Blog do Dresch

26 de setembro de 2015

Aldo Rebelo critica gestão de um só partido

                   Em entrevista concedida à Folha de São Paulo, o Ministro da Ciência e da Tecnologia, o alagoano Aldo Rebelo afirmou que uma das razões da atual crise “é que o Governo não deu a devida importância ao processo político. Considero que o Brasil deve ser governado tendo como base uma politica que seja fruto da concentração das forças políticas. O país é muito grande e complexo para ser governado por um só partido” afirmou o representante do PCdoB no Governo. Aldo, contudo, disse que agora a Presidente Dilma tem conversado e dialogado mais com seus aliados. “E por isso acho que só ela tem condições de reunir o país numa transição neste momento difícil e de governar até o final do seu mandato, em Dezembro de 2018”, assinalou Aldo Rebelo.

Rebelo alfineta Governo 2

                   O Ministro da Ciência e da Tecnologia afirmou ainda que não crê em um processo de impedimento da Presidente. “Na minha opinião, qualquer tentativa de interromper este processo é uma aventura que a sociedade brasileira não vai permitir porque é prejudicial ao interesse público e ao país”. Ainda segundo Aldo Rebelo, “o governo precisa consolidar o ajuste fiscal e reconquistar a maioria parlamentar. A base esta muito destruída, mas pode ser reconstruída. E será fundamental aprovar a CPMF. Creio que conseguirá, pois tem o apoio de governadores e prefeitos”.

Análise dos vetos

                   Por determinação do Presidente do Senado, Renan Calheiros, foi marcada para as 11h30 da próxima quarta feira (30), a sessão do Congresso Nacional que vai concluir a análise dos vetos da Presidente Dilma Rousseff, às propostas aprovadas por deputados e senadores, para diversas situações, inclusive o projeto que reajusta entre 53% a 78% os salários dos servidores do Judiciário. “Eu acho que essa convocação demonstra uma preocupação do Congresso Nacional com a economia, com o Brasil, com o interesse nacional. É muito importante que o Congresso, mais uma vez, colabore com a solução desse problema” afirmou Renan ao lembrar que os parlamentares estão conscientes da situação do país. “Na verdade o que existe é uma consciência de que nós temos que tirar esses assuntos da Ordem do Dia. Mais uma vez colaboramos com saídas, com caminhos para o Brasil. O País esta cobrando isso do Congresso Nacional” reafirmou. A derrubada de qualquer veto da Presidente requer o apoio de pelo menos 41 senadores e 257 deputados. Sobre o veto ao reajuste dos servidores do Judiciário, o argumento é o impacto financeiro de R$ 25,7 bilhões que ele causaria aos cofres públicos. Na última terça feira a sessão do Congresso destinada a analisar 32 vetos, foi encerrada de madrugada, após serem mantidos 26 vetos, entre eles o fim do Fator Previdenciário e o que acaba com a isenção do PIS/Cofins para o óleo diesel.

 

Ajuste tem resultados

                   O Ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse na noite da última quinta feira, em um evento em São Paulo que a estratégia de crescimento do governo federal é muito clara e que as medidas tomadas para atingir o reequilíbrio cíclico já estão produzindo resultados, mesmo que não sejam muito visíveis. “A recuperação da economia já esta contratada, na medida em que foram tomadas iniciativas, trazendo o compromisso para a área fiscal e se reafirmando na questão da inflação, o que há traz equilíbrio nas contas externas” afirmou o Ministro.

Ajuste tem resultados 2

                   O Ministro Levy acrescentou ainda que o setor empresarial esta revendo seu processo e seus produtos, para gastar os recursos com mais eficiência, e no governo isso não é diferente. Ele citou os gastos com a previdência social, uma das maiores despesas do governo federal e que precisa reduzir os custos em relação ao auxílio doença, uma vez que o Brasil gasta muito mais que os outros países com o auxílio-doença. “Por outro lado, as mudanças legislativas podem ajudar a gestão. A economia se dá na parte da gestão, mas também através das mudanças de leis que permitam que os resultados dessa gestão possam ser traduzidos em redução de gastos” afirmou.

Sobrepeso e Alzheimer

                   Ter sobrepeso antes dos 50 anos esta ligado à aparição antecipada do Alzheimer em adultos cognitivamente sãos a essa idade, segundo um estudo publicado na revista Molecular Psyquiatry. Segundo os cientistas do Instituto Nacional do Envelhecimento (NIH) americano, cada unidade acrescentada ao Índice de Massa Corporal (IMC) na média idade significa que a doença pode aparecer seis ou sete meses antes. Estudos prévios já tinham apontado que algumas mudanças no estilo de vida, como uma dieta e o exercício regular podem atrasar a manifestação do Alzheimer.

Sobrepeso e Alzheimer 2

                   Os pesquisadores se basearam em dados de 1.304 pacientes cognitivamente normais que se submeteram a testes neuropsicológicos a cada dois anos durante uma média de 14 anos. Dentro deste grupo, 142 pessoas desenvolveram a doença, e entre eles, os de maior massa corporal aos 50 anos sofram os primeiros sintomas do Alzheimer antes do resto. A partir de 191 autópsias, os cientistas também comprovaram que a obesidade na média idade esta associada com danos neurológicos no cérebro relacionados com o Alzheimer. Os autores do estudo assinalaram ainda que os resultados estatísticos desta pesquisa não aprofundam nos mecanismos que fazem com que o sobrepeso e a obesidade influam na aparição da doença.

 

 

  • A Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) já pode cobrar por serviços diversos na área do trânsito da capital. As taxas e as cobranças foram regulamentadas e sancionadas pelo prefeito Rui Palmeira.
  • Para ter acesso á cópias de gravações de imagens de acidentes ou outros delitos (roubos, assaltos etc.) a taxa a ser cobrada é de R$ 18. Para fazer uma vistoria veicular externa o valor cobrado é de R$ 88,90.
  • Para contar com os serviços dos agentes da SMTT na realização de eventos diversos, inclusive os esportivos, os organizadores terão de pagar uma taxa de R$ 45,68 por cada ponto de interdição.
  • Para ter acesso a uma declaração de acidente com informações básicas, como horário, local e veículos envolvidos, o custo é de R$ 36.
  • Pelo uso do guincho para a remoção ou apreensão de veículo, o preço agora é de R$ 80.
  • Também serão cobrados valores para registro de veículo para transporte turístico ou escolar (R$ 204,47); emissão de carteira de permissionário (R$ 8); permanência de veículo no pátio da SMTT (R$ 24 por dia).