Olívia Cerqueira

4 de agosto de 2015

Monte Klinikum é o primeiro hospital das regiões Norte e Nordeste a realizar cirurgias robóticas

Assessoria

O Hospital Monte Klinikum, um dos mais renomados do Ceará, será a primeira instituição das regiões Norte e Nordeste a realizar a cirurgia robótica. A iniciativa é resultado de um investimento inicial de R$ 4 milhões. Para discutir o tema, o hospital realizou um seminário nesta segunda-feira (3 de agosto), com a participação de conceituados especialistas brasileiros e estrangeiros. No fim do evento, Vipul Patel, o mais importante especialista do mundo no assunto, realizou duas cirurgias no centro cirúrgico do Monte Klinikum, com transmissão ao vivo para os participantes.

A partir deste mês, o robô Da Vinci será utilizado em intervenções nas especialidades de urologia, coloproctologia e cirurgias bariátrica e geral. Florentino Cardoso, diretor do Hospital Monte Klinikum, salienta que a cirurgia robótica vem sendo reconhecida como um dos mais importantes avanços da medicina nas últimas décadas.

 “Disponibilizar essa técnica à população de Fortaleza e de outros estados da região faz parte de nossa missão de investir constantemente em tecnologia de ponta e na renovação e ampliação de nossas instalações, além da capacitação dos profissionais que atuam em nosso hospital”, destaca Cardoso.

 Seminário

Durante o evento, o diretor da Rede Assistencial Rio de Janeiro, Charles Souleyman, ministrou a palestra Como e Por Que Implantar um Programa de Cirurgia Robótica na Atual Realidade?. Souleyman ressaltou que a incorporação de tecnologia em medicina deve necessariamente contemplar o treinamento dos profissionais, de modo a preservar e garantir a segurança dos pacientes. Além disso, explicou que os médicos da instituição que foram selecionados para a capacitação possuem experiência nas cirurgias convencionais, que, agora, passarão a ser feitas utilizando a robótica. 

 Como Treinar e Capacitar o Cirurgião para a Cirurgia Robótica foi o tema da apresentação de Luiz Alfredo Almeida, do Hospital Samaritano do Rio de Janeiro. Almeida explicou que os médicos passam por treinamentos que incluem o uso de simuladores que avaliam o desempenho dos profissionais. Somente depois do término da capacitação é que os profissionais estarão aptos a utilizar o robô nas cirurgias com os pacientes.

 Diretor do Hospital 9 de Julho, de São Paulo, Carlos Eduardo Domene falou sobre Inovação Contínua em Cirurgia Robótica – Adequação à Realidade dos Países Emergentes. Domene comparou a robótica a evoluções tecnológicas em outras áreas, assim como na própria medicina, e destacou que se trata de uma mudança de paradigma, uma aceitação de que essa tecnologia é definitiva.

 

 

No final do evento, Vipul Patel, o mais importante especialista em cirurgia robótica do mundo, realizou duas cirurgias de prostatectomia. Para os participantes do seminário, Patel falou sobre aspectos como precisão cirúrgica e perda mínima de sangue durante os procedimentos realizados e da incorporação de novas tecnologias ao robô, resultando num aprimoramento contínuo da cirurgia robótica. Ressaltou ainda o conforto e a segurança para a equipe cirúrgica e, especialmente, para os pacientes, que têm um menor índice de complicações e uma recuperação mais rápida.

 Capacitação

 

O treinamento de seis médicos do Hospital Monte Klinikum iniciou-se em julho no Hospital Samaritano do Rio de Janeiro, uma das mais conceituadas instituições hospitalares do país, que utiliza a robótica desde 2013. Os profissionais participaram de capacitações e continuam em treinamento em instituições como o Intuitive Surgical (Bogotá, Colômbia),o Florida Hospital Celebration Health, o Florida Hospital Nicholson Center e o Baylor College of Medicine, em Houston, nos Estados Unidos.

 

 Mais informações:

Relações com a Imprensa – Hospital Monte Klinikum

Luciana Menezes – luciana.menezes@imprensahospitais.com.br

+ 55 (11) 4197-1146 | (11) 97631-0325