Flávio Gomes

3 de agosto de 2015

A escolha de Lula

Da professora Maria Helena Rubinato Rodrigues de Sousa: “… Em julho do ano passado, uns três meses antes da reeleição, durante a campanha para a qual dona Dilma e seu marqueteiro fiaram histórias do arco da velha para enrolar o distinto eleitorado – com o maior sucesso, diga-se a bem da verdade – uma mulher, analista de um banco de grande porte, o Santander, cujo dono era um amigão do Lula, fez jus ao cargo que ocupava e ao salário que recebia e advertiu, por e-mail, seus clientes preferenciais sobre as previsões que fazia para um segundo governo Dilma Rousseff. Sinara Polycarpo Figueiredo, a analista, em uma mensagem eletrônica, dizia que uma eventual reeleição da presidente pioraria o quadro econômico no país. Que a bolsa iria cair, os juros subir e o câmbio se desvalorizar. Ou seja, a economia iria se deteriorar. Lula, ao ser informado da análise, com a categoria que lhe é peculiar, em um discurso na 14º plenária da Central Única dos Trabalhadores, ressaltou que não há outro país em que o Santander lucre tanto como no Brasil e questionou ainda o fato da funcionária que escreveu o informe ter chegado a um cargo de chefia: ‘Essa moça que falou [isso] não entende porra nenhuma de Brasil e de governo Dilma Rousseff. Manter uma mulher dessas em cargo de chefia é sinceramente… Não se trata de acreditar em bola de cristal ou em querer bancar a profetisa do passado, mas de um fato comprovado: o cliente do Santander que seguiu os conselhos de Sinara se deu bem. Os clientes do Lula quebraram a cara.”

Esperteza

Na eleição do ano passado o coordenador da campanha de um candidato em Alagoas escolheu um amigo no interior para guardar doações e liberar dinheiro sempre que preciso. Encerrada a campanha, candidato eleito, o guardião do dinheiro disse que não havia sobra alguma. Mas comprou, no período, fazenda, apartamento e carros.

Nós na fita

Alagoas pode salvar mandato de Dilma. Explica-se: a presidente Dilma Rousseff precisa muito do apoio de Renan Calheiros, presidente do Senado, para evitar eventual processo de perda de mandato; o senador precisa do apoio dela para viabilizar, em recursos, o governo de Renan Filho. Então, nada que uma boa conversa não resolva…

Distância

Está sendo contornada a insatisfação, em relação ao governador Renan Filho, de amigos de velhas datas do senador Renan Calheiros. Há casos de amizades de 30 anos, do início da carreira política de Renan pai, que estão estremecidas. Amigos do passado se sentem credores de espaços no governo Renan Filho, que não os atende.

Bolo

Os secretários e demais integrantes do primeiro escalão do governo foram convocados para uma reunião com o chefe, programada para as 17 horas da 6ª feira passada. A impaciência já predominava, tanto pela espera como por compromissos às vésperas do final de semana, quando, às 20h30m, avisaram que Renan Filho não iria.

Exceções

O secretário de Administração, Francisco Mamede, confirma que não são todos, mas que boa parte dos médicos que trabalham para a Prefeitura de Maceió tem salário de até R$ 35 mil – embora só recebam R$ 20 mil, por força do teto constitucional. E revela que, de modo geral, os salários iniciais de médico são torno de R$ 3 mil.

Sensatez

Entra na fase final a compra do terreno onde será implantada a nova sede do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas, no Barro Duro, em área 10.000m², ao custo de R$ 6.800.000,00. O órgão teve uma atitude sensata: segundo o presidente, desembargador Sebastião Costa Filho, todos os móveis atuais serão aproveitados no novo prédio.

 

Proposta

De Marcus Pestana, deputado federal (PSDB/MG): “É urgente recuperar a política para o interesse público e para a ética. Libertar a política da corrupção e da mediocridade. Acreditar no caráter humano, pois, como desafiou Lincoln, ‘se quiser pôr à prova o caráter de um homem, dê-lhe poder’. É urgente recuperar a decência e a esperança”.

 

*O agrônomo Luciano Chagas tomou posse ontem como superintendente da Codevasf para Alagoas. Formado pela Ufal, ele foi secretário de Agricultura em Girau do Ponciano e presidente do Fórum Alagoano de Secretários Municipais de Agricultura. 

*A fim de orientar a mulher para que possa conciliar a atividade profissional com a amamentação a Maternidade Escola Santa Mônica realiza, desde ontem e até 5ª feira, uma campanha de conscientização, pela Semana Mundial de Amamentação 2015.

*O Comando Local Unificado de greve (Adufal, Sintufal e DCE) convoca professores, técnico-administrativos e estudantes da UFAL para a Assembleia Geral Unificada para hoje, às 9 horas, no Auditório da Reitoria, para debater a greve na instituição.

*Por conta da paralisação a Pró-reitoria de Graduação da Ufal suspendeu o calendário do processo seletivo para o curso de graduação em Medicina do Campus Arapiraca. Foi suspenso também o segundo semestre do curso, até o final da greve.

*Será aberta hoje, às 20 horas, a exposição da artista Cecília Walton, que ficará aberta ao público na Pinacoteca Universitária da Universidade Federal de Alagoas, no Espaço Cultural Universitário Salomão de Barros Lima, Praça Sinimbu. Contato: 3214.1545.

 

*Em função da aproximação do Dia dos Pais, o Sebrae/AL oferece uma consultoria especial para a data. O objetivo é auxiliar os empreendedores a impulsionar suas vendas nas vésperas da comemoração. Interessados devem procurar a sede do órgão.

 

*O ASA fez bonito no final de semana, ganhando de 1×0 do Confiança, pela Série c do Brasileiro. Pela Série B, o CRB melhorou e obteve um empate em 0x0 com o Paraná, em Curitiba. Já o Coruripe, na Série D, vencia, mas deixou o Campinense fazer 2×2.

 

 

“Esse jogo do quanto pior melhor não é bom para o país”.

 

Márcio Lacerda

 

Prefeito de Belo Horizonte e presidente da Frente Nacional de Prefeitos, avaliando que mistura de crise econômica com disputa partidária não dá certo