Flávio Gomes

11 de setembro de 2015

O mundo de Dilma

De José Casado, em “O Globo”: “… Dilma se apresenta satisfeita com a vida em mundo fictício, no qual a convicção da realidade nunca se altera. Nele, ‘crise’ é palavra proibida. Há ‘dificuldades” e ‘desafios’. O que aconteceu, então? Por que o Estado quebrou? Tal percepção da vida real não é correta, sugeriu a presidente em discurso, remetendo ao seu nobre esforço: ‘O governo entendeu que deveria gastar o que fosse preciso para garantir o emprego e a renda do trabalhador, a continuidade dos investimentos e dos programas sociais.’ O convencimento da presidente sobre seus acertos confronta a percepção coletiva sobre a inflação, a recessão, o rombo nas contas federais e a quebra dos estados e prefeituras, cujo endividamento foi anabolizado por ordem direta da Presidência da República. Ela tenta manter uma aparência de racionalidade, embora tenha sido quem mandou o Tesouro garantir a triplicação das dívidas estaduais… Pobres já destinam, obrigatoriamente, 32% de sua renda mensal ao pagamento de tributos ao Estado, informa o Ipea, do Ministério do Planejamento. Devem perder ainda mais. A anarquia fiscal parecia superada desde o final dos anos 90. Ironia da história: acabou restaurada sob gerência de uma presidente com diploma de economista e dona de certeza granítica sobre a perfeição e a nobreza de seu governo.” 

Fato novo 

A grande novidade na política de Arapiraca é a excelente posição do deputado estadual Tarciso Freire (PSD) como pré-candidato a prefeito. Em várias avaliações ele aparece com o dobro das intenções de votos de Rogério Teófilo, segundo, e da prefeita Célia Rocha, em terceiro. Sua candidatura tem sido colocada como irreversível. 

Dilema 

Com 30 anos de filiação ao PT, o ex-vereador e ex-deputado estadual Judson Cabral, hoje presidente do Serveal, resiste aos convites para mudar de partido. “Ir pra onde?”, repete ele, para quem suas convicções políticas têm a ver com as propostas do PT. Melhor dizendo: da banda do PT que não foi seduzida pela corrupção. 

Agenda

Hoje, às 9 horas, a Assembleia Legislativa promove audiência pública com o tema “Povos indígenas”, por proposta do deputado estadual Ronaldo Medeiros (PT), para debater a demarcação das terras em Alagoas. Na ocasião haverá o lançamento do livro sobre o tema, de autoria do professor, jornalista e pesquisador Jorge Vieira.

No limite 

Diante da forte queda na arrecadação, a Associação dos Municípios Alagoanos agora está priorizando a busca de soluções para a crise financeira que afeta as prefeituras. E hoje os prefeitos se reúnem, em assembléia extraordinária, para debater a questão. Para se ter ideia, a queda do FPM em setembro é de 38% em relação a 2014. 

Empenho 

O vereador Silvânio Barbosa (PSB), Prefeito Comunitário do Benedito Bentes, viabiliza outra iniciativa em favor do bairro. Em audiência com o senador Fernando Collor, conseguiu do parlamentar o compromisso de atuar junto à União para tornar realidade o projeto de duplicação da Avenida Cachoeira do Meirim, a principal do bairro. 

No topo

A Braskem está pelo quarto ano seguido no Dow Jones Sustainability Emerging Markets Index, índice de sustentabilidade de países emergentes da Bolsa de Valores de New York.  O DJSI inclui 92 empresas, das quais 16 são brasileiras, e identifica empresas que se destacam pelas melhores práticas de gestão econômica, social e ambiental.

Opinião

 

De J. R. Guzzo, em “Veja”, sobre a polêmica em relação a doações para a campanha de Dilma Rousseff: “O problema é que a contribuição legal é feita basicamente com dinheiro ilegal. Dinheiro que vem da corrupção. A flor do mal está na origem contaminada das doações – se elas são fruto do crime, a coisa vai toda para o diabo.”

  

*O corregedor-geral da Justiça do Trabalho, João Batista Brito Pereira, ministro do TST concederá entrevista coletiva hoje a respeito da correição ordinária no Tribunal Regional do Trabalho da 19ª Região. Às 9 horas, no 2º andar do TRT/AL. 

*A sede da OAB/AL, em Jacarecica, recebe hoje o II Encontro do Movimento Mais Mulheres na OAB. O movimento, que é nacional, foi criado durante a I Conferência da Mulher Advogada, realizada em Maceió e vai debater o Assédio Moral no Trabalho. 

* A Superintendência da Escola de Governo de Alagoas, vinculada à Secretaria do Planejamento, Gestão e Patrimônio, promove hoje café da manhã para lançamento da programação do Mês do Servidor. ÀS 8h30m, no Complexo Cultural Teatro Deodoro. 

*A Seplag recebe até hoje inscrições para ouvintes no III GeoAlagoas, evento técnico-científico que será realizado nos dias 17 e 18 de setembro, no auditório da Unit, para debater a Geotecnologia e a Geoinformação no Estado de Alagoas. 

* A cantora e pianista Leila Pinheiro apresenta hoje, em Maceió, o show “Por onde eu for”, em parceria com David Feldman, em duo de piano e teclado. Às 21 horas, no Teatro Gustavo Leite. Ingressos de R$ 30,00 a R$ 80,00. Contato: 3235.5301.

*A etapa alagoana do Festival do Teatro Brasileiro começa hoje, com o espetáculo “Silêncio Total”, do Piollin Grupo de Teatro, às 20 horas, no Teatro Deodoro. À tarde, às 15h30m, o ator Luiz Carlos Vasconcelos dá entrevista coletiva, no próprio teatro.

*Estão abertas, até 10 de outubro, as inscrições à II Copa Sandro Melo de Submission, evento que reunirá centenas de atletas de jiu jitsu em Maceió, em 18 de outubro. Para se inscrever, basta acessar o link “Inscrições” no site www.smsubmission.com.br.

 

“A aprovação da presidente é de 7% ou 8%. Se vai ter 1% a mais ou a menos não faz diferença.”

Eunício Oliveira

Líder do PMDB no Senado, para quem Dilma Rousseff tem de tomar as medidas que são necessárias, pois não tem como ter mais desgaste que já tem