Blog do Dresch

22 de setembro de 2015

Gonzaguinha: um brasileiro que faz falta

                   Caso estivesse vivo, o cantor e compositor Gonzaguinha (Luiz Gonzaga do Nascimento Júnior) estaria comemorando hoje os seus 70 anos de idade. Mas a permanência da sua obra na memória nacional é o grande legado que esse genial compositor nos brindou, durante o período de sua curta vida terrena (22 de Setembro de 1945 – 29 de Abril de 1991). Gonzaguinha caiu no samba carioca com consciência política, falou de amor como poucos em canções maravilhosas e soube cantar o carinho pelo Brasil e por sua gente, herdando do pai, o querido Luiz Gonzaga o Rei do Baião, a identidade com o Brasil do interior.

Brasileiro que faz falta 2

                   Como o repertório de Gonzaguinha permanece atual a gravadora Universal Music esta lançando esta semana o CD “Gonzaguinha presente – Duetos” disco póstumo em comemoração aos 70 anos de nascimento, com figuras da musica brasileira. Abrindo o disco o samba “O que é o que é” (1982) com Gonzaguinha e o mineiro Alexandre Pires, seguido de “E vamos à luta” (1980) dividida com Zeca Pagodinho, e “Ponto de Interrogação” também de 1980 agora com Alcione. Depois tem a presença de Victor & Léo com a belíssima “Espere por mim, Morena” (1976).

Brasileiro que faz falta 3

                   Ivete Sangalo também esta presente dividindo “Sangrando” (1980) e ainda Ana Carolina que traz “Não dá mais prá segurar” (explode coração) (1978). Outra presença fabulosa é a de Maria Rita, na interpretação de “Grito de Alerta” (1979). Gilberto Gil aparece na bela “Lindo Lago do Amor” (1984). E tem ainda Fagner “Feliz” e “Com a perna no mundo” com Martinho da Vila. Outros nomes que aparecem no disco comemorativo a Gonzaguinha são Lenine, Luiza Possi, Zeca Baleiro e Luiz Gonzaga e Daniel Gonzaga. Boa Música que não mata a saudade, mas aumenta a admiração.

Motos lideram acidentes

                   No inicio da Semana Nacional de Trânsito, um dado estatístico chamou a atenção em todo o país: Os acidentes envolvendo motos já são a principal causa de ocorrências de trânsito do país, ultrapassando os atropelamentos de pedestres. Atualmente, mais da metade das internações através do Sistema Único de Saúde (SUS) são de motociclistas, que respondem a três quartos das indenizações do DPVAT (Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres). Um especialista em medicina de trânsito, Fernando Moreira, justifica o aumento: “as motos mudaram o padrão da mortalidade, com a expansão muito forte da frota de motos nos últimos dez anos, e hoje a principal vitima do trânsito é o motociclista” explicou ele, atribuindo o aumento ao risco provocado pela exposição dos condutores e principalmente para a dispensa dos itens obrigatórios de segurança, como capacete e calçado fechado. Além disso, em muitas regiões do país é comum s pessoas pilotarem suas motos sem terem documento de habilitação. Moreira esta acostumado a testemunhar casos de fraturas graves decorrentes de motociclistas sem o devido equipamento de proteção, que se fossem usados salvariam muitas vidas. “Esta se formando uma verdadeira legião de pessoas com deficiência, por traumas relacionados à motocicleta. Temos visto um crescimento enorme de pessoas com deficiência física estabelecida em membros superiores e inferiores, e coluna vertebral com problemas graves como paraplegia, tetraplegia em função do mau uso do veículo que um risco maior associado” disse o especialista.

 

Hoteis mantém ocupação

                   Mesmo com a forte crise que afeta praticamente todos os setores da economia, o turismo consegue manter sua estabilidade. A aposta nos turistas internacionais vem ganhando força entre os que fazem o trade no Estado, principalmente os visitantes oriundos de países da América do Sul, que representam 71% do fluxo internacional para o Estado. Chilenos e argentinos lideram a procura. Por isso mesmo vem se trabalhando na promoção de Alagoas junto a estes dois mercados emissores. As ações envolvem a participação em feiras e eventos, workshop de operadores, capacitação com agentes de viagens, viagens de familiarização do destino e apoio aos fretamentos.

Hoteis mantém ocupação 2

                   Na última semana, profissionais de turismo da Argentina conheceram novos roteiros alagoanos e os produtos de Alagoas, no aspecto cultural, natural e histórica. O trabalho foi realizado em Buenos Ayres, Córdoba e em Rosário. Operadores chilenos também participaram das atividades. Além de um seminário e de um workshop, doze agentes chegaram a participar de um famtour em Alagoas. Conheceram vários hotéis, passeios e outras atrações culturais, artísticas, históricas e gastronômicas de Maceió, Francês, Barra de São Miguel, Gunga, Maragogi e Marechal Deodoro.

Cantat é o maior barato

                   Tem inicio nesta quarta feira (23) o XVI Festival Nordeste Cantat Internacional, dentro da programação especial do programa Teatro Deodoro é o Maior Barato. Na abertura do evento será feita uma homenagem aos 200 anos de Maceió, com a participação de cerca de 200 artistas no palco do Deodoro, oriundos dos corais do Sinteal, Cesmac, Corufal e Embracanto, além de Juliana Mascarenhas e Jassbozz Quartet e Orfeão da Praia, de Cabo Verde. A programação inclui mais de 50 concertos musicais em Maceió, Pilar, Coruripe e Marechal Deodoro. A festa começa na quarta, no Teatro Deodoro a partir as 19h30.

 

 

  • O Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) começa a liberar nesta quinta (24) os benefícios a seus segurados em todo o país, iniciando por aqueles que ganham um salário mínimo.
  • Juntamente com o benefício referente ao mês de Setembro, que é destinado a 32 milhões de brasileiros, em um total de R$ 32 bilhões, também será liberada a primeira parcela do décimo terceiro salário de 2015.
  • Em Alagoas o total da folha de Setembro chega a R$ 461 milhões, destinados a 503 mil benefícios. A primeira parcela do décimo em Alagoas será para 390.207 pessoas, num total de R$ 183 milhões.
  • Os beneficiários que ganham acima de um salário mínimo começarão a receber a folha a partir do dia 01, seguindo o calendário já divulgado.
  • O valor total a ser injetado na economia alagoana, pelo INSS com a folha de Setembro e a primeira parcela do décimo atingirá R$ 644 milhões.
  • O extrato já esta disponível no site da Previdência Social, no local assinalado como “extrato do pagamento de benefício”.