Blog do Dresch

12 de setembro de 2015

Praticas de gestão levam o ISO 9001

Gestão reconhecida

                   A prática de uma gestão que segue determinados padrões e regras internacionais proporcionou à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, a certificação do ISSO 9001. A Secretária Jeanine Pires, recebeu a noticia esta semana e atribuiu o reconhecimento ao sistema administrativo praticado e ao empenho dos servidores em todos os níveis. A certificação comprova a eficácia do planejamento das ações, a execução, o monitoramento das atividades e a melhoria constante dos processos. “A certificação da ISSO 9001 é resultado do trabalho de toda a equipe da Sedetur, que se empenha para realizar um excelente trabalho, com organização, metas e otimização das atividades” assinalou Jeanine.

Nova vacinação contra HPV

                   O Ministro da Saúde Arthur Chioro anunciou que pretende mobilizar as prefeituras para novamente, utilizar as escolas municipais para a vacinação de meninas de 9 a 13 anos contra o papiloma vírus humano (HPV). Para o Ministro, a experiência desenvolvida na primeira etapa da vacinação no ano passado utilizando as escolas, atingiu 100% do público alvo e deve servir como exemplo. Neste ano, sem usar as escolas, apenas 2,5 milhões de meninas foram imunizadas, 51% do público alvo, estimado em 4,9 milhões. O uso das escolas, tanto no Brasil com em outros países mostram a importância da sua utilização. O Ministério não pode determinar que as prefeituras utilizem as escolas, mas esta fazendo uma forte recomendação para que isso aconteça. A vacina protege contra quatro tipos de HPV: o 16 e o 18, responsáveis por 70% dos casos de câncer de colo de útero, terceira maior causa de mortes de mulheres no Brasil; e o 6 e o 11, que causam 90% das verrugas que aparecem no ânus e na região genital. A estimativa do Instituto Nacional do Câncer é que, em 2015, surjam 15 mil novos casos de câncer de colo de útero no Brasil. Por ano, cerca de cinco mil mulheres morrem por causa deste tipo de câncer no país. A vacina deve ser ministrada às adolescentes em três doses, com a segunda seis meses após a primeira, e a terceira, como reforço, cinco anos após a primeira. A menina deve estar com um documento de identificação para ser vacinada, de preferência com o cartão de vacinação.

 

Catalogando gênios

                   O Brasil pretende identificar e prestar uma atenção especial aos alunos com altas habilidades ou superdotação na educação básica e superior. Projeto de Lei neste sentido foi aprovado recentemente pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara Federal. Estima-se que existam hoje, no Brasil, 2,5 milhões de alunos com essas qualidades, mas apenas 11 mil estudantes estão cadastrados no censo escolar. Os governos deverão criar um cadastro nacional destes estudantes. Caso o projeto vire lei, os detalhes do cadastramento serão definidos em regulamento posterior.

Catalogando gênios 2

                   A proposta também foi aprovada na Comissão de Educação, onde foi modificada. Os deputados mudaram o texto para assegurar expressamente a possibilidade de aceleração dos estudos para os alunos identificados como superdotados. A presidente do Conselho Brasileiro de Superdotação, Suzana Pérez defende o reconhecimento destes estudantes com altas habilidades, mas faz uma ressalva ao projeto. Segundo ela, não existem profissionais qualificados para fazer este reconhecimento, e seria preciso melhorar muito seu treinamento. “Não adianta definir que é obrigatória a identificação se não tem ninguém para identificar”.

Cadeia produtiva de aves

                   Com a assinatura ontem do decreto de isenção do ICMS para a cadeia produtiva de aves em Alagoas, o governador Renan Filho proporciona ao setor o instrumento necessário para a sua consolidação no Estado. Além disso, garante mais qualidade ao produto, que terá a partir de agora uma fiscalização sanitária mais rigorosa. A proposta de isenção do tributo atinge as operações de saída interna de carne demais produtos comestíveis frescos, resfriados, congelados, salgados, secos ou temperados, resultantes do abate do frango, promovido pelo abatedouro, desde que disponha do certificado de inspeção sanitária.

Cadeia produtiva de aves 2

                   Fortalecendo a cadeia produtiva, o governador concedeu ontem incentivos fiscais e locacionais para a empresa Tibbits que esta se instalando na cidade de Santa Luzia. O investimento da fábrica é de R$ 3 milhões e devendo gerar 98 empregos diretos. Ela é especializada na produção alimentícia utilizando a carne de frango em seus produtos. A fábrica Tibbits consome 10 toneladas de frango por mês e passará a adquirir o produto dos abatedouros localizados no município de Santa Luzia do Norte.

Saulo e a solidariedade

                   O humorista, poeta e artista popular Saulo Laranjeira, mostra seu mais novo trabalho aos alagoanos no próximo dia 20 no Teatro Deodoro. Além de interpretar vários personagens humorísticos, com destaque para o “deputado João Plenário” cada vez mais fiel á realidade, Saulo aproveita para dedicar a arrecadação do espetáculo para o tratamento do radialista Carlos Miranda que foi diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica (ELA). Saulo, assim como Miranda é mineiro e resolveu colaborar com a campanha para o comunicador radicado há anos em Alagoas. O ingresso custa R$ 50 e na abertura do show “Assunta Brasil” se apresentarão os alagoanos Júlio Sá e Elisa Lemos.

 

  • De Janeiro a Agosto deste ano, a Polícia Rodoviária Federal registrou que 15,5% dos veículos envolvidos em acidentes nas estradas federais de Alagoas eram motocicletas, motonetas ou ciclomotores.
  • Entre as vitimas, apenas 8,5% saíram ilesos destes acidentes e mais da metade (51,4%) morreu ou ficou gravemente ferido,
  • Ainda de acordo com as estatísticas da PRF, verificou-se que 43,3% dos envolvidos em acidentes com veículos de duas rodas não possuíam a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).
  • Muitos também estavam sem capacete, e destes, 58,3% saíram gravemente feridos e 25% perderam a vida. Entre os que usavam capacete, 49,3% sofreram apenas lesões leves.
  • Os dados constantes do relatório da Polícia Rodoviária Federal, mostram que a maior preocupação das autoridades não é somente com a regularização do condutor e do emplacamento da motocicleta ou do ciclomotor, mas sim com os equipamentos de segurança, tanto do condutor quando do passageiro, em especial o uso do capacete.