Olívia Cerqueira

31 de agosto de 2015

Estado anunca 13 escolas de tempo integral, nesta segunda

Manuella Nobre – Agência Alagoas

Chegou a hora tão esperada pela comunidade escolar: a divulgação das 13 escolas selecionadas para implantação do Programa Alagoano de Ensino em Tempo Integral da Rede Pública Estadual a partir de 2016. O anúncio será feito pelo governador Renan Filho, e pelo secretário de Estado da Educação, Luciano Barbosa, nesta segunda (31), às 10h, no Palácio República dos Palmares.

 

Esta será a quarta etapa do processo de seleção, iniciado desde início de junho, após a publicação do edital no Diário Oficial do Estado. A primeira foi a identificação de três escolas pelas Coordenadorias Regionais de Educação (CREs), seguida da apresentação das propostas das escolas escolhidas à comissão e, por fim, a análise dos projetos apresentados. 


Com uma proposta pedagógica diferenciada, o modelo implantado será similar ao adotado pela Escola Estadual Marcos Antônio, no Benedito Bentes, desde março deste ano.

 

A proposta das escolas de tempo integral é a oferta de ensino médio integrado à educação profissional, a partir da estruturação de ambientes por área do conhecimento, onde a dinâmica e o processo de ensino-aprendizagem são construídos entre a turma e o professor, sempre com o olhar voltado tanto para o mercado como para a formação acadêmica. 

 

É o que explica o superintendente de Políticas Educacionais e membro da comissão organizadora do Programa, Ricardo Lisboa. 

 

“A Marcos Antônio é nossa referência para a implementação do programa. Estamos construindo o modelo na prática. Após o anúncio, contaremos com a adesão dos gestores das escolas pré-selecionadas e das respectivas coordenadorias para realizarmos os ajustes técnicos e observar, até o final do ano, estas adequações, respeitando o perfil de cada escola”, destacou. 

 

As 13 escolas passarão por um período de formação, onde farão o redesenho curricular da unidade a partir das orientações das CREs.

 

As unidades terão até o final de novembro para realizar as adequações, encaminhadas pela Comissão Central da Secretaria da Educação em seus planos de trabalho. 

 

Para 2017, a meta do secretário Luciano Barbosa é que este regime seja ampliado para 26 escolas em todo estado.