Blog do Dresch

6 de agosto de 2015

Ministro apoia projetos da capital

                   O Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, o alagoano Aldo Rebelo garantiu ao prefeito Rui Palmeira que a sua pasta vai consolidar alguns projetos para a cidade de Maceió. Segundo o prefeito da capital, existem alguns projetos que necessitam de uma atenção especial, e são voltados a setores da economia solidária da capital alagoana. Segundo Rebelo, o seu Ministério trabalha com pesquisas e estudos estratégicos, que se traduzem em geração de conhecimento e de novas tecnologias, bem como a criação de produtos, processos, gestão e patentes nacionais. Na próxima semana alguns secretários do município estarão em Brasília para, junto com técnicos do Ministério, analisarem alguns projetos que vão beneficiar Maceió.

Redução de ministérios

                   Uma das medidas que vem ganhando corpo na esfera do governo federal é a redução do número de ministérios. A Presidente Dilma Rousseff tem discutido o assunto com assessores e deve diminuir a quantidade. Atualmente são 39 ministérios. No entanto, mesmo que isso aconteça, não significará que será feita uma reforma administrativa, pelo menos enquanto perdurar a crise política. A Presidente quer aguardar um momento de maior calmaria no Congresso, até porque a redução de pastas implicará também em contrariedades entre os aliados que perderão cargos. Nesta semana, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, confirmou que a Presidente não é contrária á redução de ministérios. Outro ministro do núcleo político do Planalto, Jaques Wagner, da Defesa, disse também que o enxugamento da máquina pública e a redução dos gastos do governo são bem-vindos, e que a presidente esta traçando cenários sobre as implicações das mudanças. “Sobre a fusão e redução de ministérios, diria que é uma preocupação constante de qualquer governo e deste. É sempre positivo você fazer a racionalização da máquina, mas ainda não existe uma conclusão sobre o assunto. Se houver possibilidade, sem atrapalhar a boa gestão e a racionalidade, e sem prejuízo politico, fazer uma redução de custos, é sempre muito bem vinda” admitiu o Ministro da Defesa. Uma das ideias é limitar em vinte o número de ministérios.


Furto de sinal de TV

                   A base de assinantes de TV paga no Brasil passou de 18,5 milhões em Maio de 2014, para 19,7 milhões em Maio de 2015, registrando um aumento de 6,1%, de acordo com a Agência Nacional das telecomunicações (Anatel). Porém, uma pesquisa divulgada pela Associação Brasileira de Televisão por Assinatura (ABTA) revela que o número de lares com acesso a esses serviços, já chega a 24,2 milhões, significando que existem mais de 4,5 milhões de usuários clandestinos. O estudo foi apresentado no Congresso ABTA 2015, que termina hoje em São Paulo.

Furto de sinal de TV 2

                   Segundo o estudo, no levantamento semelhante apresentado ano passado, feito em 16 regiões do país, existiam 4,2 milhões de usuários clandestinos ou 18% do total de assinantes. Neste ano o total já alcançou 18,8% de lares que captam o sinal. A ABTA estimula ações de combate para localizar e desativar centrais clandestinas de furto e distribuição de sinais de satélite. “O furto de sinal da TV por assinatura deixou de ser uma preocupação do setor, para tornar-se um problema do Estado. Além do desvio de conduta existe a evasão de tributos e receitas em larga escala” assinalou Antonio Salles Neto, do Sindicato das Empresas de TV por Assinatura (SETA).

Apoio à confecção

                   O setor de confecção e de moda vai ganhar capacitação especializada em Alagoas. Compromisso neste sentido foi firmado entre a secretária de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Jeanine Pires e o presidente da Federação das Indústrias de Alagoas, José Carlos Lyra. O acordo possibilitaria o fortalecimento das empresas que compõem o setor no estado, capacitando os profissionais e estimulando a economia dos municípios onde as empresas estão instaladas. Atualmente são vinte os municípios que abrigam polos de moda e de confecções e que podem ampliar sua atuação no Estado.

Orgânicos sem crise

                   Se a economia brasileira enfrenta crises nos mais diversos setores, pelo menos um passa ao largo das dificuldades. Trata-se da produção e comercialização de produtos orgânicos que somente têm crescido nos últimos anos. Após uma alta de 30% no faturamento em 2014, que atingiu R$ 2 bilhões, o setor deve fechar este ano com uma receita de R$ 2,5 bilhões. Mas isso não é uma surpresa. O setor de orgânicos sempre cresce em tempos de crise, e isso aconteceu claramente em 2008 e 2009 nos EUA e na Europa, afirma Ming Liu, coordenador da Organics Brasil, que reúne os exportadores do setor.

Orgânicos sem crise 2

                   Mesmo com os avanços nos últimos anos, o Brasil ainda precisa percorrer um longo caminho até chegar a um estágio de mercados maduros. Um dos motivos é o atraso na regulamentação, que só chegou em 2011. Nos Estados Unidos a regulamentação aconteceu em 2001, mas até 2008 o segmento de orgânicos ainda era restrito. Hoje, 78% dos americanos já consumiram produtos orgânicos. O mercado global de orgânicos movimenta cerca de US$ 72 bilhões por ano, segundo uma empresa de pesquisa do setor. Os EUA lideram em receita, seguidos por Alemanha e França.

 

  • A Revista Forbes apontou o ator Robert Downey Jr., de “Homem de Ferro” como o ator mais bem pago do mundo e que pela primeira vez lidera o ranking de atores destacados e Hollywood e também de Bollywood (indústria cinematográfica da Índia).
  •  De acordo com a Forbes, Downey faturou, entre Junho de 2014 e Junho de 2015 cerca de US$ 80 milhões, na onda de sucessos de super-heróis como “Vingadores- Era de Ultron”, que arrecadou mais de 1,3 bilhão de dólares em todo o mundo.
  • Na segunda posição a Forbes indicou o ator chinês e mestre das artes marciais Jackie Chan, que estima ter ganhado US$ 50 milhões no período, entre filmes e contratos publicitários.
  • Na terceira colocação aparece Vin. Diesel, que ganhou US$ 47 milhões, principalmente em função da franquia de “Velozes e Furiosos”.
  • A seguir a revista apontou os atores Bradley Cooper, Adam Sandler e Tom Cruise.
  • Ainda na lista dos dez atores mais bem pagos do mundo aparecem os astros de Bollywood, Amitabh Bachchan, Salman Khan e Akshay Kumar.