Flávio Gomes

26 de agosto de 2015

Resta-nos rezar

De Ney Lopes, ex-deputado federal, jornalista, procurador federal e professor de Direito Constitucional, no site “Diário do Poder”: “… O que acontecerá se Michel Temer realmente afastar-se da coordenação política e partir para a Convenção do PMDB em novembro, com o lançamento de candidato próprio do partido à presidência, o que não ocorre desde 1994?  O fato consumaria o rompimento dos peemedebistas com o governo e a abertura do leque de coligações, sobretudo com o PSDB, de onde, ao que se diz, poderá ser lançado o candidato de consenso, o senador José Serra. Diga-se de passagem, consenso apenas no PMDB e de uma facção tucana, porque Alkimin e Aécio não aceitariam esse projeto para 2018, por alimentarem desejo de candidatura pessoal à presidência. Outro risco catastrófico é a hipótese de a ‘corda puxar’ ao ponto de desestabilizar Joaquim Levy, tragado pelo tsunami palaciano e petista. Há também a possibilidade do STF confirmar a denúncia contra o presidente Eduardo Cunha, o que instalaria no país uma crise política sem precedentes. Em tais circunstâncias, a presidente Dilma Rousseff perderia a sua sustentação política no Congresso e o barco errante da economia, enfrentaria o torvelinho do mar bravio, sem controle. Conjuntura dantesca e nunca vista na história do Brasil… Por todos os ângulos que se analise, a conjuntura nacional é nebulosa. Só resta esperar que, mais uma vez, Deus seja brasileiro!”

A conferir

Não há uma justificativa aceitável para a demora de Renan Filho em nomear conselheiro do Tribunal de Contas um dos procuradores incluídos em lista tríplice. O governador repete seus antecessores ao deixar vago por tanto tempo um cargo no TC. E deixa dúvidas sobre se ainda não se cogita manobra jurídica para dar vaga a um político.

Voz única

Renan Filho tomou decisão acertada ao determinar que o único representante do governo a falar a respeito da Lei Delegada é o secretário do Gabinete Civil, Fábio Farias. Fábio é médico por formação, mas além de ter longa vivência política foi no Gabinete Civil que a Lei Delegada foi concebida, por mais discutível que seja.

Fato

Fala-se muito numa aproximação do senador Benedito de Lira (PP) com Renan Filho (PMDB), por quem foi derrotado no ano passado. A realidade parece ser outra. De Lira tem externado insatisfação pelo desinteresse do governador em executar obras com recursos que ele conseguiu junto à União. E o dinheiro deverá ser devolvido.

Enganação

A Renault tem anunciado que na venda de carro novo recebe outro veículo pelo preço de tabela da FIPE – parâmetro de preços de automóveis no Brasil, inclusive para fins de seguro. Em Maceió a propaganda não vale. Um cidadão quis fazer negócio numa loja Renault e pelo seu carro, avaliado na FIPE em R$ 56 mil, só ofereceram R$ 24 mil.

Plantão médico

Preocupa o estado de saúde de Audálio Dantas, alagoano de Tanque D’Arca que fez carreira profissional em São Paulo. Na 5ª feira passada ele não pode vir receber o título de Doutor Honoris Causa concedido pela Uneal, pois faria uma cirurgia no dia seguinte. Além de jornalista e escritor, Audálio foi deputado federal pelo PMDB/SP.

Abrace

O jornalista paulista Juca Kfouri abre hoje o 41º Congresso da Associação Brasileira de Cronistas Esportivos, às 19 horas, no Centro de Convenções de Maceió. Vai falar sobre “O futebol brasileiro pós Copa do Mundo”. Dois alagoanos, Márcio Canuto e Edson Mauro, são outros participantes do evento, que acontece até 6ª feira, 28.

Opinião

Jornalista Sebastião Nery: “Dom Pedro I, acuado, mandou seu recado: ‘Como é para o bem de todos e felicidade geral da Nação, digam ao povo que fico’. Ficou pouco. Getúlio, isolado, deu um tiro no peito. Dilma, ainda bem, não dará. Também, e é uma pena, não sairá. Só agarrada, tirada. Falta arranjar um José Bonifácio para cuidar de Michel Temer até ele crescer.”

 

* Vale lembrar que amanhã é feriado municipal em Maceió, dedicado a Nossa Senhora dos Prazeres, padroeira da cidade. Por conta disso, não funcionam na cidade comércio, indústria, bancos, repartições públicas, escolas e nem prestadores de serviço.

*De hoje a 6ª feira, 28, acontece o 23º Agrinordeste – fórum anual que reúne agricultores de todos os estados da região Nordeste -, no Centro de Convenções de Pernambuco. De Alagoas participam 18 representantes de APLs do Sertão, assessorados pelo Sebrae/AL.

*Luis Manoel Borges do Vale, Procurador de Estado, dá palestra hoje pelo ciclo de palestras do Centro de Estudos da PGE. A partir das 15 horas falará sobre o sistema de precedentes consignado no novo Código de Processo Civil. Contato: 3315.1018.

*José Vieira Passos Filho toma posse hoje, 17 horas, como sócio do Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas, na cadeira 58, cujo patrono é José Avelino Silva e era ocupada por Romeu de Mello Loureiro. Será saudado por Marcos Vasconcelos Filho.

*A Secult faz hoje, 15 horas, lançamento da Biblioteca Acessível, na Biblioteca Pública Estadual Graciliano Ramos. Com palestra de Benedito Ramos sobre “História da Arte para cegos”, exibição do coral da Escola de Cegos Cyro Acioly e outras atrações.

* Estimular a criatividade e incentivar a produção literária é o objetivo do I Concurso de Poesias Jorge de Lima, lançado pela secretaria estadual da Cultura, com prêmios de até R$ 2 mil. As inscrições seguem até 15 de setembro. Contato: www.cultural.al.gov.br.

*Onze atletas, estudantes da rede estadual, participam do Campeonato Brasileiro de Nado Sincronizado, de hoje a domingo, em João Pessoa. A equipe participará, em novembro, do Brasileiro Infanto-juvenil, em João Pessoa, e do Brasileiro Júnior, em São Paulo.

 

“Errei em ter demorado tanto para perceber que a situação era mais grave do que imaginávamos”

Dilma Rousseff

Presidente da República, admitindo sua incompetência para administrar