Flávio Gomes

27 de outubro de 2015

Letargia e revolta

De Acílio Lara Resende, no site “Diário do Poder”: “… O que desejam nossos políticos, especialmente os de oposição, que não conseguem apresentar ao país uma saída consistente para a crise? O que quer o ex-presidente Lula, que chegou aonde não merecia chegar? O que pretende, enfim, a sua errática e confusa pupila? Depois que o Tribunal de Contas da União (TCU) rejeitou as contas (de 2014) da presidente Dilma Rousseff, que desrespeitou a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), seu padrinho, em discurso para pequenos agricultores em São Bernardo do Campo, a justificou dizendo: ‘Estou vendo a Dilma ser atacada por conta de umas pedaladas. E quais eram as coisas que a Dilma tinha que pagar? Ela fez as pedaladas para pagar o Bolsa Família e o Minha Casa, Minha Vida’… É inconcebível o que disse Lula. Pergunto ao ministro Patrus Ananias, advogado e professor de direito, que estava ao lado de Lula quando ele falou em São Bernardo: um ex-presidente da República pode pregar, abertamente, o desrespeito à lei? É esse o exemplo que Lula tem na algibeira para transmitir aos pequenos agricultores? Por onde anda a Ordem dos Advogados do Brasil, que não o interpela? Por que, então, o espanto quando se noticia que o ex-presidente Lula se reuniu com deputados do PT para pedir que deem uma trégua a Eduardo Cunha? São ou não, leitor, farinha do mesmo saco? A presidente Dilma – não há como negar – tem sido um desastre na condução do governo, mas o mal que Lula faz hoje ao país é insuportável. Pena é que não haja impeachment para ex-presidente!”

Suspense

Em entrevista ao programa “Conjuntura”, da TV Mar, canal 25 da NET, o secretário estadual da Fazenda, George Santoro, disse que o Estado não dispõe ainda de recursos para pagar o 13º salário dos servidores. Mas acredita pagar em dezembro. Disse, ainda, que o governo pensa em futuramente pagar o 13º no mês de aniversário do servidor.

Ponto final

O governador Renan Filho decidiu manter amanhã a folga dos servidores estaduais, por conta do Dia do Funcionário Público. Assim, as repartições estaduais não irão funcionar. A Prefeitura de Maceió, o Poder Judiciário estadual e os três poderes, em nível nacional, passaram o feriado para 6ª feira, 30, criando um “feriadão” com o Dia de Finados.

Bem cotado

A aprovação da administração de Rui Palmeira, apurada em 64% pelo instituto Paraná Pesquisas, aumentou o cacife do prefeito para a provável candidatura à reeleição no próximo ano. E, como seria natural, aumenta a quantidade de interessados em aderir ao seu projeto político. Rui de agora em diante tem a agradável opção de escolher aliados.

Registro

O senador Benedito de Lira (PP-AL) enalteceu, no Senado, a 65ª Expoagro, que prossegue até 2 de novembro, no Parque da Pecuária. Elogiou o presidente da Associação dos Criadores de Alagoas, Domício Silva, e os irmãos Celso, Ricardo e Aloísio Barros Correia e defendeu “políticas públicas que incentivem a pecuária no Brasil”.

 

Ganharam dimensão nacional as notícias sobre a execução de dois policiais militares alagoanos, 6ª feira passada, e as mortes, em confronto com a polícia, de quatro homens que teriam participado do assassinato dos militares. De um lado, defensores da ideia de que “bandido bom é bandido morto”; do outro, defensores dos direitos humanos.

Reconhecimento

Por conta das comemorações dos 200 anos de Maceió, em dezembro deste ano, a prefeitura irá fazer uma série de homenagens a personalidades alagoanas. Duas delas: estátuas do escritor Graciliano Ramos e do dicionarista Aurélio Buarque de Holanda. Outros nomes, em outras áreas além da Cultura, receberão outros tipos de homenagem.

Questionamento

Da jornalista Marli Gonçalves: “Precisamos saber, perguntar, pesquisar, investigar o que a presidente Dilma anda tomando, comendo, fumando, aspirando no ar enquanto pedala, passando no cabelo como shampoo, até para que possamos fazer o mesmo e nos acalmar de forma divertida diante dessa loucura que assola o Brasil”.

 

* No livro “Diários da Presidência”, sobre sua passagem pela Presidência da República, Fernando Henrique Cardoso diz que foi pressionado por parlamentares para nomear ladrões em troca de apoio em votações no Congresso Nacional. Aceitou. E igualou-se a eles.

*O Núcleo de Estudos em Direito Internacional e Meio Ambiente, da Faculdade de Direito da Ufal, promove, de hoje a 6ª feira 30, no Museu da Imagem e do Som, a 2ª Mostra de Cinema Faces da Militância. Serão exibidos e debatidos curtas metragens.

*A campanha “Outubro Rosa”, promovida pela secretaria estadual da Saúde, se destina hoje a estudantes e profissionais da Seune. Às 18 horas, Rosimeire Rodrigues falará sobre “Mulher e o câncer de mama: uma visão interdisciplinar”.

*Hoje, no auditório da Casa da Cultura, a Prefeitura de Arapiraca promove o debate “Identidades de Gênero e Contemporaneidade: Da Análise Conceitual ao Ativismo Político”, com especialistas e estudiosos no assunto. Aberto ao público.

*O jornalista José Aldo Ivo foi um dos 20 homenageados pelo governo do Estado pelos 45 anos do Estádio Rei Pelé. Ele era presidente da ACDA e membro do conselho da antiga FAPE quando da inauguração, em 25 de outubro de 1970.

*O Sete de Setembro, do Tabuleiro do Martins, ficou 16 anos sem disputar a 1ª Divisão do Campeonato Alagoano, mas garantiu o retorno em 2016, ao vencer o São Domingos, por 3×0, e ganhar o título da 2ª Divisão. A outra vaga é do Penedense.

* O CRB fez outra grande exibição, sábado, contra o Vitória/BA, mas não saiu do 0x0. Um dos resultados mais injustos neste ano no Trapichão. Com isso, aumentou a diferença para o G4 e diminuiu para a zona de rebaixamento – agora são 14 pontos.

 

“Quando digo não, não há outra opção. É não e acabou!”

Dilma Rousseff

Presidente da República