Blog do Dresch

18 de outubro de 2015

Cunha quer atrasar votação da CPMF

                   Mesmo sendo um dos pontos mais nevrálgicos do ajuste fiscal do governo, a recriação da Contribuição Provisória Sobre Movimentação Financeira (CPMF) só deve acontecer em meados do próximo ano. O anúncio foi feito pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) que esta atrasando sua tramitação como barganha diante da sua difícil situação no Legislativo. “O projeto nem começou a tramitar na Comissão de Constituição e Justiça, o que significa que vai andar devagar no Congresso Nacional” disse Cunha, que esta se agarrando a todas as possibilidades para não ser cassado por ter recebido propinas e ter diversas contas bancárias na Suíça.

Cunha quer atrasar CPMF 2

                   “A proposta de recriação da CPMF nem começou a tramitar de verdade, ainda. Nem sei se foi designado relator na Comissão. Ela não sairá em breve, não tem a menor chance. Eu falei Junho de 2016, mas acho pouco provável que vá à votação até lá na Câmara, o que dirá no Senado” alfinetou Cunha, mostrando que não tem interesse nenhum em acelerar a votação do projeto. Enquanto isso, o Ministro da Fazenda, Joaquim Levy conversa com parlamentares tentando mostrar a importância da recriação do tributo, como base do ajuste fiscal do governo, recuperar o crescimento da economia.

Combate ao peixe predador

                   A localização do chamado peixe-leão (lionfish) na costa do Rio de Janeiro, acendeu o alerta sobre a possibilidade da espécie invadir os recifes brasileiros. O peixe é nativo dos Oceanos Pacífico e Índico, mas faz um estrago no habitat em que se desenvolve. Em função disso o curso de Engenharia da Pesca da Universidade Federal de Alagoas, da unidade de Penedo, esta acelerando as pesquisas e tomando algumas iniciativas para prevenir os possíveis malefícios que o peixe pode causar á demais espécies dos recifes da costa alagoana. Além da Ufal, também participam dos trabalhos a Universidade Federal de Pernambuco, a Ocean Foundation e a Wait Foundation, e ainda o apoio da Área de Proteção Ambiental da Costa dos Corais e do ICMBIO. O professor da Ufal, Claudio Sampaio explica que o peixe-leão praticamente não tem predadores no Atlântico, possui maturidade sexual precoce, desovando várias vezes ao ano. Tem um formato exótico, é comum em aquários, mas ao surgir na costa da Flórida (USA) passou a predar várias espécies de peixes, crustáceos e moluscos, causando prejuízos econômicos e ecológicos. Devido a rusticidade, a espécie pode habitar desde rasos manguezais, com águas turvas e de baixa salinidade, a recifes de corais profundos. É peçonhento, com vários espinhos que soltam um veneno doloroso nos pescadores e mergulhadores. Além de causar acidentes, o peixe-leão reduz a atividade pesqueira e gera prejuízos incalculáveis ao ecossistema marinho.

 

Interdição do Trapichão

                   Passados oito meses da interdição de um setor das cadeiras especiais do Estádio Rei Pelé, somente agora se inicia a discussão para solucionar o problema. O local, abaixo das cabines de rádio, foi interditado por apresentar uma fissura que coloca em risco a estrutura das cadeiras. A Secretaria de Infraestrutura anunciou agora, que irá solicitar da Procuradoria Geral do Estado, a dispensa de licitação para proceder a reforma, na tentativa de dar mais agilidade ao conserto. Conseguindo isso, o primeiro passo será colocar algumas estacas para escorar o local para preserva a área interditada, evitando qualquer desabamento no futuro.

Interdição do Trapichão 2

                   Mesmo que o problema não ofereça riscos aos torcedores (o CRB disputa seus jogos da Série B do Campeonato Brasileiro no estádio, mas sofre prejuízos em partidas importantes por não poder utilizar o local na venda de ingressos), o local precisa ser recuperado, para não aumentar a dimensão da interdição. A descoberta da fissura na estrutura das cadeiras especiais assustou torcedores que foram ao estádio acompanhar o jogo CSA X CEO no dia 8 de Fevereiro deste ano. Foi relatado um “grande estrondo” que causou uma grande correria no local, mas ninguém ficou ferido.

Luz, Ciência e Vida

                   A partir desta semana (19 a 25 de Outubro) será realizada a 12ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, coordenada pelo Ministério da Ciência e da Tecnologia, e que acontecerá em todo o país. O objetivo é aproximar a população de temas científicos por meios inovadores que estimulem a curiosidade e motivem a discussão das implicações sociais da ciência. Outro aspecto importante é o estímulo ao debate e reflexões aos fenômenos da natureza, apresentados de forma acessível a todos, independente da idade ou da escolaridade. O resultado esperado é que o conhecimento científico adquirido seja multiplicado e disseminado.

Luz Ciência e Vida 2

                   Entre as atividades programas estão o Efeito Fotoelétrico, quando a dualidade da luz interage com elementos fotossensíveis; a dispersão da luz, mostrando a decomposição da luz ao passar por um sistema óptico; a pirâmide, um software que projeta um conjunto de imagens dinâmicas, ligadas as áreas de astronomia e geofísica, sobre quatro faces de uma pirâmide. Outro experimento a ser discutido são as estrelas de plasma, utilizado para explicar os estudos da matéria, uma vez que o plasma não é estudado nos cursos secundários. A ocorrência do plasma no Universo e na Terra, e o plasma produzido artificialmente como em lâmpadas fluorescentes, TV da plasma e reatores de fusão.

 

 

  • Em reunião com o governador Renan Filho, em Brasília, integrantes da bancada federal em Alagoas, se comprometeram a auxiliar o Estado no direcionamento das emendas conjuntas.
  • Foram discutidas as principais demandas do Estado e algumas obras consideradas prioritárias que seriam beneficiadas pelos parlamentares.
  • O governador de Alagoas afirmou que candidatará o Estado a receber também emendas individuais e apresentará propostas que abrangem todas as áreas, com foco em três eixos prioritários: Segurança Pública, Saúde e Mobilidade Urbana;
  • Discutiu-se a possibilidade de serem beneficiadas obras como a construção do viaduto da Polícia Rodoviária Federal no bairro do Tabuleiro, e da duplicação da Rodovia AL 101 Norte, até Garça Torta.
  • Na questão da mobilidade também esta incluída a conclusão da rodovia estadual que liga os municípios da barra de São Miguel a São Miguel dos Campos.
  • Na questão da saúde, estão a construção de novos hospitais regionais, o Hospital Metropolitano de Maceió e uma maternidade de alto risco, também na capital.