6 de outubro de 2015

Os dez mandamentos do ciclista.

Estive recentemente em Curitiba para o Congresso Brasileiro de Dor. Como sou um adepto do ciclismo me chamou atenção a publicação do Jornal Gazeta do Povo na página 14 do dia três de outubro de 2015 de autoria da jornalista Marcela Campos. Assim transcrevo abaixo as orientações com aspas.

Estas orientações escritas pela jornalista citada acima tiveram a orientação de Jorge Brand (assessor da coordenação de mobilidade urbana da Secretaria de trânsito de Curitiba) e Luís Patrício da Associação de ciclistas alto Iguaçu.

“1) Respeitarás o pedestre como desejas ser respeitado pelo motorista;

2) Não invadirás a faixa de pedestre;

3) Não andarás sobre a calçada;

4) Não ultrapassarás o sinal vermelho;

5) Não andarás na contramão;

6) Não andarás na canaleta (faixa azul);

7) Não usarás a ciclovia para treinar corrida;

8) No passeio compartilhado, não andarás em alta velocidade;

9) Usarás material de segurança;

10) Não andarás pela faixa da esquerda.”

Aqui na nossa cidade o respeito ao pedestre na ciclovia da praia não é feito, pois o ciclista nos cruzamentos (intersecção entre calçada e ciclovia) acha sempre que a preferencia é dele quando a preferencia sempre será do pedestre. Como sou ciclista e também pedestre sei bem o que isso representa.

Outro detalhe: como as bikes estão ficando cada vez mais sofisticadas. Leves e velozes, os ciclistas que usam a mesma ciclovia da praia estão cada vez mais trafegando em alta velocidade o que poderá causar acidentes fatais.

O uso da contramão e/ou da faixa da esquerda, penso  que seja por puro desconhecimento das regras de transito ou por ignorância pensando que vendo o carro de frente melhor se defenderá. Exatamente é o contrário. Os acidentes com colisão frontal são mais fatais que as colisões por trás.