Blog do Dresch

16 de outubro de 2015

França vai reeditar “Mein Kampf”

                   Uma editora francesa, a Fayard, anunciou na última quarta feira que vai publicar em 2016, uma edição critica do livro de Adolf Hitler, “Mein Kampf” (Minha Luta), considerada a “Bíblia do Nazismo”. A edição virá acompanhada de comentários para colocar em perspectiva a apologia à violência e ao racismo. A editora Fayard se propõe a realizar a publicação de “Mein Kampf” (que passará a ser de domínio público no ano que vem), em uma tradução de Olivier Mannoni, que, segundo o editor, passará a ser uma referência. A editora começou a organizar a publicação em 2011, ao saber que a obra passaria a ser de domínio público em 2016.

Uma nova “Mein Kampf” 2

                   O texto esta acessível na internet em diversos idiomas, incluindo o espanhol e o francês, na sua versão original, sem qualquer tipo de comentário. “A publicação deste livro é central para a história do século XX e estará acompanhada de um aparato critico estabelecido por um comitê científico de historiadores franceses e estrangeiros” esclareceu a nota da editora. Apesar das reservas do Land da Baviera, proprietário dos direitos até 31 de Dezembro de 2015, em 1º de Janeiro será colocado à venda uma nova edição alemã do livro de Hitler, que foi publicado pela primeira vez em 1925.

 

Calote no ensino privado

                   Aumentou 22,6% a inadimplência dos alunos do ensino fundamental, médio e superior, nas instituições particulares, no primeiro semestre de 2015 no comparativo com o mesmo período do ano passado. Essa foi a maior alta detectada desde 2012, quando a taxa alcançou 19,1%. No primeiro semestre de 2014, na comparação com 2013 havia apresentado uma queda de 1,3%. Os dados foram divulgados pela Serasa Experian. Se for considerado apenas as contas em atraso dos alunos com escolas privadas de ensino fundamental e médio, o aumento de 2015 chegou a ser ainda maior: 25,9%. No primeiro semestre de 2014, comparado a 2013, a inadimplência dessas escolas teve uma redução de 10,7%. Nas instituições de ensino superior, o crescimento da inadimplência dos estudantes foi de 22,4% no primeiro semestre do ano. No primeiro semestre de 2014 em comparação com 2013 houve uma queda de 0,9%. Em nota, a Serasa justificou o aumento da inadimplência nas instituições particulares de ensino ao cenário econômico, às taxas de inflação, de juros e de desemprego bem maiores que no ano anterior. Essa inadimplência acabou impactando nas contas das escolas, que igualmente passaram a atrasar o pagamento a fornecedores. A inadimplência das instituições aumentou 26,7% no período, em comparação com o primeiro semestre de 2014.

 

Nova fábrica de móveis

                   Inaugurada esta semana, em uma área de 2.500 m2 no Polo de Madeira e Móveis Nascimento Leão, em Arapiraca, a empresa Sandes Estofados, que vai gerar 26 empregos diretos. Gerenciado pelo Arranjo Produtivo Local (APL) Móveis do Agreste, o Polo de Arapiraca tem uma área de 96 mil m2, divididos em 48 lotes. Outra empresa, a Charme Móveis esta em fase final de implantação no Polo, e outros três empreendimentos já encaminharam a documentação necessária à Prefeitura de Arapiraca, para também se instalarem no local.

Horário de verão

                   Começa no próximo Domingo, dia 18, o horário de verão que vai atingir dez estados das regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e o Distrito Federal. Nestes locais os relógios deverão ser adiantados em uma hora, e assim permanecerão por quatro meses, retornando à normalidade em 21 de Fevereiro de 2016. O objetivo do horário de verão é aproveitar melhor a luminosidade natural, reduzindo o consumo de energia no final da tarde, quando se registra a maior demanda por eletricidade. O horário de verão foi adotado pela primeira vez no país entre 1931 e 1932.

Cantareira em recuperação

                   De acordo com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) o Sistema Cantareira pode recuperar o volume morto ainda este ano. A projeção é que a chuva atinja a sua média histórica nos próximos meses e que o principal manancial paulista volte a operar acima do nível zero a partir de meados do Natal. Neste cenário, ainda segundo o Cemaden, o Sistema chegaria ao final da estação chuvosa em 31 de Março de 2016, com 42,2% da sua capacidade normal, excluindo as reservas profundas. Uma situação bem mais confortável que a registrada em Março deste ano -10,3% e 13,4% em março de 2014.

Cantareira em recuperação 2

                   O orgão do governo federal faz o monitoramento desde Maio de 2014 e considera que, com o racionamento de água que esta em prática na Grande São Paulo e na região de Campinas, o Cantareira pode se recuperar ainda antes. Segundo as simulações feitas com base em dados diários de precipitação e evapotranspiração potencial da água do manancial, o volume morto pode ser recuperado em 63 dias caso chova 25% acima da média, ou em 53 dias caso a chuva superar o esperado em 50%. Neste último caso o sistema chegaria a Março com 100% da sua capacidade, projeta o Cemaden.

 

 

  • Foi bastante criativa e singela a forma encontrada pela TV Gazeta em comemorar os 40 anos de criação em Alagoas. Foram feitas entrevistas com repórteres e apresentadores que durante essas quatro décadas mostraram sua capacidade dos telejornais da emissora da Organização Arnom de Melo.
  • Mas, como não poderia deixar de ser, alguns nomes ficaram de fora. Possivelmente, porque saíram brigados com a empresa, ou por estarem atuando em empresas concorrentes, ou talvez até (acho difícil) por esquecimento.
  • Alguns desses profissionais ficaram chateados com essa ausência. E reclamaram nas redes sociais.
  • Como por exemplo, Ailton Vilanova, Floracy Cavalcante, Jalon Cabral, Ielson Ávila, Luilton Roosvelt, Roberto Carvalho, Francisco Elias, Miguel Torres e Gilka Mafra.
  • Creio que ainda faltaram outros queridos profissionais, que a lembrança não traz no momento, mas que merecem, como todos os demais, serem lembrados com a nossa admiração e respeito.