Flávio Gomes

13 de setembro de 2015

“Unidos e coesos”

Do professor Hubert Alquéres: “Não se trata de atribuir incursões conspiratórias a ninguém. Mas é inegável que vivemos uma situação esdrúxula, para dizer o mínimo. De um lado, temos uma presidente extremamente enfraquecida, quase clandestina, separada do povo por muralhas, até de metais como se viu no feriado; com uma base balcanizada e uma equipe ministerial semelhante à Torre de Babel. Cada ministro fala a própria língua e ninguém se entende. De outro, nunca vimos um vice-presidente tão proativo, operando à revelia e com autonomia de sua superior hierárquica. Quanto mais Dilma se enfraquece, mais Michel Temer opera no limite da liturgia do seu cargo, apresentando-se como porta-voz do empresariado, como o avalista da estabilidade e da institucionalidade. Ao mesmo tempo, Temer é semi-governista e semi-oposicionista, ainda que de uma oposição leal à sua majestade. O vice-presidente ofusca a primeira mandatária. Constrói uma imagem antagônica à de Dilma. Está sempre na mídia de forma positiva, como o ponderado, como o construtor de pontes, com vistas a se viabilizar como polo aglutinador de um novo bloco de poder, para o pós-Dilma. Já a presidente é aquela reclusa contraditória. Não pode, sequer, falar em rede nacional de TV, sob pena de ser alvo de imenso panelaço… Nessa dança, ela engole sapo e ele estica a corda o máximo possível. Um finge que apoia o governo e a outra finge que acredita. O minueto caboclo tem tudo para acabar em divórcio, apesar das juras do casal de que estão unidos e coesos.

Conteúdo x forma

Os servidores do Judiciário Federal estão mobilizados contra a falta de reajuste salarial nos últimos nove anos. E prometem para hoje de manhã manifestação em frente ao prédio onde mora o senador Renan Calheiros, presidente do Congresso. A causa é justa, mas o local do protesto inadequado, por ser moradia de várias famílias.

Menina dos olhos

O projeto que mais desperta o interesse do desembargador Washington Luiz Damasceno Freitas como presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas é o “Moradia Legal”, que cuida da legalização de imóveis de cidadãos de poucas condições financeiras. Até o final do ano o tribunal pretende completar a regularização de 10 mil imóveis.

Aprovado

Apesar de ainda jovem e com pouca experiência na gestão pública o advogado Christian Teixeira se saiu bem no primeiro desafio como secretário do Planejamento e da Gestão Pública, que foi o embate com os servidores por reajuste salarial. Sem alarde, impôs a posição de Renan Filho, demonstrando muita eficiência nas negociações.

Posição

Do deputado estadual Antônio Albuquerque (PRTB), sobre o baixo nível de discussões no plenário da Assembleia Legislativa: “Não se pode estabelecer aqui uma briga de pessoas. O debate é de ideias. Confesso que me incomoda muito em participar e estar presente em momentos que são degradantes e deprimentes para esse legislativo.”

Imune

Para o secretário estadual da Agricultura, Álvaro Vasconcelos, o agronegócio é exceção na crise econômica que afeta o Brasil. “No Rio Grande do Sul, por exemplo, o setor vai muito bem. A dificuldade financeira é do governo estadual, por conta de más gestões”, argumenta. E diz que em Alagoas os problemas são na área da cana-de-açúcar.

 

In memoriam

A família do jornalista Valmir Calheiros, falecido em março do ano passado, está comunicando aos amigos que o Tribunal Regional Eleitoral, onde trabalhou, lhe fará amanhã homenagem póstuma, com a outorga da Medalha do Mérito Eleitoral Domingos Paes Barreto Cardoso. Às 14 horas, no auditório do próprio TRE/AL, no Farol.

Opinião

Maílson da Nóbrega, ex-ministro da Fazenda, em “Veja”: “A crise atual tem origem essencialmente em erros de gestão econômica. Além disso, os escândalos de corrupção, o distanciamento entre os partidos e a sociedade e a excessiva polarização da campanha presidencial diminuíram o espaço de diálogo entre os partidos políticos”.

 

*O programa “Aplauso” de hoje homenageia o cantor Miltinho, considerado o “Rei do Ritmo” e “Rei do sambalanço”, que faleceu, aos 86 anos, em 7 de setembro do ano passado. O programa, produzido por Givaldo Kleber, vai ao ar às 10 horas, na Educativa FM.

 

* A Secretaria da Fazenda realiza, para professores da rede estadual de ensino, o curso “Disseminadores de Educação Fiscal a Distância”, de amanhã até o próximo domingo, 20.  A capacitação é uma realização da Escola de Administração Fazendária (Esaf).

*O polo gastronômico de Marechal Deodoro é o foco do projeto de fotografia chamado “Autorretrato Massagueira”, de alunos do curso de designer da Ufal. A exposição estará amanhã e depois na Biblioteca Central da Ufal, no Campus A.C. Simões, em Maceió.

* A Eletrobras Distribuição Alagoas recebeu, pela sétima vez, o Prêmio IEL Melhores Práticas de Estágio, categoria Grande Empresa. A psicóloga Camila Lisboa, responsável pelo Programa de Estágio na Eletrobras representou a Empresa na entrega do prêmio

* Escritores alagoanos poderão mostrar seus trabalhos na VII Bienal Internacional do Livro de Alagoas. A secretaria estadual da Cultura abriu inscrições para lançamento ou exposição das obras no estande da Biblioteca Pública Estadual Graciliano Ramos.

*Hoje, às 20 horas, o ator e humorista Fábio Rabin apresenta o show solo de Stand Up Comedy “Queimando o filme”, no Mirante Gourmet Cultural (Rua Aisteu de Andrade, Farol). Ingressos entre R$ 40,00 e R$ 80,00. Informações: 3032.5210. 

*Estão abertas inscrições ao processo seletivo do Programa Agentes Locais de Inovação (ALI), realizado pelo Sebrae em Alagoas e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). As inscrições vão até o dia 21 de setembro.

 

“Não tenho como tirar leite de vaca morta. 60% da receita é para pagar inativos. O Rio Grande do Sul é símbolo do corporativismo”.

Ivo Sartori

Governador gaúcho, sobre a dificuldade para manter a máquina pública do Estado