o PT paga a maior conta