Blog do Dresch

23 de setembro de 2015

Índios concluem curso superior na Uneal

Uma conquista indígena

                   A Universidade Estadual de Alagoas, Uneal, promove na próxima sexta feira (25) a Colação de Grau de 80 índios, que concluíram a graduação nos cursos superiores de Pedagogia, Letras, História e Ciências Biológicas. Para o Reitor da Uneal, Jairo Campos, a conclusão da graduação é um marco na vida dos indígenas e nas suas tribos, principalmente porque a conclusão de um curso superior no Brasil é uma conquista digna de comemoração. Estes 80 novos formandos representam diversas tribos de 12 etnias indígenas, e desde 2010 se dedicaram aos cursos dentro do Programa de Apoio à Formação Superior e Licenciaturas Indígenas (Prolind) resultante de uma parceria da Uneal, Ministério da Educação e da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão.

Uma conquista indígena 2

                   A entrega do certificado nesta sexta feira é a conclusão de um trabalho árduo e de um caminho percorrido, ressalta o professor Jairo Campos. “Lutamos muito para implantar e manter o programa que permitiu o desenvolvimento do projeto, e agora vamos trabalhar para continuar ofertando outros cursos de graduação para a comunidade indígena” disse o Reitor da Uneal. Segundo ele, todos os formandos serão transportados para Palmeira dos Índios para receberem o diploma. Graças ao Programa, os índios receberam transporte, alimentação e material didático pagos pelo convênio. A formatura esta marcada para o Ginásio de Esportes do Centro Educacional Cristo Redentor.

Internet pelo celular

                   O uso da internet através do aparelho celular tem crescido entre estudantes e professores de todo o país. O acesso deixou de ser apenas por entretenimento para transformar-se em uma necessidade de estudo, pesquisa e outras buscas. Entre alunos das escolas públicas, o percentual chega a 79%, e nas escolas particulares a 84%. Os dados fazem parte de uma pesquisa sobre Tecnologia da Informação e da Comunicação (TIC) divulgada pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br). Entre os professores o percentual aumentou de 36% em 2013 para 64%. No levantamento anterior, os números eram de 59% na escola pública e 73% nas instituições privadas. A pesquisa constata que a escola não é o principal ambiente do uso da internet por estudantes. O domicílio continua sendo o principal local de acesso à internet, com 77% e 93% respectivamente. Apenas 41% dos alunos de instituições públicas conectaram-se pela rede da escola. Para os pesquisadores, a falta de formação e de infraestrutura ainda são obstáculos para os professores utilizarem recursos educacionais digitais com propósito pedagógico. A proporção de escolas conectadas à internet manteve-se em 93%, sendo que nas escolas privadas passa para 97%. A pesquisa, que é feita desde 2010, foi realizada em 939 escolas urbanas, entre Setembro de 2014 e Março de 2015, ouvindo 930 diretores, 881 coordenadores pedagógicos, 1.770 professores e 9.532 alunos.

 

Sempre na contramão

                   A Mesa diretora da Câmara dos Deputados esta prestes a ampliar a sangria aos cofres públicos neste momento de dificuldade extrema. O caso envolve a exigência de que os técnicos legislativos lotados naquela Casa devem ter curso superior, e não apenas nível médio. A modificação acarretaria gastos anuais de R$ 247 milhões, sendo R$ 134 milhões somente com servidores da ativa. Uma medida semelhante foi vetada pela Presidência da República em 2009, sob a alegação de que a medida transforma cargos de nível médio em uma ascensão funcional. O pleito dos técnicos foi reaberto pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e iria beneficiar 1.391 técnicos ativos (e 1.449 aposentados) que ganham R$ 13.578 e passariam para R$ 20.185.

Setembro Verde

                   A Central de Transplantes de Alagoas tem intensificado seu trabalho de conscientização junto a familiares e amigos de pessoas acidentadas, sobre a importância da doação de orgãos. Setembro é o mês escolhido para este trabalho, principalmente junto ao Hospital Geral do Estado, referência na captação de doadores. De acordo com a Central, nos primeiros oito meses deste ano, foram realizados 67 transplantes, sendo 55 de córneas, 19 de rins e dois de coração. Em todo o ano passado foram realizados 119 transplantes sendo 90 de córneas, 26 de rins de três de coração.

Setembro Verde 2

                   Um dos grandes problemas enfrentados pela Central de Transplantes para conseguir ampliar o numero de doadores é a falta de informações. Mais de 50% das famílias não aceitam fazer a doação sob a alegação de que desejam enterrar seus parentes com o corpo íntegro. O Brasil vem tendo uma redução nos transplantes nos últimos anos, mesmo assim continua sendo uma referência mundial e somente fica atrás dos Estados Unidos. No primeiro semestre deste ano, 43% das famílias abordadas pelas equipes dos hospitais, não aceitaram fazer a doação. Atualmente existem 300pessoas na lista de espera por um transplante em Alagoas.

Datena vai prá briga

                   O apresentador José Luiz Datena assinou na última segunda feira a ficha de filiação do PP, partido pelo qual pretende se candidatar à sucessão de Fernando Haddad (PT) na Prefeitura de São Paulo. Com base nas especulações, a candidatura de Datena incrementa o verdadeiro “circo” das eleições na capital paulista do próximo ano, que deve ter ainda como candidatos, o deputado federal Celso Russomano (PRB), o também deputado Marco Feliciano (PSC), a Senadora Marta Suplicy (PMDB) e possivelmente o empresário João Dórea Jr. (PSDB), sem falar na possibilidade de reeleição de Haddad (PT) que conta com o apoio de Paulo Maluf.

 

  • A Associação de Supermercados de Alagoas promove a partir de hoje (23) mais uma edição da Feira de Supermercados de Alagoas, no Centro de Convenções de Maceió.
  • O objetivo da Associação em conjunto com o Governo do Estado (patrocinador do evento) é fortalecer o segmento de supermercados do Estado, proporcionando o intercâmbio entre os integrantes, o surgimento de novos produtos e a participação da indústria e do setor de serviços.
  • Na edição anterior a Feira movimentou um volume de negócios no valor de R$ 35 milhões. A expectativa é que nesta oportunidade surja um aumento de 15% em relação aos negócios.
  • Várias indústrias nacionais confirmaram presença na Feira deste ano das mais diversas atividades comerciais. Também um bom número de empresas alagoanas deve montar seus estandes na oferta de produtos locais.
  • Também estão previstas diversas palestras e oficinas com especialistas em cada segmento. A procura por inscrições é o reflexo de uma maior participação do empresariado neste ano, ressaltou o presidente da Associação dos Supermercados de Alagoas, Raimundo Barreto.